segunda-feira, 23 de outubro de 2017

NEAT implanta Sistema Agroflorestal na UENP Bandeirantes

Na quarta-feira (18), aconteceu o primeiro plantio do Sistema Agroflorestal (SAF) na UENP (Universidade Estadual do Norte do Paraná), pelo NEAT (Núcleo de Estudos de Agroecologia e Território), em parceria com a EMATER /PR, na Estação Experimental Agroecológica "Terra Livre", do Campus Luiz Meneghel, Bandeirantes, que servirá como vitrine tecnológica para estudantes, produtores rurais e técnicos de extensão rural.

Nesta primeira etapa foi implantado o SAF Café, que foi consorciado com mandioca, almeirão, alface, brócolis, chicória, rúcula, couve-flor, cebolinha, salsinha, alho poró, banana, goiaba, eucalipto e plantas nativas, distribuídos em cinco canteiros.  "O SAF faz parte de um projeto que temos em parceria com a EMATER para apresentar uma nova alternativa de manejo agroecológico para o agricultor familiar do Norte Pioneiro do Paraná que agrega renda e preservação do meio ambiente", explicou o coordenador do NEAT, professor Rogério Macedo.

Todo o planejamento do sistema foi assistido pelo Felipe Spagnuolo, técnico da Emater de Cornélio Procópio, que disse também acreditar que o plantio vai ser referencia não só na região e sim em todo o estado. "Como este tipo de manejo ainda é novo no Paraná, estamos montado na universidade uma vitrine para os estudantes, para o produtor rural e até mesmo poderão ser realizados cursos de capacitação para os técnicos neste Saf Café do NEAT", acreditou Felipe.

Estiveram presentes bolsistas do NEAGRO (Núcleo de Estudos de Agroecologia) da UEL (Universidade Estadual de Londrina), que também acompanham o processo e acreditam na eficiência do sistema para a Agricultura Familiar. "O SAF tem momento de produtividade a curto, médio e a longo prazo, assim o produtor consegue retirar seu sustento em todos os períodos", lembrou o Engenheiro Agrônomo, Felipe Machado (Mindu), que também tem SAF em sua propriedade.

Para o produtor de mudas de hortaliças orgânicas em Londrina, Elvis Camargo, que vem acompanhando o desenvolvimento de SAF's em outras propriedades, são inúmeras as vantagens que o sistema agroflorestal, já que se tem uma autonomia em relação aos insumos, não sendo necessária à utilização de adubos químicos, não há tanta necessidade de mão de obra quanto a capina e em relação à saúde do agricultor e da sua família, que não precisa ficar em contato com agrotóxicos e por fim o consumidor que recebe um produto com sabor melhor, qualidade melhor, maior durabilidade e sem estar se intoxicando com os venenos agrícolas.

O plantio do Saf Café contou com a participação de alunos da UENP e também da Unopar. "Para mim é gratificante participar deste momento inédito da UENP, pois muitas vezes ficamos presos em sala de aula o dia inteiro, e tendo esta experiência de estar plantando e agregando conhecimento do cultivo agroecológico está sendo inesquecível, acho que vou guardar este dia para o resto da minha vida", disse Paloma da Silveira, acadêmica de Agronomia da UENP.

Agora, destacou o bolsista do NEAT, Diego Contiero, a condução será feita no dia a dia, fazendo as irrigações da forma certa e com plantas chegando, cada uma em seu ciclo, tendo às colheitas a gente entregando no ponto de vendas, na tenda de orgânicos e possivelmente realizando doações.

"Os próximos módulos do SAF do NEAT terão como as principais culturas o Palmito Pupunha e o Maracujá", finalizou professor Rogério, lembrando que todo sistema está adequado para a certificação do TECPAR pelo Programa Paranaense de Certificação de Produtos Orgânicos (PPCPO).

Por: Daniani Souza - assessoria do NEAT

Fotos: Jean Guerino

Ex-detento que planejava comprar um quilo de maconha e celulares para presos é detido pela PM na Vila Mariana, em Cornélio Procópio

De acordo com a Polícia Militar de Cornélio Procópio, em patrulhamento pela Vila Mariana, na tarde de sexta-feira (20), uma equipe, ao passar pela frente do portão de uma casa, visualizou vários indivíduos e um deles repassando algo para outro.

Segundo a PM, ao perceber que a equipe desembarcou da viatura, estes saíram correndo, sentido aos fundos para a linha férrea, sendo que os policiais viram a pessoa que repassava o objeto jogando um invólucro para dentro de um corredor.

Este indivíduo, de nome Sidnei, foi abordado pelos policiais, que o reconheceram como recém-saído sistema prisional.

Em revista pessoal foi encontrado com o mesmo uma nota de cinquenta reais e ao verificar o que este tinha jogado, foi encontrado no chão duas porções de maconha, pesando a quantia de seis gramas.

Diante dos fatos, foi dado de voz prisão ao rapaz pelo crime de tráfico de substância entorpecente e na delegacia, com a autorização por escrito, foi realizada uma busca no seu aparelho celular, no qual foram encontradas mensagens via Whatsapp, onde o acusado estava negociando um quilo de maconha e alguns celulares que seriam arremessados para dentro de uma unidade prisional, informou a PM.

Motociclista fica ferido em colisão com carro em rua a margem da BR 369, em Cornélio Procópio

Por volta das 13h30 da tarde de sexta-feira (20), a central do Corpo de Bombeiros de Cornélio Procópio recebeu um chamado solicitando uma equipe do SIATE na Rua Takeo Atomiya, a margem da BR 369, a poucos metros do quartel do CB, onde um motociclista teria ficado ferido após se envolver em uma colisão com um automóvel.

Rapidamente foram enviados para o local os socorristas soldados Lucas e Maike com a ambulância do SIATE, os quais ao chegarem, encontraram o motociclista caído na via, sendo amparado por populares.

Segundo o socorrista Lucas, a vítima estava consciente e orientada, reclamando de fortes dores no tornozelo da perna direita, o qual foi avaliado e a princípio não mostrou fratura, apenas uma forte contusão.

O motociclista relatou durante o atendimento que o acidente ocorreu no momento que ele seguia para o centro da cidade, voltando do almoço, quanto foi atingido pelo carro, que vinha no sentido oposto e convergiu na sua frente para entrar em uma empresa, provocando a colisão, informou Lucas.

O motorista do carro permaneceu no local e acompanhou o atendimento ao motociclista, que por precaução foi devidamente imobilizado e conduzido ao pronto-socorro da Santa Casa sem maiores problemas, finalizou o socorrista.

NOITE DE SÁBADO Adolescente morre em acidente na zona norte

Adolescente morre em acidente na zona norteNOITE DE SÁBADO
Adolescente morre em acidente na zona norte

Um motociclista de 17 anos morreu após bater contra um muro na Rua Antônio Marcelino de Oliveira, Jardim São Jorge, zona norte de Londrina. O acidente foi registrado na noite de sábado (21).

Socorristas do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) foram acionados no local, mas o adolescente já estava morto.

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico-Legal

RECOMENDAÇÃO DO MP Justiça determina internação de autor de ataque com arma de fogo em Goiânia

A Justiça de Goiás acatou na noite de sábado (21) a recomendação do Ministério Público do Estado e determinou a internação provisória, por 45 dias, do adolescente de 14 anos autor do ataque com arma de fogo no Colégio Goyazes, em Goiânia. Ele deve ser transferido neste domingo (22), de acordo com informações de funcionários da Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais.

O jovem ficará internado até o julgamento do caso pelo Juizado da Infância e Juventude, conforme previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente. O Ministério Público também solicitou que o adolescente seja colocado em separado dos demais internos, já que é filho de militares. Segundo o promotor, essa garantia ficou assegurada.

Apesar da juíza Maria Cezar Moreno Senhorelo, que estava de plantão, ter determinado que o jovem fosse encaminhado imediatamente para o Centro de Internação Provisória de Goiânia, o destino dele é incerto devido à falta de um local em que possa permanecer isolado.


A audiência de apresentação do adolescente à Vara da Infância e Juventude deve ocorrer na segunda-feira (23). A advogada da família, Rosangela Magalhães, disse que a decisão já era esperada e destacou que a maior preocupação é com a integridade do adolescente. "Além da repercussão do caso, por ser filho de militares, ele corre risco, este é o ponto que mais nos preocupa e vamos levar isso para a juíza, a necessidade de um local seguro que garanta sua integridade", afirmou Rosangela.

Em sua decisão, a juíza Maria Cezar Moreno Senhorelo disse que "a custódia cautelar do adolescente é medida que se impõe para a garantia da ordem pública, considerando a gravidade em concreto do ato infracional análogo ao crime de homicídio consumado e tentado" e, por outro lado é também um "forma de preservar a integridade física do representado".

Durante a tarde de sábado, o jovem foi ouvido pelo promotor de Justiça Cássio Sousa Lima, do Ministério Público do Estado de Goiás. A conversa durou uma hora. O pai do adolescente e a advogada da família, Rosangela Magalhães, acompanharam todo o procedimento. Segundo Rosangela, a mãe está internada desde sexta-feira em estado de choque. A família só vai se pronunciar oficialmente sobre caso depois da audiência de apresentação do adolescente à Justiça.

NESTE DOMINGO Menino vítima de ataque em escola de Goiânia recebe alta

Menino vítima de ataque em escola de Goiânia recebe altaO estudante de 13 anos que estava internado após ser baleado por um colega de classe no Colegío Goyazes, em Goiânia, recebeu alta na manhã deste domingo (22). O boletim médico foi divulgado por volta das 9h pelo Hospital de Urgências da cidade, onde outras duas vítimas seguem internadas.

Até sábado (21), uma das meninas estava em estado grave, com os dois pulmões perfurados e respirando com ajuda de aparelhos. A pedido das famílias, as informações sobre o estado de saúde dela e de outra menina ferida não serão mais divulgadas pelo hospital. Uma quarta vítima se recupera bem no Hospital de Acidentados. Ela sofreu um tiro no punho.

Na manhã de sexta-feira (20), um adolescente de 14 anos, filho de um policial militar, abriu fogo contra colegas em sala de aula matando dois e deixando quatro jovens feridos, um deles em estado gravíssimo. De acordo com as investigações, ele agiu motivado por bullying e disse ter se inspirado nos casos de Columbine, nos Estados Unidos, e Realengo, no Rio de Janeiro, em que atiradores também abriram fogo dentro de escolas.


O adolescente autor do ataque teve a internação provisória por 45 dias determinada pela Justiça na noite de ontem. Apesar da juíza Maria Moreno Senhorelo, que estava de plantão, ter determinado que o jovem fosse encaminhado imediatamente para o Centro de Internação Provisória de Goiânia, o destino dele é incerto devido à falta de um local onde possa permanecer isolado.
Agência Brasil

PRÓXIMA TERÇA Senadores tentam votar projeto que regulamenta aplicativos de transporte

Está marcada para as 14h da próxima terça-feira (24) a reunião da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) do Senado que vai discutir o projeto de lei que regulamenta o uso dos aplicativos de transporte. O objetivo dos senadores é buscar um mínimo de consenso para que a matéria seja aprovada pelo colegiado e continue tramitando nas comissões temáticas. Caso contrário, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), já avisou que lerá em plenário o requerimento de urgência, apresentado por diversos senadores, para que o projeto seja votado de forma mais rápida.

Alvo de extenso debate e disputa entre taxistas e motorista dos aplicativos, o projeto também tem dividido a opinião dos senadores. Uns defendem que a proposta deve ser aprovada o quanto antes, ao contrário de outros que preferem ampliar o debate e fazer o texto ser aprovado nas quatro comissões que ainda restam. Relatado pelo senador Pedro Chaves (PSC-MS), um substitutivo da proposta foi lido na CCT no final de setembro, mas devido à possibilidade de se aprovar o requerimento de urgência, o projeto ainda não foi votado.

Para empresas como a Uber, da forma como foi aprovada pela Câmara, a proposta vai "proibir" os aplicativos de mobilidade urbana no Brasil, prejudicando mais de 17 milhões de usuários, ao engessar as regras para o cadastro dos motoristas. Já os taxistas querem para que o projeto seja aprovado o mais rápido possível. Na semana passada, centenas de carros de diversos estados foram a Brasília pressionar os parlamentares. Ambos os lados também incentivam as categorias a enviar mensagens pelas redes sociais e ligar para os senadores, na tentativa de convencê-los.

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

18/10/2017 17:20 RELATO "Senti indignação e impotência", diz vítima de tentativa de estupro em ônibus de Londrina

Marcos Zanutto/Grupo FolhaSenti indignação e impotência em ser mulher naquela hora", afirmou Disireé Marcelo da Silva vítima de tentativa de estupro em ônibus de Londrina, na manhã desta quarta-feira (18), no momento em que sentiu que alguém estava erguendo o vestido dela. O homem detido em flagrante foi identificado como Bruno Henrique Marques dos Santos, de 22 anos, e encaminhado, em seguida, ao 4º Distrito Policial e deve ser autuado por estupro tentado. O crime pode variar de 6 a 10 anos de prisão.

Disireé estava no ônibus da linha 311 - Santa Rita, quando sentiu que seu vestido estava sendo erguido. No momento, como o ônibus estava lotado, ela achou que poderiam ter enroscado alguma bolsa em seu vestido, mas quando se virou, viu o homem com a calça totalmente aberta e com o pênis para fora.


"Eu empurrei e perguntei o que ele estava fazendo. Ele disse que não estava fazendo nada. As pessoas em volta, mesmo as que estavam vendo, não tiveram reação nenhuma. Quando mencionei chamar a polícia, ele disse que estava armado e que iria dar tiro em todos ali", relata a vítima.
Assim que o ônibus chegou ao terminal central, o homem foi detido por seguranças. Os seguranças privados do terminal o mantiveram rendido até a chegada de equipes da Guarda Municipal, que o levaram para a delegacia. Várias testemunhas foram arroladas pelos guardas. 

A reportagem tentou falar com o delegado José Arnaldo Peron, mas até as 18h28, não obteve retorno. 

Relato 

Disireé contou à reportagem que no momento da situação, muitas pessoas não tiveram reação. Ela acredita que "as pessoas não sabem como reagir e preferem não se meter." "Nesse caso, apenas algumas mulheres manifestaram apoio. Homem nenhum tentou fazer algo. Acho que a omissão, muitas vezes, leva a situações de tragédia. Mas e se ele realmente estivesse armado?" 

Disireé ressalta que a população precisa se unir e denunciar todo e qualquer tipo de violência ou abuso, "porque na situação em que estamos pode acontecer com qualquer um. E se fosse na rua que ele tivesse me abordado? Como seria? Acredito que seria bem pior. E se fez isso em um ônibus lotado, é porque deve estar acostumado." 

A vítima relatou que nunca passou por esse tipo de situação. "Na hora me assustei, mas consegui reagir. Mas nós nunca imaginamos que isso possa acontecer conosco. A ficha demora um pouco para cair. Eu senti indignação e impotência em ser mulher naquela hora. Mas recebi apoio dos seguranças, guardas municipais e do delegado. Foi uma relação de muito respeito." 

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Equipe do SAMU atende acidente entre moto e carro próximo ao Bairro Vitória Régia, em Cornélio Procópio

Em uma segunda segunda-feira (16), de muitas ocorrências de acidente, mais uma foi atendida pela equipe do SAMU, que foi informada que por volta das 23h, um carro e uma moto colidiram na Avenida Paraíso, na entrada do Conjunto do Bairro Vitória Régia.

Seguiram para o local os socorristas Natalício e Cardoso, a qual ao chegarem encontraram o condutor da moto caído, apresentando dores nas pernas.

Segundo o socorrista Natalício, o motociclista estava consciente e orientado, não sendo constatada fraturas, mas por precaução ele foi imobilizado e conduzido para a Santa Casa.

De acordo com a condutora do carro, que estava com o filho, ela parou seu veículo na esquina para seguir para o centro da cidade e ao avançar, acabou ocorrendo à colisão com a moto, se dirigia no sentido ao Jardim Pérola, informou o socorrista.

Uma equipe da Polícia Militar se fez presente para dar apoio à equipe do SAMU e registrar o acidente para futuros acionamentos caso haja interesse dos envolvidos, finalizou o socorrista Natalício.

Homem é flagrado saindo de mata completamente nu e em plena luz do dia no Jardim Bandeirantes, em Cornélio Procópio

De acordo com a Polícia Militar de Cornélio Procópio, na manhã de segunda-feira (16), a central da 1ª Companha recebeu uma informação por volta das 9h15 relatando que um homem completamente nu foi visto saindo de uma mata que dá acesso ao Campus da A Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), no jardim Bandeirantes.

De imediato equipes foram enviadas ao local, porém não conseguiram localizar o meliante, mas as jovens que presenciaram tal fato e que acionaram polícia, foram ouvidas e disseram que se trata de um homem de cor parda, de aproximadamente uns 30 anos e de cabelos enrolados, o qual está sendo procurado, informou a PM.

Câmara de Londrina convoca suplente para assumir vaga de Boca Aberta

Resultado de imagem para FOTO DO SUPLENTE DO BOCA ABERTAA Câmara de Londrina, no norte do Paraná, convocou nesta terça-feira (17) o primeiro suplente, José Roque Neto (PR), para assumir a vaga de Émerson Petriv (PR), conhecido como Boca Aberta, que teve o mandato cassado no domingo (15).
Logo no início da primeira sessão após a cassação, o presidente da Casa, Mario Takahashi (PV), declarou a perda do mandato de Boca Aberta e deu prazo de 48 horas para o comparecimento do suplente.
Roque Neto estava na Câmara e assinou o ofício de convovação. Embora ainda não tenha sido estabelecida uma data para ele assumir a cadeira, o suplente se disse pronto para ocupar o cargo. "Posso assumir amanhã (quarta-feira) mesmo ou daqui 15 dias. Vai depender do que a Casa achar melhor", afirmou.
Ele já ocupou uma vaga no legislativo em dois mandatos, de 2009 a 2016, e chegou a ser presidente da Câmara. Roque Neto informou que já pediu exoneração do cargo em comissão que ocupava na Secretaria do Idoso.
Quer saber mais notícias da região? Acesse o G1 Norte e Noroeste.

Operação da Polícia Civil fecha esquema de emissão receitas de óculos com falsos oftalmologistas

Uma operação da Polícia Civil, deflagrada nesta terça-feira (17), fechou óticas no Centro de Curitiba. De acordo com as investigações, as empresas abordavam pessoas na rua, oferecendo exames de visão gratuitos, que seriam feitos por oftalmologistas, a quem comprasse óculos.
No entanto, os exames eram realizados por optometristas, que são profissionais que atuam na confecção de óculos e lentes. Por lei, eles não podem fazer exames, muito menos prescrever receitas de óculos.
"Eram abordadas pessoas em via pública, em frente a óticas, perguntando se essas pessoas não gostariam de fazer um exame oftalmológico. A pessoa dizia que sim. Inicialmente, diziam que o exame seria gratuito. Posteriormente, deveria ser pago R$ 50,00, por ser um exame mais apurado", conta a delegada Vanessa Alice.
As investigações duraram cerca de um mês, após denúncias recebidas pela polícia. A Associação Brasileira de Combate à Falsificação ajudou no trabalho.
Nas óticas, foram encontrados equipamentos usados por oftalmologistas para os exames. O material foi apreendido, junto com R$ 10 mil em dinheiro.
Ao todo, 20 pessoas foram levadas à Delegacia de Estelionatos, prestaram depoimentos e foram liberadas. Os nomes das empresas que foram alvo da operação não foram divulgados.

Juiz federal desmembra processo da Operação Pecúlio que estava próximo a receber sentença

Segundo o MPF, licitações eram direcionadas a empresas que pagavam propina a políticos da cidade (Foto: Prefeitura de Foz do Iguaçu/Divulgação)O juiz federal da Terceira Vara Criminal de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, decidiu desmembrar o primeiro processo derivado da Operação Pecúlio, deflagrada em abril de 2016. Ao todo, 77 pessoas foram denunciadas por crimes como corrupção ativa e passiva, organização criminosa e fraude a licitação.
O processo já estava em fase final e aguardava apenas a sentença. Na decisão, o juiz Pedro Aguirre Filho determinou que sejam abertas sete ações penais, referentes ao caso. Além desses processos, há outros que correm na Justiça Federal. O ex-prefeito da cidade, Reni Pereira, é réu em um deles.
A Operação Pecúlio investiga fraudes em licitações ocorridas na Prefeitura de Foz do Iguaçu. Conforme o Ministério Público Federal, foram encontradas irregularidades em obras de várias áreas, em que as licitações eram dirigidas para favorecer empresas que pagavam propina a políticos da cidade.
Com o desemembramento dos processos, as defesas ganharam novo prazo de 10 dias para complementar as alegações finais que já tinham apresentado à Justiça. Após esse prazo, os processos retornam ao juiz, para que ele defina a setença, que pode condenar ou absolver os réus. Não há data para que a decisão final seja tomada.

Motorista de ônibus é ferido durante assalto a ônibus na BR-277, em Curitiba

Motorista foi atingido com uma faca no ombro pelo assaltante  (Foto: Divulgação/Sindimoc)Um motorista ficou ferido durante um assalto a um ônibus no bairro Jardim das Américas, em Curitiba, por volta das 21h de terça-feira (17).
Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o ladrão entrou no coletivo na altura do km 82 da BR-277 e deu voz de assalto.
O criminoso ameaçou o motorista e cobrador e exigiu que a porta de trás fosse aberta para que uma mulher, que também participaria do assalto, pudesse entrar no ônibus. Como o motorista negou o pedido, foi atingido por um golpe com uma faca no ombro.
O assaltante fugiu com o dinheiro do caixa e até a manhã desta quarta-feira (18) não tinha sido localizado pela polícia. Os passageiros não ficaram feridos.
O condutor teve um ferimento leve e foi atendido por uma ambulância da Ecovia – concessionária que administra o trecho.
O coletivo fazia a linha Curitiba/Jardim Ipê.
Casos recentes

LONDRINA Nova ponte da estrada Paiquerê/Guairacá é inaugurada

Vivian Honorato/N.ComO prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, realizou nesta segunda-feira (16) a inauguração oficial da nova ponte da estrada que conecta o distrito de Paiquerê ao patrimônio de Guairacá. A ponte, que fica sobre o Rio Taquara, substitui a anterior, destruída pelas fortes chuvas que ocorreram em janeiro de 2016.

Durante a cerimônia, Marcelo contou os trâmites envolvidos para a construção da nova ponte, desde a queda da primeira estrutura, em janeiro de 2016. O prefeito citou os desafios enfrentados enquanto era deputado federal, principalmente na busca por recursos do Ministério da Integração Nacional, que permitiram a construção das pontes destruídas pelas chuvas na cidade.

Ele também agradeceu o suporte do Exército Brasileiro, cuja ponte móvel permitiu o trânsito das comunidades de Guairacá e Paiquerê por cerca de 18 meses.
Uma placa de homenagem foi entregue ao tenente-coronel (30º Batalhão de Infantaria Motorizada, em Apucarana) José Luís Deina e ao comandante do Tiro de Guerra de Londrina, o subtenente Silvio Antônio Barreto, representantes do Exército Brasileiro na solenidade, e ao membro honorário emérito do Exército, Oezir Marcello Kantor, pelo seu trabalho voluntário de intermediação. "Essa ponte só é realidade por conta do empenho do senhor Kantor e do Exército Brasileiro", destacou o prefeito. 

A vice-presidente da Associação de Moradores de Guairacá, Andreza Morais Gonçalves, agradeceu o empenho das autoridades presentes na construção da estrutura. Segundo Andreza, cerca de 120 adolescentes que estudam em Paiquerê seriam diretamente prejudicados. "Se estamos aqui inaugurando essa ponte, é porque teve muito empenho e esforço. Vocês não sabem a diferença que fizeram nas nossas vidas. Somos cerca de quatro mil pessoas no patrimônio, e nunca deixamos de ser atendidos por vocês. A gente agradece, em nome da comunidade, daqueles que necessitam, pois essa ponte significa pra nós desenvolvimento, saúde, e educação", ressaltou. 

Sobre a obra - A construção ocorreu entre dezembro de 2016 e meados de agosto de 2017, quando o local foi liberado para trânsito, após a realização dos serviços finais. Em janeiro de 2017, o prefeito Marcelo esteve na ponte para anunciar à população que a ponte móvel, instalada no final do ano passado pelo Exército Brasileiro naquele local, seria mantida ali até o término da reconstrução da estrutura. 

De acordo com o secretário municipal de Obras e Pavimentação, João Verçosa, a ponte da estrada Paiquerê/Guairacá constitui uma via de grande relevância para a população da região rural de Londrina. "É uma obra importante que traz de volta à comunidade essa estrutura, que comporta parte do grande fluxo de trânsito na estrada, que é utilizada para o acesso de moradores à sede dos distritos, incluindo as vilas rurais e os assentamentos Eli Vive I e II, e para o escoamento da produção", destacou. 

A ponte foi construída em concreto armado, possuindo 50 metros de comprimento contínuo e 7 metros de largura, sendo que a área total de tráfego é de 350 metros quadrados. A Prefeitura de Londrina investiu, ao todo, R$ 1.705.240,00, com recurso advindo do Ministério da Integração Nacional.
Redação Bonde com N.Com

DIREITO E ADMINISTRAÇÃO Faculdade oferece bolsas de estudo para cursos

Estão abertas as inscrições para o concurso de bolsas de estudo das Faculdades Londrina. As oportunidades são para os cursos de direito e administração. Os interessados podem acessar o site aqui. A prova será neste sábado (21), às 14h.

Serão oferecidas três bolsas para cada curso, com descontos de 100%, 60% e 50%. As bolsas são válidas apenas para o primeiro ano do curso. Nos demais anos, o aluno continua sendo beneficiado, mas com uma bolsa de 40%.

A instituição também está com inscrições abertas para o vestibular agendado. Interessados devem entrar em contato pelo telefone (43) 3031-1250 ou ir pessoalmente à faculdade, que fica na Avenida Duque de Caxias, 450, para realizar a inscrição.

SÉRIE B Com gol de Carlos Henrique, Londrina vence o Figueirense

Gustavo Oliveira/ Londrina Esporte ClubeO Londrina venceu o Figueirense na noite desta terça-feira (17), pelo placar de 1 a 0, no Café, em confronto válido pela 30ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com o triunfo, o Londrina segue no meio da tabela, mas ainda longe de entrar na briga pelo G4. O time paranaense soma 43 pontos, contra 35 do Figueirense, que ainda não eliminou as chances de rebaixamento.

Os dois times fizeram um primeiro tempo de muita marcação. O nervosismo era evidente no lado catarinense, que continua ameaçado de rebaixamento. Em casa, a equipe paranaense tentava colocar a bola no chão e conseguiu abrir o placar aos 28 minutos. Negueba deixou com Rômulo, que parou na defesa de Saulo. A bola seguiu em direção no gol, até que Carlos Henrique empurrou.

Mesmo na frente do placar, o Londrina continuava criando as melhores oportunidades de gol. Aos 32 minutos, Artur chutou rente à trave de Saulo. Já a última tentativa foi de Rômulo, que mandou por cima do gol. O Figueirense, abatido, não encontrou forças para buscar o empate.

O Londrina voltou melhor para o segundo tempo e foi para o abafa em cima do Figueirense. Aos 15 minutos, Negueba arriscou de fora da área e carimbou o travessão. Na sequência, foi a vez de Artur desperdiçar grande oportunidade. O jogador, emprestado pelo Palmeiras, saiu na frente de Saulo, mas pegou na bola com muita força e mandou para fora.

Milton Cruz tentou colocar o time catarinense ao ataque com as substituições, mas pouco conseguiu ameaçar o Londrina, que mostrou muita segurança defensivamente. A equipe paranaense estava mais perto de fazer o segundo gol do que levar o empate, mas segurou bem o 1 a 0.

Na próxima rodada, o Figueirense visita o Ceará na sexta-feira, às 21h30, no Castelão, em Fortaleza. Já o Londrina recebe no sábado, às 17h30, o Paysandu, de novo no Estádio do Café.

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Homem morre e outro fica gravemente ferido em ataque a tiros a um bar no norte do Paraná, diz polícia

Um homem morreu e outro ficou gravemente ferido na madrugada deste domingo (15) em Mandaguaçu, no norte do Paraná. Conforme a Polícia Militar (PM), uma pessoa passou de carro atirando em um bar na Vila Guadiana.
Segundo a polícia, o homem que morreu era cliente do estabelecimento e estava no balcão quando foi atingido por vários tiros. A vítima gravemente ferida é dono do bar, que levou um tiro no peito, informou a PM.
Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) e encaminhado ao Hospital Universitário de Maringá, também no norte do Paraná. A polícia ainda procura pelo atirador.
Quer saber mais notícias da região? Acesse o G1 Norte e Noroeste.

Motorista de caminhão foge depois de acidente na BR-116, na Região de Curitiba; motociclista morreu no local

Caminhoneiro fugiu, mas foi preso pela PRF em Campina Grande do Sul (Foto: Divulgação/Polícia Rodoviária Federal)O motorista de um caminhão fugiu depois de se envolver em um acidente com uma moto no Contorno Leste, na BR-116, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). A situação aconteceu na tarde deste domingo (15), e o motociclista, que tinha 25 anos, morreu no local.
Apesar de ter fugido, o caminhoneiro de 37 anos foi preso em Campina Grande do Sul, outro município da Região Metropolitana, ainda na BR-116, cerca de 45 quilômetros distante de onde ocorreu a batida. Segundo a PRF, testemunhas anotaram as placas do veículo, facilitando a abordagem e aprisão do condutor.
O garupa da motocicleta, que era amigo do piloto, não se feriu, ainda conforme a PRF. O acidente aconteceu no km 102 da rodovia, às 14h45.
A PRF informou que, por volta das 17h, o trecho da estrada estava parcialmente interditado. A carreta estava carregada com farinha de trigo e seguia de Pinhal (RS) para São Paulo (SP).
A versão do caminhoneiro
De acordo com a PRF, o caminhoneiro contou uma versão considerada fantasiosa pela corporação. Ele alegou, segundo a PRF, que foi alvo de uma tentativa de abordagem por assaltantes a bordo de uma motocicleta.
O motorista do caminhão pode responder pelos crimes de fuga de local de acidente, de omissão de socorro e de homicídio, conforme a PRF.

Acidente entre caminhonete e carreta deixa 3 mortos e 2 feridos na PR-466, em Pitanga


Os três jovens que estavam na caminhonete morreram (Foto: Divulgação/Polícia Rodoviária Estadual)
Acidente entre carreta e caminhonete aconteceu na manhã deste domingo (15) na PR-466, em Pitanga (Foto: Divulgação/Polícia Rodoviária Estadual)Três pessoas morreram e duas ficaram feridas em um acidente entre uma caminhonete e uma carreta na PR-466 na Serra da Marrequinha, em Pitanga, na região central do Paraná, na manhã deste domingo (15), de acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE).
Dois jovens que estavam na caminhonete tinham 27 anos, e o outro 23 – todos morreram. Eles eram de Guarapuava, que também fica na região central do estado.
A batida foi lateral e aconteceu por volta das 6h30, no km 195 da rodovia. A PRE não informou as possíveis causas do acidente.

Homens são presos após invadirem agência bancária em Araucária

Dois homens foram presos na noite deste domingo (15) após invadirem uma agência bancária em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba. Segundo a Polícia Militar (PM), para invadir o banco, os suspeitos abriram um buraco em uma das paredes.
Eles foram presos após a equipe de monitoramento eletrônico ter sido acionada. A dupla foi encaminhada para a delegacia de Araucária.
Quer saber mais notícias da região? Acesse o G1 Paraná.

POLÊMICA Abusos sexuais de Harvey Weinstein eram permitidos por seu contrato

ReproduçãoO produtor hollywoodiano Harvey Weinstein, que está envolvido em um escândalo nos últimos dias após a publicação de uma reportagem do jornal The New York Times, estava liberado por contrato para praticar abusos sexuais.

O site americano TMZ obteve o contrato do produtor com sua empresa, a Weinstein Company, que rezava que ele poderia ser processado por assédio e não seria demitido, teria apenas de arcar com os custos de eventuais danos jurídicos.


Caso Weinstein "tratasse indevidamente alguma pessoa, violando do Código de Conduta da companhia", ele teria apenas de reembolsar a empresa se houvesse alguma condenação.

O contrato especificava ainda que Weinstein teria de pagar US$ 250 mil na primeira ocorrência, valor que subia progressivamente para US$ 500 mil, US$ 750 mil e US$ 1 milhão.
Agência Estado

MUDANÇAS Reforma tributária de Trump afeta Brasil

e aprovada pelo Congresso norte-americano, a reforma tributária defendida pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pode piorar a posição do Brasil em termos de competitividade internacional. As mudanças no sistema tributário na principal economia do mundo também podem contribuir para aumentar a pressão dos empresários brasileiros para a redução do imposto de renda das pessoas jurídicas.
Como o foco da reforma é dar tratamento mais benéfico para as empresas americanas, a avaliação da área técnica da Receita Federal é que as exportações e a relações comerciais com os americanos vão ficar custosas. 

A intenção de Trump é reduzir a carga de impostos para empresas e classes de renda média e alta. O texto prevê o corte de 35% para 20% dos impostos sobre as empresas. A tributação das empresas americanas vai ficar abaixo da média dos países da OCDE, em 22,5%.


O economista Bernard Appy, ex-secretário-executivo do Ministério da Fazenda, diz que a proposta pode aumentar a pressão no Brasil pela redução da carga tributária. No País, a tributação do imposto de renda das empresas é de 34%."Tem uma tendência mundial de redução da tributação do Imposto de Renda. Isso vai gerar uma pressão aqui também", diz. 

Do ponto de vista macroeconômico, o risco é de que a reforma possa trazer problemas fiscais para os Estados Unidos e acelerar o processo de alta dos juros, com impacto negativo sobre o Brasil no futuro. 

Beabá 

O relator da reforma tributária, deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR), esteve recentemente nos Estados Unidos e discutiu pontos do projeto de Trump. "Nossa maior preocupação é simplificação, nem o beabá nós fizemos", afirma. 

A proposta dos EUA pode tornar o país ainda mais competitivo, o que pode provocar uma migração na geração dos empregos de maior qualidade, avalia o vice-presidente da Fiesp, José Ricardo Roriz. "Se tiver queda da carga tributária, (os EUA) vão ser imbatíveis", avalia Roriz. "Se o Brasil não colocar foco na competitividade, e a forma de tributar é fundamental, vamos nos distanciar dos mais competitivos", diz. 

Para o assessor especial da Presidência Gastão Toledo, que tem participado das discussões de reforma tributária, uma mudança no sistema tributário dos EUA "certamente vai afetar as transações internacionais". 

Segundo ele, os resultados em torno da proposta ainda são incertos. "É primeiro necessário saber se isso é aceitável para o Congresso americano, que precisa fechar o Orçamento. Se é para reduzir carga, certamente vai ter que indicar outras fontes de receitas", avalia. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Agência Estado

MORTOS EM MASSACRE Papa torna santos os primeiros 30 mártires do Brasil

José Miguel Gómez/Fotos PúblicasMaior país católico do mundo, o Brasil ganhou 30 novos santos na manhã deste domingo (15). Em uma cerimônia na praça São Pedro, no Vaticano, o papa Francisco canonizou os "mártires do Rio Grande do Norte", grupo de fiéis católicos assassinados por holandeses calvinistas em 1645.

Pronunciando a fórmula ritual da canonização, o Pontífice declarou santos os sacerdotes diocesanos André de Soveral e Ambrósio Francisco Ferro, o camponês Mateus Moreira e outros 27 leigos, incluindo quatro crianças.

Ao anúncio do Papa, um grande aplauso se elevou da multidão formada por peregrinos e delegações oficiais provenientes do Brasil e dos países de origem dos outros cinco santos proclamados por Francisco: os adolescentes indígenas mexicanos Cristobal, Antonio e Juan, que viveram no século 16, o espanhol Faustino Míguez (1831-1925), e o italiano Angelo d'Acri (1669-1739).

"Não se pode dizer 'Senhor, Senhor', sem viver e colocar em prática a vontade de Deus. Necessitamos nos revestir a cada dia com seu amor, de renovar a cada dia a escolha de Deus. Os santos canonizados hoje, sobretudo os tantos mártires, indicam esse caminho. Eles não disseram 'sim' ao amor apenas com palavras, mas com a vida, e até o fim", disse Jorge Bergoglio em sua homilia.

Os dois padres e 28 leigos do Rio Grande do Norte são os primeiros mártires brasileiros santificados pela Igreja Católica, encerrando um processo de quase três décadas. A história dos massacres de Cunhaú e Uruaçu, no Rio Grande do Norte, só começou a ser divulgada no fim dos anos 1980, graças às pesquisas do monsenhor Francisco de Assis Pereira (1935-2011), que escreveu um livro sobre o tema, chamado "Beato Mateus Moreira e seus companheiros mártires".

Segundo o relato da Igreja, invasores holandeses calvinistas assassinaram 69 pessoas que assistiam a uma missa celebrada pelo padre André de Soveral na cidade de Cunhaú (atual Canguaretama), em 15 de julho de 1645.

Menos de três meses depois, em 3 de outubro, outro grupo de católicos foi massacrado, em uma paróquia de Natal. De lá, o sacerdote Ambrósio Francisco Ferro foi levado para a cidade de Uruaçu (São Gonçalo do Amarante) e morto ao lado de outros 80 fiéis.

De acordo com Pereira, todos foram assassinados porque os holandeses, que também recrutaram índios para realizar o massacre, não admitiam o catolicismo nas áreas sob sua dominação. Segundo seu relato, o camponês Mateus Moreira repetia a frase "Louvado seja o Santíssimo Sacramento" antes de ter seu coração arrancado.

Algumas vítimas tiveram as línguas arrancadas para que não fizessem mais suas orações católicas. Outras tiveram braços e pernas decepados. Crianças foram partidas ao meio e degoladas.

Calcula-se que cerca de 150 pessoas tenham morrido nos dois ataques, mas apenas 30 foram identificadas, beatificadas e canonizadas. Desse total, 28 eram brasileiras, uma era portuguesa, e outra, possivelmente francesa ou espanhola.

O processo de beatificação dos mártires foi aberto em 16 de junho de 1989 e concluído em 5 de março de 2000, em uma cerimônia celebrada pelo papa João Paulo II. Em geral, o rito de beatificação e canonização pede a comprovação de milagres, mas essa condição é dispensada em caso de martírio por motivos de ódio à fé católica.

Os 30 brasileiros canonizados pelo Papa neste domingo são: André de Soveral, Ambrósio Francisco Ferro, Mateus Moreira, Antônio Vilela Cid, Antonio Vilela e sua filha (identificada apenas como uma criança do sexo feminino), Estêvão Machado de Miranda e duas filhas (também não identificadas), Manoel Rodrigues de Moura e sua esposa (não identificada), João Lostau Navarro, José do Porto, Francisco de Bastos, Diogo Pereira, Vicente de Souza Pereira, Francisco Mendes Pereira, João da Silveira, Simão Correia, João Martins e seus sete companheiros (identificados apenas como um grupo de jovens que se recusaram a lutar pela Holanda contra Portugal), a filha de Francisco Dias - que não está entre as vítimas, mas é provável que ele tenha morrido junto à pequena -, Antônio Baracho e Domingos de Carvalho.
Agência Ansa

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Programa “Paraná mais Esporte” vai premiar trinta e duas escolas no Norte Novo e Pioneiro

O prefeito Amin Hannouche recebeu esta semana, convite oficial para a solenidade de entrega de Kit Esportivo para trinta e duas Escolas Especiais da Regional da Secretaria de Esporte e Turismo do Paraná. O convite foi entregue pelo Chefe do Escritório Regional da SEET de Cornélio Procópio, Silvio Antônio Cunha no Parque de Exposições Arthur Hoffig que realiza da 20ª Expocop.

 Segundo Silvio Cunha, o prefeito Amin Hannouche, presidente da Associação dos Municípios do Norte do Paraná – Amunop será o anfitrião do evento, marcado para dia 20 de outubro às 17 horas no auditório do Campus Universitário da UENP, na Rodovia PR 160, saída para o município de Leópolis.

Ele explicou que o Secretário Estadual de Esportes, deputado Douglas Fabrício estará presente na solenidade de entrega dos Kits aos municípios da mesorregião do Norte Pioneiro. “Serão 32 cidades que serão beneficiadas com o Kit Esportivo da Secretaria, numa ação inédita para todas as Escolas Especiais da nossa região. O ato solene contará com a presença do deputado Luiz Claudio Romanelli”, confirmou Silvio Cunha. (Comunicação – Prefeitura)

Projeto “Bombeiro Mirim Integrado” participa de palestra ministrada por juíza da Comarca de Cornélio Procópio

O grupo de jovens do projeto “Bombeiro Mirim Integrado” de Cornélio Procópio participou na quarta-feira (11), de uma palestra ministrada pela magistrada Vanessa Aparecida Pelhe Gimenez Dias do Juizado Especial Civil Criminal e Fazenda Pública da Comarca local.

De acordo com o Subtenente do Corpo de Bombeiros Haroldo César da Silva, coordenador e responsável pelo grupo, a palestra da juíza completou uma série de atividades feitas durante o dia, que incluía exercícios físicos, ordem unida, entre outras.

A magistrada falou sobre fundamentos do dia a dia para a vida dos jovens que participam do projeto, que é de cunho militar, essencialmente preventivo, onde o objetivo é dar ao participante um visão diferenciada de seu cotidiano, mostrando as carreiras que podem seguir e o que podem fazer para alçá-las.

Como o projeto Bombeiro Mirim é integrado, os idealizadores podem contar com o apoio e incentivo de várias de instituições civis e de ensino superior, da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros, agentes de saúde e do Judiciário, para que os participantes possam ter um plataforma maior para se lançarem futuramente no mercado de trabalho e serem verdadeiros profissionais, salientou o Subten. Haroldo.

No último processo seletivo, o projeto teve cerca de quinhentas inscrições para apenas vinte e cinco vagas, para o próximo, que ocorrerá em novembro, em data ainda a ser informada nas escolas e pela imprensa, devido à demanda, o número de vagas será aumentada para trinta, revelou o coordenador do projeto.

Os jovens do “Bombeiro Mirim Integrado” de Cornélio Procópio ainda participarão de várias outras atividades, como no feriado do dia 15, onde às 19h irão desfilar em Santa Mariana, município que tem interesse de participar do projeto e ao final do curso, quando farão uma visita técnica na Academia Estadual de Formação da Polícia Militar e na sede do Comando Geral do Corpo de Bombeiros, ambas em Curitiba, finalizou Subten. Haroldo.

A magistrada Vanessa Aparecida Pelhe Gimenez Dias falou que o Judiciário acompanha o projeto, inclusive o grupo o já participou de atividades no Fórum da Comarca, onde além de conhecerem a estrutura, assistiram a um filme de orientações.

Para a juíza, a palestra não passou de uma conversa com os jovens, que receberam maiores orientações quanto à responsabilização, aplicações da Lei do Estatuto da Criança e Adolescente, além de questões da postura social que devem tomar de forma geral em relação à formação deles.

A magistrada salientou que este projeto desenvolvido em Cornélio Procópio é excelente, contando hoje com cinquenta adolescentes entre meninas e meninas, devendo o número ser aumentado para oitenta nos próximos meses.

Vanessa Pelhe disse que apesar das vagas serem poucas, os jovens que pretendem integrar o projeto não devem desanimar e procurarem se empenhar no estudo e no comportamento nas escolas onde estudam, pois este fator é fundamental para poder participar desta oportunidade, que irá portas em seu futuro profissional.

A juíza finalizou falando de outro projeto social que participa, a “Associação Resgatando Vidas”, a qual ela idealizou eu hoje é presidente de honra, no qual o trabalho maior é exercido por membros da comunidade, voluntário e funcionários, onde são desenvolvidas atividades no ramo das artes, estudo de línguas, informática e esporte, todos contando com o apoio das instituições de ensino e pais, destacando que em breve o projeto irá se estender para mostras de cinema, além de visitas técnicas ao Fórum, quando os participantes poderão conhecer o ambiente Florence do Judiciário.

EM LONDRINA Milhares de fiéis celebram a Festa da Padroeira no Santuário Nossa Senhora Aparecida

Marcos Zanutto/Grupo FolhaO Santuário Nossa Senhora Aparecida em Londrina ficou pequeno nesta quinta-feira (12) para acomodar as milhares de pessoas que começaram a chegar ainda durante a madrugada para as celebrações da Festa da Padroeira. Por falta de espaço, muitos fieis acompanharam as missas do lado de fora do santuário. Nem o forte calor desde as primeiras horas da manhã espantou os devotos da santa, que vieram de várias regiões de Londrina, de cidades do Paraná e também de outros estados.

Neusa Maria Lazarini foi ao santuário acompanhada da filha Jéssica e do genro Guilherme. Nos braços, Jéssica levava uma imagem de Nossa Senhora feita em madeira por um artesão mineiro. "Ela se casou e essa imagem foi o meu presente para ela. Nossa Senhora foi a primeira a entrar na casa da minha filha", contou a aposentada. "Nossa Senhora tem para mim uma importância total. É dessa maneira que passamos o conceito de família aos filhos. O primordial é a fé e a devoção a um ser superior. Esse é o principal legado que eu vou deixar aos meus filhos. A imagem é ilustrativa. O que vale é o respeito que temos pela santa", completou Lazarini, devota de Nossa Senhora desde que nasceu, seguindo os passos iniciados pela bisavó na devoção à mãe de Jesus.

Para os católicos, esse 12 de Outubro teve um significado ainda mais especial por marcar as comemorações dos 300 anos de aparição da imagem de Nossa Senhora Aparecida no rio Paraíba, em São Paulo. Para os londrinenses, a data também remete aos 20 anos de existência do santuário na Vila Nova.

"A história com Nossa Senhora sempre foi uma história de ajuda, de intercessão, de cuidados, de cura, de bênçãos e de graças. Talvez pela imagem de Maria estar ligada à imagem da mãe, da mulher que sempre cuida e ajuda o povo, o povo vem e tem esse carinho por Nossa Senhora", destacou o reitor do Seminário Propedêutico São José, em Londrina, padre Edivan Pedro dos Santos. "Maria é a santa de todas as causas, que intercede por todos os seus filhos. A relação que temos com Maria é diferente da que temos com os outros santos. Com Maria a diferença é justamente em sermos filhos", acrescentou o padre que por quatro anos foi vigário no Santuário Nossa Senhora Aparecida.

Padre Edivan ressaltou ainda que para os fieis, o dia 12 de Outubro não significa apenas a celebração de uma festa, mas o momento para expressar gratidão pelo cuidado de Maria com cada um de seus filhos. "Todo mundo que está aqui hoje vem por gratidão, vem agradecer a Mãe por tudo o que ela fez durante todo esse ano."

Um dos locais mais visitados do Santuário, a Sala de Promessas reúne centenas de objetos deixados pelos devotos como lembrança e gratidão dos milagres alcançados. A zeladora Maria Margarida Francisco se emocionou ao relembrar a estreita relação com Nossa Senhora durante toda a sua vida, mas em especial logo após o nascimento de seu filho, há 21 anos. Com apenas três meses de vida, o bebê sofria de refluxo e a solução apontada pelos médicos para resolver o problema era a cirurgia. Temerosa de ver uma criança com tão pouco tempo de vida na sala de cirurgia, a zeladora entregou seu filho aos cuidados de Maria e o problema foi revertido sem que a operação fosse necessária. "Consagrei meu filho nos braços de Maria e Nossa Senhora o pegou nos braços e me devolveu. Hoje ele está com 21 anos e nunca mais teve nenhum problema de saúde", contou ela. "Tem que ter fé e acreditar", ensinou.

"A Sala de Promessas é sempre um pedacinho da história de cada pessoa que tem uma história de amor com Nossa Senhora, do carinho e da ternura de Deus através de Maria. Cada pessoa que encontrou em Nossa Senhora Aparecida um refúgio, a esperança, o recomeço de suas vidas. Ela não deixa ninguém na mão", reforça o padre Edivan Pedro dos Santos.

O corretor imobiliário Ricardo Moreira dos Santos e a esposa, a funcionária pública Viviane Pontes dos Santos, sempre tiveram a vida norteada pela fé cristã e sempre buscaram apoio junto a Nossa Senhora nos momentos mais difíceis, mas neste ano, recordam eles, passaram por uma experiência que os ligou ainda mais à mãe de Jesus. Internado às pressas com colangite, uma inflamação dos canais biliares, Santos passou 32 dias internado, 14 deles na Unidade de Terapia Intensiva. Sofreu duas paradas cardíacas, entrou em coma e vários órgãos deixaram de funcionar. "O médico disse que eu tinha 5% de chance de sobreviver", relembra. Orientada pela equipe médica a preparar os dois filhos para o pior, a esposa foi até a capela do hospital e pediu à Nossa Senhora que intercedesse pela saúde do marido. Uma corrente de oração foi feita na família e entre outros fiéis do santuário e de outras cidades. Entre os familiares, católicos e evangélicos uniram-se em uma única corrente de fé. "Pedi com muita fé à Nossa Senhora e no dia seguinte ele já abriu os olhos e em três a quatro dias foi desentubado. Os médicos reconheceram que foi um milagre", recorda Viviane dos Santos.

EM LONDRINA Cinco homossexuais morreram vítimas de latrocínio nos últimos 3 anos

Paulo Monteiro/NossoDia - O corpo do cabeleireiro Sandro Tagliari foi encontrado em uma estrada do distrito da WartaCinco homens homossexuais morreram vítimas de latrocínio em Londrina nos últimos 3 anos. Os crimes foram realizados de formas semelhantes. Os cinco homens tiveram encontros amorosos, marcados por meio de aplicativos ou não, que terminaram em roubo e morte.

O caso mais recente foi registrado em setembro deste ano. O corpo do agente educacional Antônio Maximiano Filho foi encontrado na noite de 21 de setembro em um milharal às margens da rodovia PR-445. A última vez em que foi visto foi em 19 de setembro. A Polícia Civil afirmou na ocasião que um dos envolvidos teria se encontrado com a vítima e os outros dois, teriam receptado o veículo com o corpo dentro, após o encontro. Os suspeitos Maikon Fernando Barreto, Leonardo César de Jesus Gouveia e Leandro Gonçalves foram presos no mesmo dia.

Em junho deste ano, o corpo do cabeleireiro Sandro Tagliari foi encontrado em uma estrada do distrito da Warta, com marcas de tortura, no dia 27. Sandro foi visto pela última vez no dia 25 à noite.


O veículo Fiat Punto da vítima foi localizado no início de julho em Iporã (região Noroeste do estado). Conforme o delegado-chefe da 10ª Subdivisão Policial de Londrina (10º SDP), Osmir Ferreira Neves Junior, o carro estava abandonado, preparado para ser utilizado para contrabando. Em 11 de julho, um dos suspeitos do crime, Roge de Souza Silva, foi preso. De acordo com as investigações da polícia, Tagliari, Silva e um outro homem se encontraram no centro da cidade, na noite de 25 de junho. O objetivo do cabeleireiro era um programa sexual. Já para a dupla, a intenção era roubar o carro da vítima. O segundo suspeito de envolvimento continua foragido.
O corpo do cabeleireiro Sandro Tagliari foi encontrado em uma estrada do distrito da Warta


Em março deste ano, Gilmar Rolim de Oliveira, 55 anos, foi encontrado morto em um apartamento na região central de Londrina, com os pés e mãos amarrados e sinais de espancamento. O apartamento estava revirado, mas não havia sinais de arrombamento. Horas depois, o veículo Corolla pertencente a Gilmar foi encontrado abandonado na zona norte da cidade. O suspeito, Thiago Henrique, foi preso. Thiago se defendeu dizendo que a vítima queria ter relações com ele e o mesmo recusou. Segundo ele, houve uma discussão e luta corporal entre os dois. 

No início de agosto de 2015, o agente penitenciário Vanderlei Vitti Fernandes, 44 anos, foi encontrado degolado em sua residência, na zona norte de Londrina. Na ocasião, em entrevista ao Portal Bonde em 7 de agosto de 2015, o investigador e superintendente da 10ª SDP de Londrina, Vanderlan Luiz Melo, afirmou que o suspeito teria tido um relacionamento amoroso com a vítima. O suspeito Admilson Teixeira do Amaral, foi preso em 31 de agosto de 2015. Imagens do circuito interno de um posto de gasolina e do condomínio mostram os dois chegando juntos à casa onde Vanderlei foi encontrado morto. O Honda Fit da vítima também foi encontrado abandonado no Conjunto Habitacional Jerônimo Nogueira, sem as duas rodas traseiras. 

Em 26 de agosto de 2014, o professor da Universidade Estadual de Londrina (UEL) Sérgio Paulo Adolfo, de 65 anos, foi encontrado morto no interior de um Crossfox, com sinais de estrangulamento. O veículo estava estacionado nas proximidades do Londrina Norte Shopping, no Jardim Pacaembu, zona norte da cidade. 

Imagens do circuito interno do estabelecimento mostram os dois chegando e apenas o outro homem saindo, conduzindo o carro. O celular e a carteira da vítima foram levados. Jurandir Ramos Júnior foi preso no início de setembro do mesmo ano. Ele foi encontrado após a polícia cruzar ligações feitas e recebidas pelo telefone celular da vítima. Júnior confessou o crime e disse que matou a vítima após uma briga dentro de um motel, localizado na zona norte. 

De acordo com o delegado-chefe da 10ª SDP, Osmir Ferreira Neves Junior, "os assaltantes aproveitam as circunstâncias desses homens procurando encontros casuais por causa do anonimato". No entanto, os crimes não estão interligados. São crimes semelhantes em relação às circunstâncias. Ainda segundo Osmir, pode haver outros casos envolvendo vítimas de crimes que iniciaram em encontros, mas as ocorrências são subnotificadas, ou seja, ao registrar boletim de ocorrência, este fato não é citado. 

O delegado deixa claro que a orientação sexual da vítima não tem ligação com os crimes, mas o fato de não conhecerem os parceiros previamente. "Nós só ficamos sabendo que foi assim [crime precedido de encontro] quando ocorre o assassinato, mas todos que se tornam vítimas de criminosos deviam registrar boletim de ocorrência", afirma. 

Todos os casos foram registrados como latrocínio, pois segundo o delegado-chefe, "o crime de ódio não envolve patrimônio. E nesses casos que nós visualizamos em Londrina, que investigamos todos, tinham como finalidade a subtração do patrimônio desses homossexuais". "A questão pontual desses latrocínios e, principalmente, envolvendo homossexuais, é que numa luta corporal, esses homens, por se tratarem de homens, também acabam levando uma certa vantagem. Seria também o caso de mulheres procurarem a prostituição masculina, o que não ocorre, principalmente, usando esses meninos que ficam nas ruas. Por isso, elas não são assaltadas." 

Alerta 

Segundo a psicóloga Lívia Fortes, "os policiais, muitas vezes, registram como latrocínio o assassinato de homossexual quando, na realidade, não é latrocínio, mas sim, assassinato por ódio, mas não somente crime de ódio. Seria crime de ódio e latrocínio". Ela concorda com o delegado que os assaltantes estão aproveitando o uso de aplicativos e outras formas para encontrar desconhecidos anonimamente, sejam homossexuais ou não. Em relação aos aplicativos, a psicóloga afirma que a psicologia está conseguindo mapear o assunto em termos de pesquisa. 

"Hoje em dia, tanto homens, como mulheres, estão mais sujeitas a isso. Pessoas com quadro depressivo leve, melancólico, pessoas introspectivas, quer sejam homossexuais ou não, com dificuldade relacional e interpessoal. As pessoas tem lançado mão dessa estratégia dos aplicativos e marcam esses encontros. E quando marcam esses encontros, às vezes se colocam em risco. E outras pessoas tiram vantagem quanto para sexo fácil, como para roubos e mortes." 

Por isso, Lívia alerta que é importante sempre marcar os encontros em locais públicos. "Quando mais aberto e exposto for o encontro, melhor". Além disso, é essencial tentar encontrar amigos em comum, "para que depois você possa ir estreitando as relações". Investigar a pessoa também é fundamental. "Atualmente, é muito fácil você procurar informações sobre alguém. É possível ver também se a pessoa tem processos no nome dela, entre outras questões." 

Outro ponto muito importante que muitas pessoas se esquecem, é que quando a pessoa vai sair com algum desconhecido, é preciso avisar os amigos. "Porque uma das coisas que acontecem, é que as pessoas vão aos encontros e não avisam ninguém. Muitas pessoas já imaginam que estão fazendo algo errado ou de risco, então simplesmente não avisam ninguém. E aí não tem ninguém durante um espaço de horas muito grande que questione onde esta pessoa possa estar." 

"Hoje em dia, todo cuidado é pouco. Cada vez mais as pessoas estão mais intolerantes com várias questões. As pessoas, hoje em dia, estão mais desconfiadas e com mais medo, no entanto, menos cuidadosas", afirma Lívia.
Fernanda Circhia - Redação Bonde

Tempestade destelha prédio em Pato Branco; chuva forte atinge cidades do sudoeste e do oeste do Paraná

Vento forte levou a cobertura, que parou no chão, em Pato Branco (Foto: Ricardo Trombeta)Um temporal destelhou um prédio na tarde desta quinta-feira (12) em Pato Branco, no sudoeste do Paraná. O vento forte levou a cobertura, que parou no chão. Durante o temporal, também teve queda de granizo.
Em Mariópolis, outra cidade do sudoeste, uma placa de publicidade no pátio de um posto de combustíveis caiu com a ventania. A cobertura de um barracão foi ao chão ao lado de uma cooperativa de crédito, que também teve estragos.
De acordo com a Defesa Civil Municipal, mais de cem casas e estabelecimentos ficaram destelhados. Lonas estão sendo distribupidas no ginásio de esportes de Mariópolis.
A chuva e o vento também provocaram estragos em Santa helena, no oeste paranaense. Seis casas foram destelhadas no fim da tarde.
Em Foz do Iguaçu, no oeste, a chuva chegou com força no fim da tarde, com relâmpagos.

Menino que comprou Fusca juntando moedas realiza sonho de ser palestrante e escritor aos 13 anos

O Fusca 76, que comprou aos 10 anos e pretende personalizar quando tiver 18 anos e poder dirigi-lo, não fica na garagem; a iniciativa chamou a atenção de muitos (Foto: Arquivo Pessoal)Em 2014, Thiago Morales Berce, de Assis Chateaubriand, no oeste do Paraná, comprou um Fusca com o próprio dinheiro quando ainda tinha 10 anos. Foram necessários três anos para levantar a quantia necessária, R$ 2,5 mil. Três anos depois, ele está realizando outro sonho: o de ser escritor e palestrante.
O próximo passo será lançar o próprio livro sobre economia.
“É muito bom ajudar as pessoas a entenderem que é possível economizar e realizar os sonhos, assim como eu estou realizando os meus”, observa o “menino do Fusca”, que hoje tem 13 anos.
As dicas de economia já foram repassadas a milhares de pessoas também pela internet e em breve devem ganhar um alcance ainda maior, com o lançamento de um gibi em que ele é o personagem principal. Veja algumas dicas de Thiago no fim da reportagem.
Na história, escrita com o auxílio de outras três pessoas - Cláudia Bonatti, Michael Bueno e Adriano Gil Fernandes -, ele conta como surgiu a ideia de poupar para poder comprar o que planeja.
“A inspiração veio do meu pai, que comprou um Fusca quando tinha 13 anos. Daí para frente foi fazer a minha própria economia, juntando as moedas que ganhava dos meus pais do troco de alguma compra e o que eu ganhava de alguns parentes. Desde criança sempre preferi ganhar dinheiro que presente”, lembra ao destacar que nunca recebeu mesada.

Trecho da BR-376 que estava interditado por causa de acidente é liberado após 13 horas no litoral do Paraná

Acidente aconteceu em Guaratuba, no litoral do Paraná  (Foto: Divulgação/Autopista Litoral Sul)O trecho da BR-376, em Guaratuba, no litoral do Paraná, que estava interditado por causa de um acidente entre duas carretas desde as 8h30 de quinta-feira (13), foi liberado somente no final da noite – por volta das 22h30. O congestionamento no local chegou a 35 quilômetros. Não houve feridos.
Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), uma das carretas bateu na traseira de outra, que estava carregada com líquido inflamável. O produto ficou espalhado na pista, na altura do km 666.
O tráfego, segundo a concessionária Autopista Litoral Sul, funcionou boa parte do dia no sistema "pare e siga" com uma hora e meia de intervalo. Às 21h, o trecho voltou a ser interditado totalmente para a retirada dos veículos.
Na manhã desta quinta (13), a situação já tinha sido totalmente normalizada no trecho.
Quer saber mais notícias do estado? Acesse o G1 Paraná.

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Alckmin afasta delegado que fez buscas na casa de filho de Lula

lula-filho-sao-bernardo-20120728-original.jpeg: Lula e seu filho, Marcos Cláudio Lula da SilvaSubordinada ao governador Geraldo Alckmin (PSDB), a Secretaria de Segurança Pública (SSP) afastou nesta quarta-feira o delegado da Polícia Civil responsável pelas buscas na casa de Marcos Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), na cidade de Paulínia (SP), na noite de ontem.

Segundo nota da SSP, o secretário Mágino Barbosa Filho determinou “procedimento administrativo para apurar em que condições ocorreu uma diligência de busca e apreensão” e que o afastamento do policial ocorre “para preservação das investigações”. A busca foi realizada após uma denúncia sobre uso de drogas no local, mas nada foi encontrado.

Marcos Cláudio é filho do primeiro casamento da falecida ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva e foi adotado pelo ex-presidente. Ele teve uma breve atuação na vida pública: foi  diretor de Turismo e Eventos da prefeitura de São Bernardo do Campo (SP) e pré-candidato a vereador pelo PT em 2008, mas teve a postulação barrada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Nesta terça-feira, o advogado Cristiano Zanin Martins, que defende o ex-presidente e seu neto, apontou “caráter abusivo” na ação da Polícia Civil. “A busca e apreensão, feita a partir de denúncia anônima e sem base, não encontrou no local o porte de qualquer bem ou substância ilícita, o que é suficiente para revelar o caráter abusivo da medida.”

Repercussão
A ação da polícia paulista contra Marcos Cláudio gerou reação de nomes proeminentes do PT. No Twitter, a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) classificou a diligência como uma “invasão”, “mais uma ação abusiva cometida por exibicionismo midiático”. “Não havia nenhuma investigação em andamento, e a invasão da casa de Marcos Cláudio foi baseada apenas numa denúncia anônima falsa”, completou.

A petista ainda relacionou o caso com o suicídio de Luiz Carlos Cancellier de Olivo, reitor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) que tirou a própria vida depois que foi preso pela Polícia Federal e afastado da função, suspeito de desviar recursos de programas de educação a distância (EaD) da UFSC. “Arbitrariedades policiais como estas levaram ao suicídio do reitor da UFSC, um homem a quem não se deu direito de defesa”, escreveu a ex-presidente na rede social.

 Seguir
Dilma Rousseff

Confusão marca voto decisivo de Cármen Lúcia

Cármen Lúcia: A presidente do STF, ministra Cármen LúciaBRASÍLIA - Ao desempatar o julgamento desta quarta-feira, 11, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, acabou reabrindo as discussões entre os ministros justamente no momento em que já poderia encerrar a sessão, por volta das 21h20. Houve divergências no plenário e confusão entre os presentes – Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Luís Roberto Barroso já tinham deixado o local.

+++STF decide que Judiciário pode afastar parlamentar, mas decisão passa por crivo do Legislativo

Ao declarar seu voto, Cármen Lúcia disse que concordava praticamente em tudo com o relator Edson Fachin, que se posicionou contra o aval do Congresso, com exceção de um caso – quando houvesse afastamento de parlamentar, a decisão judicial seria submetida ao Legislativo.

“Se decidirmos só sobre afastamento, o impasse continuará sobre outras cautelares”, destacou o ministro Ricardo Lewandowski.
Neste momento, Fachin disse que se declarava voto vencido. “O ponto de divergência de Vossa Excelência é o ponto central do meu voto, portanto sou voto vencido”, afirmou Fachin a Cármen. Mas a presidente do Supremo disse que seria necessário “chegar a um voto médio”. “Não há voto médio”, rebateu Fachin. A partir daí, a discussão foi retomada por cerca de 20 minutos.

Em meio aos debates, Cármen declarou que havia dez votos no sentido de que medidas cautelares previstas no Código de Processo Penal são aplicáveis a parlamentares. O único que deixou claro o voto contrário nesse caso foi Marco Aurélio Mello.

Em seguida, os ministros discutiram, então, a possibilidade de revisão pelo Congresso de medidas cautelares que impedissem o exercício do mandato, como apreensão do passaporte.

Prevaleceu a proposta de Alexandre de Moraes de que tanto o afastamento quanto outras medidas que afetassem “direta ou indiretamente o exercício do mandato a parlamentares” poderiam ser encaminhadas para a análise do Poder Legislativo. Finalizada a polêmica, Cármen Lúcia encerrou a sessão às 22h02.

Ônibus do São Paulo é apedrejado após jogo em Belo Horizonte

Onibus: Ônibus do São Paulo é apedrejado após jogo em Belo HorizonteVandalismo na saída do elenco do São Paulo do estádio Independência, em Belo Horizonte, depois do jogo contra o Atlético-MG pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. O ônibus do time tricolor, derrotado por 1 a 0, foi alvo de pedras e garrafas.

O automóvel foi danificado, mas ninguém se feriu. O time treina nesta quinta, na Cidade do Galo, o CT do Atlético-MG, e só depois retorna a São Paulo. No sábado, a equipe enfrenta o Atlético-PR, no Pacaembu.

Em campo, o São Paulo jogou mal e foi dominado pelo time da casa. Com gol de Fábio Santos de pênalti, o Atlético venceu por 1 a 0 e teve pelo menos mais três chances claras de gol que pararam no goleiro Sidão, o melhor em campo no time tricolor.

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

POLÍTICA Cassação do mandato do vereador Boca Aberta será votada no próximo domingo

O vereador Rony Alves (PTB) apresentou o relatório final da Comissão Processante (CP) contra o vereador Émerson Petriv, o Boca Aberta (PR). O parecer concluiu que houve quebra de decoro parlamentar e indica a cassação de mandato do vereador Boca Aberta. A sessão de julgamento foi marcada para o próximo domingo (15), às 8h.

O vereador Rony Alves (PTB) apresentou o relatório final da Comissão Processante (CP) contra o vereador Émerson Petriv, o Boca Aberta (PR), acusado de ter pedido dinheiro nas redes sociais para pagar multa eleitoral. O parecer concluiu que houve quebra de decoro parlamentar e indica a cassação de mandato do vereador Boca Aberta. A sessão de julgamento foi marcada para o próximo domingo (15), às 8h.

O vereador Boca Aberta afirma que "o processo de cassação teria que ser concluido em 90 dias" e, segundo ele, deu 90 dias na segunda-feira (9). Em relação ao prazo, Rony Alves afirma que o vereador Boca Aberta "usou de todos os subterfúgios possíveis imagináveis das formas piores que possa pensar" para que a data não fosse cumprida.


Boca Aberta escreveu uma carta na notificação do relatório final da CP dizendo não aceitá-la devido ao prazo de 90 dias, que segundo ele, foi encerrado na segunda-feira (9). Ele recebeu o parecer do relatório final, mas não assinou a notificação da data da sessão de julgamento.

(Com informações do repórter Guilherme Marconi)
Redação Bonde

terça-feira, 10 de outubro de 2017

TELHADO E PAREDE CAEM EM CIMA DE OPERÁRIO PLATINENSE

Na tarde desta segunda-feira

Michel Miller Campos Soares, de 21 anos, foi levado ao centro cirúrgico do Hospital Nossa Senhora da Saúde, para ser operado.Em torno das 14h50m desta segunda-feira, dia nove, sofreu acidente de trabalho, em Santo Antônio da Platina.

Soares estava no local, onde prestava serviços também na semana passada, num barracão que está sendo reformado, perto da Serraria Montanheiro, às margens da PR-439.Houve hemorragia.
O corpo de bombeiros atendeu a ocorrência.Uma parede e parte do telhado caíram ruíram e caíram na cabeça da vítima.

Imagem ilustrativa

Mulher morre atingida por raio enquanto desligava quadro de energia, diz Samu

Uma mulher de 55 anos morreu na manhã desta segunda-feira (9) atingida por um raio enquanto mexia no quadro de energia de um aviário vizinho à casa onde morava, na comunidade São João, aréa rural de Guaíra, no oeste do Paraná. Ela chegou a ser socorrida pela equipe de suporte avançado do Samu, mas não resistiu à descarga elétrica.
O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Toledo e deve ser sepultado na terça-feira (10) em Guaíra.
Quer saber mais notícias da região? Acesse o G1 Oeste e Sudoeste.

Homem morre em batida de frente com caminhão bitrem na BR-272

Conforme a PRF, há a suspeita de que o carro tenha aquaplanado, visto que chovia no momento da batida. (Foto: Rafael Silvestrin/Divulgação)Um homem de 63 anos morreu em um acidente na tarde desta segunda-feira (9), na BR-272, em Farol, no norte do Paraná, conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF).
Segundo a polícia, Júlio Kostka dirigia um carro com placa de Juranda, no noroeste do Paraná, e perdeu o controle do veículo, que entrou na contramão e bateu de frente com um caminhão bitrem.
Ainda de acordo com a PRF, há a suspeita de que o carro tenha aquaplanado, visto que chovia no momento da batida.
O Corpo de Bombeiros foi acionado, assim como o helicóptero do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas ele morreu na hora. O motorista do caminhão não se feriu.
O corpo do motorista foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Campo Mourão, no centro-oeste do Paraná. A rodovia já está liberada.

Pai é preso suspeito de estuprar e engravidar filha em Apucarana, diz polícia

Homem preso nesta segunda-feira (9) é investigado em quatro inquéritos por estupro de vulnerável. (Foto: Polícia Civil/Divulgação)Polícia Civil de Apucarana, no norte do Paraná, prendeu nesta segunda-feira (9), em Califórnia, também no norte do estado, um homem de 38 anos suspeito de estuprar e engravidar uma filha. Ele também é suspeito de abusar sexualmente de outros dois filhos e uma adolescente, segundo a polícia.
O delegado-chefe da 17ª Subdvisão Policial (SDP) de Apucarana, José Aparecido Jacovós, explica que havia um mandado de prisão expedido contra o homem, que foi cumprido nesta segunda-feira.
Segundo ele, o suspeito tinha sido preso há seis meses por estupro de vulnerável, mas estava em liberdade após negar o crime.
A primeira denúncia, sobre a suspeita do estupro da filha, ocorreu em 2013. "Agora chegou o exame de DNA e foi comprovado o abuso, por isso houve a prisão", diz o delegado.
Jacovós conta que a menina tinha 13 anos quando engravidou. "Hoje, a criança está com três anos", afirma. Os abusos contra a filha, conforme o delegado, ocorreram dos 11 aos 13 anos.
Em depoimento, a jovem também contou à polícia que, na época, o pai também abusava de outra filha de 11 anos, de um filho de 12 anos e uma amiga da filha de 13 anos. O delegado afirma que outros três inquéritos foram instaurados para investigar os casos.
De acordo com Jacovós, a filha também relatou que era amarrava com cordas pelo pai. "Ela disse que ele a amarrava na cama, pendurava e também mordia. Além disso, a filha contou que o pai dava maconha para os filhos", diz.
Ainda segundo o delegado, o inquérito sobre a filha que engravidou está praticamente concluído e o homem responderá por estupro de vulnerável. Já os outros três inquéritos, conforme ele, estão sendo apurados pela Delegacia da Mulher de Apucarana.

Polícia Civil conclui inquérito sobre a morte de menina de seis anos de Umuarama

Tabata foi morta após desaparecer no dia 26 de setembro.  (Foto: Divulgação/Sesp)Polícia Civil de Umuarama, no noroeste do Paraná, concluiu nesta segunda-feira (9) o inquérito sobre a morte da menina Tabata Fabiana Crespilho da Rosa, de 6 anos. Ela foi morta após desaparecer no dia 26 de setembro. No dia seguinte, o suspeito foi preso.
Conforme o inquérito, o suspeito agiu sozinho e poderá responder por homicídio qualificado, ocultação de cadáver e estupro de vulnerável. Ele está preso em Curitiba.
Um laudo divulgado na última terça-feira (3) confirmou que a menina sofreu violência sexual antes de ser morta por enforcamento.
O inquérito foi encaminhado ao Ministério Público do Paraná (MP-PR), que decide se acata ou não a denúncia.
Quer saber mais notícias da região? Acesse o G1 Norte e Noroeste.

Juíza determina envio de processo da Operação Quadro Negro ao STJ, após citações a Beto Richa

A juíza Danielle Mota Comar, responsável pelos processos da Operação Quadro Negro, em primeira instância, determinou o envio de uma das ações penais envolvendo o ex-diretor da Secretaria da Educação, Maurício Fanini, ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília.
A decisão foi motivada pelo pedido de liberdade feito pela defesa de Fanini, preso na terceira fase da investigação. Segundo a juíza, os advogados do ex-diretor alegaram que o cliente está formalizando um acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República (PGR). Entre as pessoas citadas por ele estaria o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB).
O STJ é o responsável por julgar casos envolvendo governadores de estado. Caso o STJ decida que o caso deve continuar sendo analisado pela Corte, todos os 15 réus que já respondem ao processo passam a contar com o direito ao foro privilegiado, por causa das citações a Richa.
Comar afirma no despacho que, segundo informações repassadas por Fanini, Beto Richa tinha acesso informações privilegiadas, pois sabia com antecedência que o ex-diretor seria preso temporariamente no início da Operação Quadro Negro. Ela diz ainda que "haveria documentos dando conta dos indicativos de atos ilícitos".
Ela classifica Fanini como "longa manus" do governador, ou seja, a pessoa que executava ordens repassadas por Richa. Para a juíza, o envio do processo ao STJ é motivado por uma situação "excepcional", pois há "relevância e relação desses fatos [investigados] com o chefe do poder executivo estadual".
As informações da defesa de Fanini "implicam, em tese, o Chefe do Executivo Estadual, considerando que pode ter este sido, supostamente, conivente ou participante das ações, em tese, ilegais, é de se decidir deste modo e neste estágio processual".
No mesmo despacho, Comar negou a liberdade provisória a Fanini, apesar das tratativas de delação premiada. "Quero crer, ainda, que a oportunidade de colaborar, confessar, esclarecer e elucidar que o requerente tem agora lhe foi dada inúmeras vezes ao longo desses mais de 02 (dois) anos de “Operação Quadro Negro”, tanto nas oitivas da fase indiciária, quanto no GAECO e mesmo neste Juízo", diz.

Após seis dias, policiais militares acusados de matar suspeitos são absolvidos por júri popular em Curitiba

Policiais comemoraram o resultado do julgamento (Foto: Reprodução/RPC)O Tribunal do Júri de Curitiba decidiu absolver nesta segunda-feira (9) todos os 13 policiais militares que foram acusados de matar cinco suspeitos de roubar um carro. O caso aconteceu em 2009, em Curitiba. Ainda cabe recurso.
Este foi o maior julgamento do estado, considerando o número de réus e de testemunhas arroladas.
No último dia de julgamento, uma fila de interessados em acompanhar a decisão chegou a ser formada em frente ao Tribunal do Júri.
Entenda o caso
Em setembro de 2009, os policiais envolvidos afirmaram que viram um carro furtado e iniciaram uma perseguição. De acordo com eles, o veículo furou um bloqueio e acabou batendo no muro de uma trincheira, no bairro Alto da Glória, em Curitiba.
Os policiais contaram que, após o acidente, cinco jovens desceram do veículo e começaram a atirar. No confronto, os jovens teriam sido atingidos. Eles foram levados ao hospital pelos policiais, mas já chegaram mortos.
Cerca de 40 dias depois, um inquérito feito pela própria Polícia Militar apurou que a versão dos policiais era mentirosa. A investigação apontou que os jovens se renderam depois de baterem o carro e não atiraram. O grupo foi algemado e levado para as viaturas.
O aparelho rastreador instalado nos carros da PM apontou que, antes de irem ao hospital, os policiais pararam em um terreno baldio, no bairro Atuba, também em Curitiba. Nesse local, eles teriam matado os jovens. Dois deles eram menores de idade.
A acusação envolveu 14 policiais. No entanto, um deles morreu. Os outros 13 são réus no processo.