terça-feira, 9 de janeiro de 2018

DECISÃO Justiça ordena transferência de presos condenados da cadeia de Cambé

Saulo Ohara/Grupo FolhaO juiz Renato Cruz de Oliveira Junior, do Plantão Judiciário de Cambé, ordenou a remoção de detentos condenados da cadeia pública da cidade. No dia 27 de dezembro, doze presos fizeram uma rebelião e conseguiram escapar. Cinco permanecem foragidos. "Apesar da gravidade da situação, aparentemente, nenhuma medida foi tomada pelas autoridades responsáveis", diz o magistrado. Mesmo após a fuga, a unidade, que tem capacidade para 50 pessoas, permanece superlotada com 190.

Leia Mais:
Detento de Cambé que se machucou durante fuga irá cumprir pena em casa

Londrina tem déficit de 1,2 mil vagas nas carceragens

O delegado interino de Cambé, Vitor Dutra de Oliveira, explicou que a medida será aplicada para 15 presos que supostamente pertencem à facções criminosas. Cinco deles foram para o sistema penitenciário na semana passada. A expectativa é que o restante seja transferido a partir desta semana, mas a FOLHA não conseguiu confirmar a informação com a assessoria de imprensa do Depen (Departamento Penitenciário do Paraná), que não atendeu as ligações.

A Justiça também sugeriu que o SOE (Serivço de Operações Especiais), grupo especializado do Depen criado para conter motins em presídios, e o comando da Polícia Militar de Cambé mantenham contato para evitar novas rebeliões.Na semana passada, funcionários da Defesa Civil e da Paraná Edificação, vinculado à Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística, fizeram uma vistoria no local e descartaram qualquer risco de desabamento. Com a resposta, Oliveira informou que os presos que não fugiram serão realocados para outros setores da cadeia.
Rafael Machado
Grupo Folha

EMPRÉSTIMOS Caixa acerta com Temer liberação de R$ 2 bi a Estados e municípios

Alan Santos/PRO presidente Michel Temer discutiu em reunião com dirigentes da Caixa Econômica os contratos de empréstimos do banco aos Estados e municípios. A concessão desses financiamentos pela Caixa e também o Banco do Brasil (BB) está provocando uma ciumeira entre os governadores e é moeda de troca de apoio político para aprovação da reforma da Previdência.

O presidente da Caixa, Gilberto Occhi, antecipou ao Estadão/Broadcast que o banco vai liberar cerca de R$ 2 bilhões em empréstimos a Estados e municípios. Segundo ele, o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (PMDB), ficará responsável por fazer a interlocução com Estados e municípios para definir a liberação.

Construímos um calendário de datas e agendas para liberação. O que estiver possível de ser liberado vai se manter contato com os Estados para construir uma agenda ainda este mês. O ministro Marun vai tocando isso", disse Occhi após reunião com Temer. Ele não revelou que Estados e municípios terão seus recursos liberados.

A Caixa só vai poder aumentar essas operações depois que for concretizada a operação de capitalização de R$ 15 bilhões com recursos do FGTS. A operação foi aprovada em lei, mas precisa ainda do aval do Conselho Curador do fundo. O Banco do Brasil também está fazendo operações de empréstimos aos Estados. Um empréstimo de R$ 600 milhões ao governo do PT da Bahia concedido pelo BB provocou desgaste dentro da base do governo.

Em entrevista coletiva no final de dezembro, Marun admitiu que o governo usará a liberação de empréstimos para pressionar governadores e prefeitos a trabalharem a favor da aprovação da reforma da Previdência. A declaração levou governadores do Nordeste a enviarem carta aberta a Temer protestando contra o ministro.

IMBRÓGLIO PT vai ao TSE contra TV Globo por abuso de poder econômico

Lula Marques/AGPTO deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) e o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) entraram nesta segunda-feira, 8, com uma representação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra a TV Globo e os apresentadores da casa Fausto Silva e Luciano Huck por praticarem, em tese, abuso dos meios de comunicação e de poder econômico. Embora tenha negado que seja candidato à Presidência em 2018, Huck é alvo do processo por supostamente ter se beneficiado da participação no programa Domingão do Faustão deste domingo, 7.

No documento, os líderes do PT na Câmara e no Senado pedem à Corregedoria-Geral Eleitoral que seja declarada a caracterização de abuso de poder econômico e dos meios de comunicação com a aplicação das penalidades de inelegibilidade de Huck ou da cassação do possível registro de sua candidatura. Além disso, requerem ainda pagamento de multa por parte dos três acusados.
Os parlamentares alegam que, durante o programa, houve uma "demonização da atual política, dos políticos que a representam, dos pré-candidatos que ostensivamente já se apresentaram para a sociedade como postulantes ao cargo presidencial e, de forma subliminar, a exaltação da pré-candidatura de Luciano Huck". 

Os petistas ressaltam que boa parte do programa foi destinada a discutir a questão política, colocando Huck como uma figura "capaz de mudar a realidade vigente (...), diferente de tudo e de todos que aí se encontram". Para os parlamentares, a emissora promove a pré-candidatura do apresentador de forma objetiva e direta, o que causa "interferência antecipada na lisura e na igualdade da disputa presidencial". 

Em novembro, Huck afirmou em um artigo no jornal Folha de S. Paulo que não participaria das eleições de 2018 como candidato à Presidência. No entanto, no último domingo, ele não descartou a possibilidade de se candidatar no futuro. 

Durante o programa, Huck e a mulher, a apresentadora Angélica, responderam a perguntas do público e, depois, foram questionados sobre política pelo apresentador Fausto Silva. "Minha missão esse ano é tentar motivar as pessoas a que votem com muita consciência e que a gente traga os amigos que estão a fim para ocupar a política, senão não vai ter solução. Eu nunca, jamais, vou ser o salvador da pátria e o que vai acontecer na minha vida eu também não sei. Eu amo o que eu faço, eu amo estar todo sábado na televisão, eu gosto muito de estar com as pessoas, de contar as histórias. Então, o que o destino e o que Deus espera para mim, vou deixar rolar", respondeu.
Agência Estado

CRIMES Cães são envenenados no centro de Londrina

Cães são envenenados no centro de LondrinaMoradores da Rua Tabajaras, na Vila Casoni, região central de Londrina, estão preocupados com a onda de envenenamentos. Há pelo menos um mês, cães estão sendo intoxicados com chumbinho, produzido e comercializado irregularmente como raticida. Para atrair os animais, o produto é misturado aos alimentos, principalmente salsichas. Além de causar sofrimento, o veneno tem ação rápida e pode levar o animal à morte em poucos minutos.

De acordo com uma das moradoras, a técnica em enfermagem Silvana Myszkowski, ao menos cinco animais já foram intoxicados. Uma das salsichas foi deixada no quintal da sua casa. "Isso vem ocorrendo há mais ou menos um mês. Foram cinco casos", relata. "O meu esposo viu uma salsicha no quintal de casa e foi ver o que era. Ela estava recheada com chumbinho", conta.

Silvana acredita que o responsável pelos envenenamentos não seja morador da Rua Tabajaras. "São 42 cachorros apenas nesta quadra. Todos por aqui gostam de animais. Não acreditamos que seja alguém de nós", avalia. "Por que a pessoa está tão incomodada com os animais? Os cachorros não latem à toa."


Apesar dos ataques, Silvana admite que nenhum Boletim de Ocorrência (B.O.) foi registrado. "Por enquanto queremos alertar o responsável, para que isso não volte a ocorrer. Todos estamos muito revoltados com essa situação." O B.O. pode ser registrado em qualquer delegacia da Polícia Civil.

Cachorros da dona de casa Maria José dos Santos, que possui mais de 15, foram os que mais sofreram com o chumbinho. "Sorte que ela conseguiu agir rapidamente. Após observar os primeiros sintomas nos bichinhos, como vômito e diarreia, a dona de casa correu para o hospital veterinário e conseguiu salvá-los. Em uma das vezes, ela usou ainda o carvão ativado, que corta os efeitos do veneno", acrescenta Silvana.

Veneno mata em minutos

Segundo a médica veterinária Mariana Cosenza, o veneno tem ação rápida e pode levar o animal à morte em instantes. "Realizamos necrópsias recentes em animais que ingeriram este veneno. A ação é rápida, causa hemorragia interna e atinge vários órgãos. Depende muito do porte do animal, que sofre muito, assim como a quantidade usada. Mas o óbito do animal costuma ser rápido."

"O animal deve ser encaminhado rapidamente para um hospital veterinário, para que o seu quadro seja revertido", destaca Mariana, detalhando alguns dos sintomas. "Após ingerir o veneno, o animal passa a apresentar salivação excessiva, contração da pupila, tremores, batimento do coração diminuído, diarreia com sangue." A respeito do carvão ativado, usado pela dona de casa Maria José, a veterinária acrescenta que o produto pode evitar a absorção da molécula do veneno pelo animal.

ATENÇÃO! Confira dicas para economizar nas compras de materiais escolares

Reprodução/PixabayAntes de começar as aulas, uma das preocupações dos pais e responsáveis que têm filhos em idade escolar é comprar material escolar. Pensando nisso, o Núcleo Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-LD) dá algumas dicas para os pais economizarem na hora das compras.

Conforme o Procon-LD, antecipar as compras de materiais pode ajudar a economizar, além de evitar longas filas nas papelarias. Outra dica para economizar, é reunir um grupo de pais para ir às compras em atacados. De acordo com o Procon-LD, no atacado é possível encontrar os materiais em preços mais baixos em relação aos encontrados nas papelarias.

Além disso, o coordenador do Procon-LD, Gustavo Richa, afirma que é importante ficar atento às exigências realizadas por cada escola. "As unidades escolares só podem requerer os materiais utilizados nas atividades pedagógicas diárias do aluno, em quantidade coerente e sem restrição de marcas." Também não podem ser inclusos na lista materiais de uso comum como produtos de higiene e de limpeza, bem como os utilizados na área administrativa.

A escola também não pode exigir que os pais façam compras em determinada loja, pois o livre acesso e a livre escolha são determinantes na relação de consumo. Outra dica importante para os pais, é para que façam pesquisa de preços de toda a lista em vários locais. Os orçamentos podem ajudar antes de efetuar a compra.

Em relação aos uniformes escolares, é importante confirmar se o uso é obrigatório. Conforme o órgão, o uniforme é um meio usado para identificação e segurança do aluno e, por esse motivo, ele possui uma marca própria criada pela escola, não sendo possível a aquisição e reprodução em qualquer estabelecimento comercial.

O coordenador sugere que, nos casos em que os pais entendam que o valor cobrado pelo uniforme está alto, que discutam o problema e façam pesquisa de preços em confecções que se disponham a confeccionar os uniformes, apresentando a proposta à direção da escola. "Vale ressaltar que a escola tem por obrigação apresentar as notas fiscais da confecção para comprovar o valor cobrado do consumidor."
Redação Bonde com N.Com

FILAS Tempo de espera para registrar B.O. ultrapassa duas horas

Tempo de espera para registrar B.O. ultrapassa duas horasO desgaste emocional que toma conta da vítima de um delito ganha maior proporção no momento em que procura a polícia para registrar a ocorrência. Pelo menos nesta época do ano, quando ela tem de aguardar por mais de duas horas para ser atendida no plantão da Polícia Civil, na Avenida Leste-Oeste, centro de Londrina, no prédio da 10ª Subdivisão Policial (SDP). A reportagem foi até lá na última quinta-feira (4) e ouviu os usuários.

Acompanhada da filha pequena, a assistente de faturamento Bruna Stefani da Silva foi até a 10ª SDP após ser fisicamente agredida. Por pouco ela não completou três horas de espera. "Fui vítima de agressão. Cheguei aqui ao meio-dia e só fui atendida perto das 14h30. Estou saindo só agora [14h45]", disse ela. "Desde que cheguei, dois policiais se revezavam, mas somente um permanecia registrando os boletins de ocorrência." Situação parecida com a do representante comercial Waldir de Almeida. "Tive a minha casa invadida no início desta semana. Cheguei nesta delegacia por volta do meio-dia, mas ainda não fui atendido", relatou, por volta das 14 horas.

Tinha gente que desistia após se deparar com a sala lotada. Com as cadeiras ocupadas, algumas pessoas se mantinham em pé. Acompanhando a mãe, uma criança se sentou no chão da sala.


Persistente, a vendedora autônoma Roberta Moreira precisou se deslocar duas vezes até a 10ª SDP para registrar a ocorrência. "É a segunda vez que venho, só hoje. Na primeira, antes do meio-dia, me disseram que o sistema estava fora do ar e que por isso demoraria ainda mais. Tive de ir embora para dar o almoço às minhas duas filhas", contou. Ela ainda lamentou as vendas que deixou de fazer aguardando pelo atendimento.

Delegacia eletrônica

Além da 10ª SDP, o registro de ocorrência pode ser realizado em delegacias e distritos policiais (DPs) regionais de Londrina. Somente o 3°DP, na zona oeste, não o faz atualmente.

O Boletim de Ocorrência (B.O) também pode ser feito pela internet, por meio do endereço eletrônico www.delegaciaeletronica.pr.gov.br. O registro pela internet é uma opção adicional, mas não impede que a delegacia local registre o fato. Somente para fatos ocorridos no Paraná.

Segundo o próprio site, as ocorrências registradas pela Delegacia Eletrônica são: furto ou perda de placa de veículo; furto ou perda de documentos pessoais, títulos e certidões; furto ou perda de objetos e aparelhos eletrônicos; furto ou perda de referências financeiras (cartões bancários, cheques e dinheiro); e denúncias anônimas ou denúncia com identificação para retorno da investigação.

EM CAMBÉ Rapaz com carro roubado morre em confronto com o Choque na BR-369

Um rapaz de 19 anos morreu durante confronto com policiais militares do Choque no início da noite desta segunda-feira (8), na rodovia BR-369, próximo a um Motel em Cambé. Conforme a Polícia Militar (PM), equipes iniciaram um acompanhamento tático quando viram o veículo Ford Fusion que estava com alerta de roubo.
O Ford Fusion foi abordado, mas o jovem identificado como Lucas Vinicius Luiz da Silva Felipe, de 19 anos desobedeceu a ordem de parada. Em seguida, houve confronto entre ele e policiais do Choque. Durante a troca de tiros, Lucas foi alvejado e morreu ainda no local. 

Socorristas do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) de Cambé foram acionados no local da ocorrência, no entanto, Lucas já estava morto.


Conforme a PM, o veículo foi roubado na manhã desta segunda-feira (8) no campus da Universidade Estadual de Londrina (UEL).