sexta-feira, 23 de junho de 2017

BOA PERSPECTIVA Safra de laranja deve crescer 33% no Paraná

Divulgação/CocamarA safra de laranja 2017/2018, que começa a ser colhida em julho, deve alcançar 1 milhão de toneladas – ou 24 milhões de caixas, o que representa um aumento de 33% sobre as 750 mil toneladas de 2016/2017. Depois das perdas registradas na safra passada, prejudicada pelo veranico, a expectativa é de retomada nesse ano.

"Com esse volume, o Estado volta aos seus patamares normais de produção", diz Paulo Andrade, engenheiro agrônomo do Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento. Nesse ano, além do clima bom, a alta produtividade nos pomares garante o resultado no campo. Os pomares de laranja paranaenses são os mais produtivos do País.

Empregos e renda

O Paraná é o terceiro maior produtor nacional, atrás de São Paulo e Minas Gerais. A atividade garante cerca de 3 mil empregos no campo. Os laranjais geram R$ 315 milhões em Valor Bruto da Produção (VBP), o que representa 6% do total nacional.

No Paraná, os pomares são explorados por mais de 600 citricultores, abrangendo cerca de 100 municípios e possuem áreas médias entre 19 e 35 hectares. O Noroeste é a principal região produtora do Estado, com 70% dos pomares.

Tecnologia

"Hoje a citricultura está consolidada no Paraná e é a principal atividade da fruticultura do Estado", diz Paulo Andrade, do Deral. Graças a tecnologia e investimentos, a produção triplicou em pouco mais de uma década.
Em 2004, os pomares do Estado produziam apenas 335 mil toneladas. A produção cresce principalmente graças a ganhos de produtividade, já que a área de plantio se mantém estável em 24 mil hectares no Estado. 

Suco 

Toda a produção da laranja que sai do campo vai para as indústrias. O Paraná possui três indústrias de suco – Louis Dreyfus, que tem contrato de compra da produção de laranja da Cocamar; a Citri Agroindustrial S/A, uma empresa privada de citricultores; e a Cooperativa Integrada. Praticamente toda a produção de suco é exportada, para Europa e Estados Unidos, principalmente. O Estado produz 50 mil toneladas de suco concentrado. 

Na região da Cocamar, a previsão é de uma produção de 7 milhões de caixas nessa safra, 48% mais do que na anterior (4,7 milhões de caixas). Em função do volume, a colheita foi antecipada para maio, de acordo com o gerente técnico da cooperativa, Leandro Teixeira. 

"Depois de dois anos ruins, impactados pelas altas temperaturas em novembro de 2015 e a geada em junho do ano passado, o clima foi muito bom e garantiu alta produtividade nessa safra", disse. A expectativa é que os cooperados colham entre 1,5 mil e 1,7 mil caixas por hectare. 

Atualmente são 350 cooperados da Cocamar que atuam na atividade, cujos pomares cobrem cerca de 9 mil hectares. Toda a produção é direcionada para a fábrica de sucos da Louis Dreyfus em Paranavaí. A produção estimada é de 27 a 30 mil toneladas de suco nessa safra. 

De acordo com Teixeira, as duas empresas vão lançar, no segundo semestre, um programa de fomento para ampliar a área de citrus na região. O objetivo é aumentar em 1,5 mil hectares plantados para a próxima safra. 

Exportação e preços 

São boas as perspectivas para exportação do suco. A remuneração aos produtores também está mais alta. 

Os pomares de laranja paranaenses são os mais produtivos do País. No Brasil colhe-se, em média, 553 caixas de 40,8kg/ha. A produtividade em São Paulo fica em 625 caixas/ha. Já no Noroeste do Paraná este número é de 923 caixas/ha, sendo que alguns pomares chegam a colher 2.000 caixas/ha. 

De acordo com Leandro Teixeira, gerente técnico da Cocamar, investimentos em tecnologia de produção, com manejo de pragas e doenças, adubação adequada e boa nutrição, com apoio do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) vêm garantindo bons resultados no campo mesmo quando o clima não contribui. 

"Isso permite que o produtor ganhe sempre, mesmo em situações não tão favoráveis", diz. A citricultura é hoje uma alternativa para diversificar a atividade na propriedade rural e vem sendo explorada em conjunto com outras culturas, como grãos, por exemplo.
AEN

SAIBA MAIS! Dia Mundial do Fusca é comemorado no Museu Histórico de Londrina neste domingo

DivulgaçãoNeste domingo (25), será realizada mais uma edição do Dia Mundial do Fusca, no Museu Histórico de Londrina, das 9h às 17h. O objetivo é reunir proprietários de fuscas para preservar a história, fazer amizades, trocar ideias, promover eventos e viagens.

Desde seu lançamento em 1930 na Alemanha, até o encerramento de sua produção em 2003, o Fusca sempre despertou muito interesse e paixão entre os usuários. Com mecânica simples e design simpático conquistou admiradores ao redor do mundo. No Brasil o veículo chegou em meados de 1950 e tem, até hoje, muitos admiradores.

Nesse dia, haverá a participação da Associação da Rota do Café, com as apresentação de roteiros turísticos e a participação de alguns empreendimentos que fazem parte desses roteiros, que são: Café Terrara (café biodinâmico); Artesanu (geleias orgânicas e frutas desidratadas); o Armazém Café (cafeteria com doces e salgados à base de café); Delícias Marabu (patês e alimentação vegana); e Boleria Dom Leonardi (bolos, salgados e cafés especiais).

O evento será aberto ao público com entrada gratuita. Para os adeptos do fusca que quiserem participar da exposição com o carro, haverá uma taxa de R$ 10, que serão pagos aos organizadores do evento. O Museu fica na Rua Benjamin Constant, 900 – Centro (antiga Estação Ferroviária). Mais informações pelos telefones (43) 3323-0082 e 3324-4641.
Redação Bonde com assessoria de imprensa

POLÊMICA! Profissionais de educação física condenam PL que exige posto médico em academias

ShutterStockEm audiência pública na Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços Câmara dos Deputados, profissionais de educação física e representantes de academias de ginástica e prática esportiva pediram nesta quinta-feira (22) que seja rejeitado o Projeto de Lei 4667/16, que determina que todos os estabelecimentos para prática de exercícios físicos tenham posto médico habilitado para fazer ressuscitação cardiopulmonar e atender casos de urgência.

Segundo a justificativa do autor do projeto, deputado Francisco Floriano (DEM-RJ), a medida "é crucial para a sobrevivência de vítimas de parada cardiorrespiratória". O autor cita casos publicados na imprensa de mortes súbitas ocorridas em academias e argumenta que o atendimento rápido, sob fiscalização da vigilância sanitária, pode evitar os óbitos.

O presidente da Associação Brasileira de Academias (Acad), Gustavo Borges, fez um apelo aos parlamentares para que a proposta não seja aprovada. O atleta argumentou que leis com essa atrapalham o setor, que ao ser obrigado a instalar uma estrutura médica em suas unidades, pode gerar o aumento dos custos, promover o desemprego e reduzir o acesso de pessoas à atividade física.

Segundo a Acad, no Brasil funcionam cerca de 34 mil academias, o que coloca o país em segundo lugar no mundo em número de estabelecimentos dessa natureza. Borges afirmou ainda que o Brasil não tem médicos suficientes para atender a demanda e a medida poderia agravar a situação da saúde no país. "Quanto mais saudável é a população, menos vamos gastar com remédios e seguros de saúde", disse.

Para Mônica Marques, diretora técnica da rede de academias Companhia Atlética, a justificativa do projeto não se sustenta, uma vez que não existe no Brasil estatísticas sólidas que comprovem ocorrência significativa de mortes súbitas dentro dos estabelecimentos. A profissional de educação física argumentou que a principal causa de mortes é o sedentarismo, que provoca diversas doenças crônicas, como diabetes, obesidade e hipertensão, e não a prática de atividade física nas academias.

Segundo Marta, os estudos nacionais existentes mostram que quase 60% da população ativa brasileira se exercita ao ar livre e a real incidência de morte súbita no esporte é desconhecida no país. No mundo, estatísticas apontam que a cada 100 mil habitantes, morrem 30 pessoas de forma súbita. Se a pessoa pratica atividade física, a incidência cai para 2,1 mortes a cada 100 mil habitantes. "Para indivíduos saudáveis que se exercitam, principalmente sob orientação de profissional, o risco de morte é muito mais baixo", disse.

Marta também apresentou uma pesquisa de um grupo de cardiologistas da Universidade de São Paulo (USP), segundo a qual mais de 80% das mortes súbitas ocorridas em São Paulo, em um período de cinco anos, se deu em domicílio ou em salas de emergência. Apenas 6% teriam ocorrido durante a prática esportiva.

O professor Luiz Carnevali, mestre e doutor em Ciências pela USP, também avaliou que a implantação de postos médicos nas academias é inviável e desnecessária. "Entendemos que esta implantação é desproporcional, porque vai representar na verdade um empecilho à disseminação da atividade física", defendeu.

O pesquisador argumentou que os postos médicos não oferecem nenhuma saída prática para a ocorrência de morte súbita em academias. E explicou que o profissional de educação física passa por formação que o capacita a fazer o atendimento de primeiros socorros na academia. "O que leva à morte são excessos, abusos e doenças preexistentes. Os dados de sedentarismo no Brasil são elevadíssimos e o número de pessoas frequentando academias é baixíssimo", disse Carnevali.

Para o professor, a solução para redução do número de mortes é a formulação de programas que incentivem alimentação mais saudável e a prática de atividade física. "A academia é o fator de controle pra que as ocorrências como a morte súbita não aconteçam", acrescentou.

O projeto também foi duramente criticado por representantes de sindicatos das academias e pelo Conselho Federal de Educação Física (CFEF). O PL ainda precisa ser votado em duas comissões temáticas da Câmara e, por fim, passar pela análise da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).
Agência Brasil

CANSOU DE ESPERAR Sindicato cobra na Justiça nomeação de delegados no PR

A Associação dos Delegados de Polícia Civil do Paraná (Adepol) encaminhou petição à Vara de Fazenda Pública de Curitiba pedindo a nomeação, por parte do governo estadual, de 49 candidatos já habilitados no último concurso público, realizado em 2013. O sindicato também quer a abertura de concurso público para contratação de 693 escrivães e 1.593 investigadores.

Segundo dados da Adepol, atualmente o Paraná possui 780 cargos existentes de delegados, mas pouco mais da metade (404) estão ocupados e 376 vagas ainda não foram preenchidas. Após o concurso, válido até abril de 2018, 122 candidatos foram nomeados "apenas para repor as baixas de exoneração (12), aposentadoria (45) e falecimento (7)", afirmou o sindicato.


De acordo com a Adepol, o déficit no efetivo da Polícia Civil no Paraná causa uma "anomalia" e "impacto direto no serviço de investigação, que praticamente inexiste nos pequenos municípios do interior do Estado, uma vez que o delegado se vê obrigado a exercer diversas funções alheias à sua atribuição".

Londrina não é exceção neste balanço. Em março, um documento assinado pelo vice-presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia do Paraná (Sidepol-PR), Ricardo Casanova, mostrou que a cidade tem apenas 14 delegados, 26 escrivães e 104 investigadores. Segundo o Sidepol, o ideal seria pelo menos o dobro para cada categoria.

Polícia Civil divulga nota a respeito do caso:
As informações do Grupo Auxiliar de Recursos Humanos da Polícia Civil mostram que houve aumento de todo o efetivo policial civil de Londrina, entre 2007 e 2017, de 67%. Ressalta-se que, neste período, foi criada a Subdivisão Policial de Arapongas (que era uma demanda antiga), incluindo delegacias que até então eram subordinadas à 10ª Subdivisão Policial de Londrina.

Já em todo o Paraná, o efetivo policial civil cresceu 18%, entre janeiro de 2011 e janeiro de 2017, novamente de acordo com informações oficiais do Departamento de Polícia Civil. A contratação de novos profissionais para a Polícia Civil está sendo verificada pela Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária, em conjunto com outras secretarias envolvidas, como Fazenda e Administração.
Rafael Machado - Redação Bonde

DETERIORADO Prédio do IML de Londrina é interditado parcialmente

Gustavo Carneiro/Grupo FolhaA Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) acatou recomendação do Ministério Público e resolveu interditar parcialmente a sede do Instituto Médico Legal (IML) de Londrina, que funciona há mais de 20 anos em um imóvel alugado na Rua Araçatuba, no Jardim Amaro, região oeste. O Corpo de Bombeiros identificou várias irregularidades, como lacunas no forro, falta de hidrantes e também de acessibilidade.

Em nota, a assessoria de imprensa da Sesp não especificou quais setores do IML foram interditados, mas assegurou que "o atendimento aos cidadãos não sofrerá interrupções". O setor de Arquitetura e Engenharia da pasta "está estudando possibilidades de soluções para esse problema".
Enquanto isso, a construção da nova sede, na Avenida Dez de Dezembro, segue com 70% das obras concluídas. A previsão é que o serviço seja finalizado nos últimos três meses deste ano. O custo total ultrapassa R$ 6 milhões.

quinta-feira, 22 de junho de 2017

MUNICÍPIOS ATENDIDOS POR LUPION E ROMANELLI RECEBERÃO NOVAS VIATURAS

Cinquenta e cinco veículos liberados na região

Por intermédio do Programa Paraná Seguro, 44 cidades que compõem a Amunorpi (Associação dos Municípios do Norte Pioneiro) e Amunop (Associação dos Munícipios do Norte do Paraná), atendidos em parceria pelo líder do governo, deputado estadual Luiz Cláudio Romanelli (PSB) e pelo deputado Pedro Lupion (Democrata) foram contempladas com viaturas que irão reforçar a estrutura policial dos municípios.

Todas as cidades compõem a base de atuação política dos deputados, que intermediaram por elas junto ao governo estadual, que priorizou as reivindicações dos parlamentares.Integram a Amunorpi e a Amunop, 25 e 19 municípios respectivamente.

Segundo Lupion, o Paraná Seguro é um programa que permite que o estado realize investimentos em áreas prioritárias da segurança pública, e o primeiro planejamento específico à segurança já efetuado na história do Paraná. Lançado em 2011, o programa prevê a total reformulação dos investimentos em todas as unidades que compõem a Secretaria da Segurança Pública, que inclui Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Científica (Instituto Médico-Legal e Instituto de Criminalística) e Corpo de Bombeiros.

De acordo com o deputado são 55 viaturas policiais distribuídas aos municípios das duas regiões, sendo 38 para Polícia Militar, 13 destinadas à Polícia Civil e quatro para o Corpo de Bombeiros, que atenderão o 2º BPM – Jacarezinho, 18º BPM- Cornélio-Procópio e 26º BPM- Telêmaco Borba. Entre os modelos estão Duster (Renault), Palio Station Wagon (Fiat), Etios Hatchback (Toyota), Amarok (Volkswagen) e Oroch (Renault).

Intercedemos junto ao governo do Paraná, via Secretária Estadual de Segurança Pública, para que nossas prefeituras recebessem tal investimento, a fim de reforçar a estrutura policial da cidade e, consequentemente, corroborar com a segurança da população”, destaca o parlamentar.

Para o líder do governo, o investimento é resultado da atenção que o governador Beto Richa (PSDB) e o secretário Wagner Mesquita têm dado ao tema, além da gestão financeira que permite essas aquisições, uma vez que a atual situação do Paraná vai na contramão de outros estados, que estão estagnados ou diminuindo os investimentos.

“Mais do que uma obrigação, a segurança no Paraná é tratada como prioridade”, aponta Romanelli.

O deputado coloca que as novas viaturas vão substituir os antigos veículos, que já demandam de manutenção e exigem gastos elevados para assistência. “Essa é uma das maiores demandas da nossa região, cuja população espera cidades mais seguras e queda nos índices de criminalidade”, destaca Luiz Cláudio.

“Nossa parceria com o governo Beto Richa tem permitido levar mais investimentos e melhorias aos nossos municípios nas mais diversas áreas. Através do nosso trabalho vamos continuar priorizando e fortalecendo as conquistas”, comemora Lupion.

POLÍCIA CAÇA ASSASSINO DE 25 ANOS NO NORTE PIONEIRO

Matou jovem no último domingo

O servente Maurílio Oliveira Mariano(foto principal), de 25 anos,está sendo caçado pelas polícias do Norte Pioneiro.
Conhecido como Grilo, matou com dois tiros Adriano Rodrigues da Silva(foto sem camisa), 26 anos,em torno das quatro horas da madrugada do último domingo,dia 18, na Vila São José, em Santo Antônio da Platina
O jovem estava num churrasco entre amigos na rua Leonil de Oliveira Reis,se indispôs com Maurílio,chegaram a se agredir, mas o homicida terminou fazendo dois disparos fatais.O SAMU(Serviço de Atendimento Médico de Urgência) foi acionado, porém a vítima perdeu a vida em segundos.
A Polícia Militar fez buscas pelo acusado, conhecido pela prática de ilícitos, mas não o encontrou.
Consta que teria fugido sentido ribeirão Boi Pintado.
O corpo foi levado pelo Instituto Médico Legal (IML) de Jacarezinho e,depois, entregue aos familiares para ser sepultado.
Adriano Rodrigues era solteiro e irmão da conselheira tutelar Sheila Ferreira,conhecida como Sheilão.

Leia também:  http://www.npdiario.com/policial/assassinado-jovem-de-26-anos-em-santo-antonio-da-platina/

INAUGURADA ESCOLA PROFISSIONALIZANTE EM CAMBARÁ 22/06/2017 COMPARTILHE: Estabelecimento de ensino funcionará com aulas no mês que vem Foi inaugurada pelo Instituto Bourbon de Responsabilidade Sócio-ambiental, a Escola Profissionalizante, Professor Milton Ragalzi de Faria Ribeiro. A Prefeitura de Cambará é parceira do projeto. O estabelecimento de ensino deve começar a funcionar a partir de julho, com cursos de Operador de Campo, Manicure e Pedicure, Preparo e Decoração de Bolos e Técnicas de Confeitaria, ministrados pelo SENAC. Já o SENAI, oferecerá a partir de julho, curso na Linha de Produção. Alunos que estão tendo aulas na Biblioteca Indústria SESI do Conhecimento, deverão passar a frequentar a nova Escola, a partir do mês que vem. No discurso durante abertura na tarde de terça-feira, dia 20, Vezozzo, benemérito do Instituto Bourbon, agradeceu a Deus pelos 17 anos que está no município de Cambará, juntamente com pessoas que “desceram seus braços para ajudar o próximo”. Se disse feliz por esses anos de trabalho, e conclamou as pessoas de bem, a ajudarem a construir um mundo melhor para os menos favorecidos da sorte, sem esperar retribuição. “Apenas, façamos”, afirmou. Camila Faria Zagonel, leu uma mensagem escrita pelo avô, Milton Ragalzi de Faria Ribeiro, com o homenageado recordando sua chegada à cidade em 1943, e dizendo que enquanto esteve na cidade, se empenhou pelo desenvolvimento da cidade, em especial da Educação. Lembrou da fundação do Colégio Estadual Professor Silvio Tavares, trabalho pessoal dele e do pai de Alceu Vezozzo, Caetano Vezozzo, parabenizando o benemérito, por ter dado continuidade ao que o genitor iniciou. Vivi nesta região 40 anos atrás, quando a mão de obra era somente o café. Hoje, o mundo é tecnológico, e o que se está vendo aqui, está indo na contramão do que ocorre na política brasileira atual. Estamos assistindo um grupo de pessoas abnegadas proporcionando alegrias e felicidades a pais e filhos” O prefeito Neto Haggi, recordou o início da parceria entre Alceu Vezozzo e a Prefeitura de Cambará, ainda no governo do ex-prefeito e ex-deputado Mohamad Mamede, quando 80 casas foram construídas no município, para quem precisava de um teto para morar. “Depois tive a oportunidade de como prefeito, ver esta parceria avançar na área da Educação, e estou muito feliz que o meu professor na Escola de Comércio, Milton Faria, receba essa bela homenagem”, destacou. Neto Haggi, agradeceu a família de Milton Faria, que ajudou na intercessão junto ao governo do Paraná, pela reconstrução do Colégio Silvio Tavares, à secretária estadual da Educação, e em nome da população cambaraense e da Câmara Municipal, a todos que se empenharam para a construção da nova Escola. O padre Antonio Carlos Zago, falou do Projeto que iniciou em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, em parceria com o SENAC, SENAI e SENAR/PR, e que inspirou a construção da Escola cambaraense. O diretor do Colégio Estadual Angelina Ricci Vezozzo, João Antonio Tinelli, será também o diretor da Escola Profissionalizante. Em sua fala, afirmou que a Escola deverá abrir até 400 vagas de cursos profissionalizantes, o que muito favorecerá ao comércio e a indústria do município e da região, já que o Norte Pioneiro é carente em mão de obra qualificada. O representante do SENAC, Vitor Monastier, observou que em um momento que não se vê a inauguração de Escolas Profissionalizantes no país, o Instituto Bourbon realiza um trabalho que traz esperança para os dias atuais. “Vivi nesta região há 40 anos atrás, quando a mão de obra era somente o café. Hoje, o mundo é tecnológico, e o que se está vendo aqui, está indo na contramão do que ocorre na política brasileira atual. Estamos assistindo um grupo de pessoas abnegadas proporcionando alegrias e felicidades a pais e filhos. Já temos 80 vagas garantidas para começar nossos cursos no mês de agosto”, informou Monastier. A representante do SENAI, Elizandra Stefanuto, elogiou a receptividade do município de Cambará em relação aos cursos que a entidade oferece. “É o município que mais temos facilidade de oferecer nossos cursos, no que se refere a alunos e também as empresas. 70 alunos serão inseridos no Projeto, através de indústrias parceiras, e chegaremos a 140 novos profissionais que adentrarão o mercado de trabalho,” revelou. Arthur Piazza Bergamini, representante do SENAR, lembrou da parceria da entidade com o município através do Programa Agrinho, e elogiou o empenho dos cambaraenses que defendem os interesses da cidade. A secretária estadual Ana Seris Trento Comin, falando em nome do governador Beto Richa, disse que antes do evento esteve visitando a reforma do Colégio Professor Silvio Tavares, e informou sobre a determinação do governador, para que atendesse reivindicação do Instituto Bourbon de auxiliar o Projeto da Escola, por saber que ele enaltece e prestigia não somente os estudantes cambaraenses, mas de toda a região. A professora Ieda Maria Teixeira Fritegoto, recitou uma poesia de Álvares de Azevedo em homenagem a Laila Vezozzo, e a Angelina Ricci Vezozzo. Alunos da Escola presentearam Alceu Vezozzo com um quadro pintado por eles. Após os discursos no anfiteatro, ocorreu a inauguração oficial da Escola, com o descerramento da placa com a descrição do local, e de um Laboratório de Informática, que recebeu o nome de Zacarias Salomão, pai de Laila Vezozzo. Ela lembrou aos jovens alunos, que seu pai era de um tempo em que não existia a informática, mas seu nome ali foi colocado, para que os jovens tivessem como referência, uma pessoa que saiu da Turquia por causa da guerra, e aos 35 anos de idade no Brasil, já era uma pessoa bem sucedida. Tinha caráter e persistência, e era um bom exemplo para os jovens estudantes da Escola. “Jovens, não tenham medo e não vacilem nas próprias atividades. O trabalho, é a ferramenta dada a nós, para abrirmos caminhos”, enfatizou. Na benção proferida pelos párocos, Sílvio Marcos Pawart e Valdinei Antonio Rosa, houve referência à Parábola, “Luz do Mundo”, referindo sobre a “Lâmpada que não deve ficar debaixo do Alqueire”. Os párocos compararam a fala de Jesus, ao trabalho do Instituo Bourbon, que está oferecendo luz, a muitas pessoas. O anfiteatro Laila Vezozzo, recebeu as várias autoridades que compareceram ao evento, entre as quais, o prefeito Neto Haggi; a vice-prefeita e secretária municipal da Educação e Cultura, Cláudia Batista; a secretária estadual da Educação, Ana Seres Trento Comim, representando o governador do Paraná, Beto Richa; a chefe do Núcleo Regional da Educação, Magda Cristina Souza Nogueira; o presidente da Câmara de Vereadores, Walcir Joaquim; os vereadores, Marcos Roberto de Oliveira (Tetinha), Jair Antonio da Silva, Rogério Frutuoso, Márcio Albertini, Cristina de Paula Pinto e Giovani dos Anjos; o chefe de gabinete da Prefeitura, Marco Aurélio Lima; o coordenador da Vila Rotary, Waldir Trautwein; representando a família do homenageado, Maria Tereza do Amaral Faria Zagonel, Eugenio Zagonel e Camila Faria Zagonel; o padre Antonio Carlos Zago, inspirador da Escola Profissionalizante; o ex- secretário estadual da Educação, Francisco Borsari Neto; o presidente do Sindicato Rural de Cambará, Aristeu Sakamoto; representantes do SENAI, SENAC e SENAR, parceiros do Projeto; diretores de Escolas, representantes de empresas parceiras do Projeto, familiares de Alceu e Laila Vezozzo, representantes do Rotary Club local, convidados, pais de alunos, e a comunidade da Vila Rotary. Texto e fotos: Graça Maria TAGSCAMBARÁCIDADESEDUCAÇÃO COMPARTILHE: Comentários FacebookGoogle Plus NOTÍCIA ANTERIOR Professores de Ibaiti são capacitados para o ... LEIA TAMBÉM PUBLICAMOS TAMBÉM POLICIAL Polícia Militar prende ladrão em Cambará 14/06/2016 DESTAQUESNOTÍCIAS DA REGIÃOPOLICIAL Enterrado em Cambará corpo de rapaz do acidente entre Bandeirantes e Andirá 14/06/2017 EDUCAÇÃOPOLÍTICA Secretária da Educação recebe APP 06/07/2016 POLICIAL Assaltado posto em Cambará 07/09/2016 POLICIAL Preso homem que matou pai em Cambará 27/03/2016 CIDADESESPECIALPOLICIAL Visita de orientação técnica na Junta Militar platinense 19/05/2017 0 ENVIE SUA NOTÍCIA

Estabelecimento de ensino funcionará com aulas no mês que vem

Foi inaugurada pelo Instituto Bourbon de Responsabilidade Sócio-ambiental, a Escola Profissionalizante, Professor Milton Ragalzi de Faria Ribeiro. A Prefeitura de Cambará é parceira do projeto.

O estabelecimento de ensino deve começar a funcionar a partir de julho, com cursos de Operador de Campo, Manicure e Pedicure, Preparo e Decoração de Bolos e Técnicas de Confeitaria, ministrados pelo SENAC.

Já o SENAI, oferecerá a partir de julho, curso na Linha de Produção. Alunos que estão tendo aulas na Biblioteca Indústria SESI do Conhecimento, deverão passar a frequentar a nova Escola, a partir do mês que vem.

No discurso durante abertura na tarde de terça-feira, dia 20,  Vezozzo, benemérito do Instituto Bourbon, agradeceu a Deus pelos 17 anos que está no município de Cambará, juntamente com pessoas que “desceram seus braços para ajudar o próximo”. Se disse feliz por esses anos de trabalho, e conclamou as pessoas de bem, a ajudarem a construir um mundo melhor para os menos favorecidos da sorte, sem esperar retribuição. “Apenas, façamos”, afirmou.
Camila Faria Zagonel, leu uma mensagem escrita pelo avô, Milton Ragalzi de Faria Ribeiro, com o homenageado recordando sua chegada à cidade em 1943, e dizendo que enquanto esteve na cidade, se empenhou pelo desenvolvimento da cidade, em especial da Educação. Lembrou da fundação do Colégio Estadual Professor Silvio Tavares, trabalho pessoal dele e do pai de Alceu Vezozzo, Caetano Vezozzo, parabenizando o benemérito, por ter dado continuidade ao que o genitor iniciou.

APÓS DEMISSÃO... Médica pode receber R$ 4 mi de indenização de hospital em Curitiba

Reprodução/YouTubeTribunal Regional do Trabalho (TRT) da 9ª Região decidiu que o Hospital Evangélico de Curitiba (PR) terá que pagar indenizações trabalhistas, que podem chegar a R$ 4 milhões, à médica Virgínia Helena Soares de Souza, que foi demitida da instituição.

Recentemente ela foi inocentada da acusação de ter acelerado a morte de 7 pacientes da Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Virgínia trabalhou no hospital durante 26 anos em situação de Pessoa Jurídica e após sua prisão, o HE a afastou e passou a pagar um valor como auxílio.
O advogado da médica, Guilherme Assad de Lara, afirmou que se conseguiu provar o vínculo da médica com o HE. "Ela era pessoa jurídica e emitia notas, conseguimos comprovar o vínculo de emprego, agora vamos discutir os valores", comentou.

A direção do Hospital Evangélico afirmou que não vai comentar o caso, já que aconteceu durante a gestão anterior. A médica deverá receber indenizações relativas ao FGTS, férias, adicional noturno e 13° Salário.

Logo após a absolvição de Virgínia, no começo do ano, a defesa da médica já havia alertado, em coletiva de imprensa, a intenção da médica entrar com ações também contra o Estado e a União por causa do dano causado à sua atividade e imagem.
Agência Estado

ROGER ABDELMASSIH Condenado por estupros, ex-médico cumprirá prisão domiciliar

A Justiça de Taubaté concedeu na quarta-feira (21) prisão domiciliar ao médico cassado Roger Abdelmassih devido a problemas de saúde. Ele foi condenado a 278 anos de prisão por estuprar pacientes da sua clínica de reprodução humana. A juíza da Vara de Execuções, Sueli Armani, no entanto, indeferiu o pedido de indulto humanitário feito pela defesa. A pena do ex-médico atualmente está reduzida a 181 anos por decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo.

"Está evidenciado nos autos que o sentenciado em questão conta com 74 anos de idade, apresenta atualmente quadro de saúde bastante debilitada, necessita de cuidados ininterruptos, medicação constante e em horários diversificados, alimentação especial, vigilância contínua tanto da área médica como de enfermagem, exames frequentes e específicos, além disso vem sendo submetido a sucessivas e constantes internações hospitalares, o que se estende até o presente momento", justificou a juíza.

Ela acrescentou que a administração penitenciária "não reúne atualmente condições estruturais para suprir as carências atinentes ao quadro, tanto a nível de unidade prisional, quanto do Centro Hospitalar do Sistema Penitenciário".



Dessa forma, o ex-médico cumprirá a pena em casa, sendo liberado para tratamento médico e hospitalares ou com a prévia autorização judicial. Ele deverá usar tornozeleira eletrônica quando receber alta hospitalar e não poderá deixar o país ou a cidade onde mora também sem autorização da Justiça.
Agência Brasil

PREPARE O BOLSO Conta de luz fica mais cara em todo o Paraná a partir de sábado

A conta de luz vai ficar em média 5,85% mais cara, a partir de sábado (24), em todo o Brasil. O reajuste foi decidido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), durante reunião em Brasília na terça-feira (20).

Segundo a Companhia Paranaense de Energia (Copel), os valores serão aplicados de forma diferenciada para cada tipo de consumidor. Para os que moram em residências, para os que possuem cooperativas de eletrificação rural, indústria no campo ou serviço público de irrigação e para os setores do poder público, o porcentual sobe para 6%. Para locais de alta tensão, como o setor industrial, o reajuste cai para 5,62%.

CANSOU DE ESPERAR Sindicato cobra na Justiça nomeação de delegados no PR

A Associação dos Delegados de Polícia Civil do Paraná (Adepol) encaminhou petição à Vara de Fazenda Pública de Curitiba pedindo a nomeação, por parte do governo estadual, de 49 candidatos já habilitados no último concurso público, realizado em 2013. O sindicato também quer a abertura de concurso público para contratação de 693 escrivães e 1.593 investigadores.

Segundo dados da Adepol, atualmente o Paraná possui 780 cargos existentes de delegados, mas pouco mais da metade (404) estão ocupados e 376 vagas ainda não foram preenchidas. Após o concurso, válido até abril de 2018, 122 candidatos foram nomeados "apenas para repor as baixas de exoneração (12), aposentadoria (45) e falecimento (7)", afirmou o sindicato.

De acordo com a Adepol, o déficit no efetivo da Polícia Civil no Paraná causa uma "anomalia" e "impacto direto no serviço de investigação, que praticamente inexiste nos pequenos municípios do interior do Estado, uma vez que o delegado se vê obrigado a exercer diversas funções alheias à sua atribuição".

Londrina não é exceção neste balanço. Em março, um documento assinado pelo vice-presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia do Paraná (Sidepol-PR), Ricardo Casanova, mostrou que a cidade tem apenas 14 delegados, 26 escrivães e 104 investigadores. Segundo o Sidepol, o ideal seria pelo menos o dobro para cada categoria.

quarta-feira, 21 de junho de 2017

BANDIDOS ROUBAM 38 TONELADAS DE AÇÚCAR E ABANDONAM CAMINHONEIRO EM IBAITI

Foi na madrugada desta terça-feira

Por volta das quatro horas da madrugada desta terça-feira,dia 20,a PM ibaitiense foi até o posto Transbrasiliana e fez contato com Mauri Rondon Brandão Junior(foto), que havia chamado a corporação.
Ele relatou que trabalha como motorista e que estava transportando uma carga contendo aproximadamente 38 toneladas de açúcar que seria levada de Tarumã(SP) até Santa Cruz(RJ), mas na segunda-feira em torno das 21 horas parou no posto São Matheus,na rodovia Raposo Tavares,quando dois indivíduos deram voz de assalto e um deles lhe cobriu a cabeça com uma touca, enrolou uma fita vendando seus olhos e o colocou no interior de seu caminhão e fugiram do local.
Um dos bandidos portava um revólver.
O condutor disse também que os marginais trafegaram com ele por cerca de uma hora, e que depois escutou barulho de empilhadeira descarregando a carga.

Após transferir tudo, o bandidos conduziram o veículo com a vítima até próximo a um trecho de rodovia desconhecido e, na sequência, se evadiram.
A vítima disse ter percorrido aproximadamente 20 km e identificou uma placa informado o município de Ibaiti.Conseguiu chegar até o posto Transbrasiliana para pedir socorro.

Além da carga de açúcar, os bandidos levaram também sua carteira com documentos pessoais e R$ 1.500,00 em dinheiro.

A Polícia Civil de Ibaiti abriu inquérito e investiga o caso.

COMERCIANTE REAGE A ASSALTO E DOMINA BANDIDO EM SANTO ANTÔNIO DA PLATINA

 Polícia Militar prendeu no final da noite desta terça-feira, dia 20, Kelvin Douglas de 21 anos, após tentar assaltar a Mestre Lanches, na rua 13 de Maio, centro de Santo Antônio da Platina.
O dono, Gilberto Miquilin, reagiu ao roubo em torno das 23 horas, ergueu o braço do bandido que estava com o revólver calibre 22, e dominou a situação.  Em seguida, derrubou o marginal ao chão, chegando a sangrar a cabeça e o rosto dele.

Amordaçado pelas mãos do comerciante, Douglas, que saiu da cadeia há cerca de um mês pelo mesmo crime, nada pode fazer.

A PM chegou em poucos segundos ao local e realizou a prisão.

ATRAEM ADOLESCENTES Indústria do cigarro com sabor avança 1.900% e traz preocupação

O Supremo Tribunal Federal tem na pauta a discussão sobre se a indústria do cigarro poderá continuar a incluir sabores nos produtos que vende. Resolução da Anvisa de 2012 proibiu a inclusão de aditivos no cigarro e deu prazo de 18 meses para que as empresas se adaptassem.

Mas a medida nunca chegou a vigorar. A Confederação Nacional da Indústria (CNI) questiona a constitucionalidade da resolução, suspensa por liminar em 2013.

Relatório da ONG ACT Proteção à Saúde mostra que houve aumento de 1.900% nos registros de cigarro com sabores feitos pela indústria à Anvisa, entre 2012 e 2016 - de 4 para 80. Os dados foram obtidos por meio da Lei de Acesso à Informação. Em 2012 e 2013, anos em que a situação estava incerta para a indústria, por causa da resolução da Anvisa, o órgão recebeu quatro e cinco registros, respectivamente. Nos anos seguintes, esse número passou para 67, em 2014, e 87, em 2015. No ano passado, foi de 80.
"Tabagismo é doença pediátrica: 80% dos fumantes começam a fumar antes dos 18 anos. A Pesquisa Nacional de Saúde mostrou que 20% começam antes dos 15 anos. E pesquisa da Fiocruz, com estudantes entre 13 e 15 anos, mostrou que 60% deles preferem cigarro com sabor", diz a médica do Instituto Nacional de Câncer Tânia Cavalcante, secretária executiva da Comissão Nacional para Implementação da Convenção-Quadro para Controle do Tabaco. "Essa demora no julgamento causa impacto à saúde pública. Enquanto não se julga, não se define a proibição dos aditivos, as crianças fumam cigarro com sabor e entram nessa rota de dependência química."

Indústria

Já a CNI questiona dois dispositivos da lei federal que criou a Anvisa: o que trata da competência para estabelecer normas e executar políticas de vigilância sanitária e o que trata da proibição de fabricação e importação de produtos que representem riscos à saúde. Em nota, a Confederação informou que espera, com o julgamento, "uma definição clara e precisa, por parte do STF, dos limites da Anvisa". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Agência Estado

LEVANTAMENTO 11% dos alunos do ensino médio deixaram a escola entre 2014 e 2015

A evasão escolar no ensino médio chegou a 11% do total de alunos no período de 2014 a 2015. Segundo dados inéditos do Censo Escolar, divulgados hoje (20), na 1ª série do ensino médio 12,7% dos alunos deixaram a escola no período e na 2ª série a evasão foi de 12,1%.

O 9º ano do ensino fundamental teve 7,7% de evasão e na 3ª série do ensino médio a taxa foi de 6,7%. A evasão é maior nas escolas rurais, em todas as etapas de ensino. O Pará tem a mais alta taxa de evasão em todas as etapas de ensino, chegando a 16% no ensino médio.

Os indicadores de fluxo escolar na educação básica foram divulgados, pela primeira vez pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e pelo Ministério da Educação. O censo apontou também que a migração para a Educação de Jovens e Adultos é mais expressiva ao final do ensino fundamental, quando chega a 3,2% e 3,1%, no 7º e 8º ano, respectivamente.



Em relação à rede de ensino, a migração é maior na rede municipal nos anos finais do ensino fundamental, quando alcança uma taxa de 3,8%. Já no ensino médio, a migração é mais expressiva na rede estadual de ensino, com 2,2%.
Agência Brasil

LONDRINA Audiências do maior processo da Publicano terão 207 testemunhas

O juiz da 3ª Vara Criminal de Londrina, Juliano Nanuncio, marcou para dezembro o início das audiências do maior dos processos decorrentes da Operação Publicano – o referente à segunda fase – que tem 125 réus, sendo 56 auditores da Receita Estadual do Paraná, e no qual o MP (Ministério Público) narra 124 fatos criminosos, incluindo organização criminosa e corrupção. Conforme a decisão, com data de segunda-feira (19), 207 testemunhas (17 de acusação e 190 de defesa) serão ouvidas entre 1º e 15 de dezembro.

Com 1.126 páginas, a decisão de Nanuncio afastou praticamente todas as preliminares apresentadas por 112 réus (13 não apontaram questões preliminares em suas defesas). Os réus apontaram supostas nulidades em interceptações telefônicas e no uso de agente infiltrado e em acordos de delação premiada; sustentaram que em muitos casos as acusações não individualizam as condutas do acusados ou que a denúncia não tem justa causa; alegaram incompetência do juízo; e vários fizeram requerimento de absolvição sumária.

À exceção de um pedido, todos os demais foram indeferidos pelo juiz, que considerou regular todas as etapas do processo, cuja denúncia foi ajuizada em 30 de junho de 2015, mas é o mais atrasado dos processos da Publicano: uma decisão do desembargador Luiz Sérgio Neiva de Lima Vieira suspendeu a tramitação do processo em outubro de 2015 e somente em junho de 2016 o Órgão Especial do TJ (Tribunal de Justiça) do Paraná cassou a liminar.



Leia reportagem completa no site da Folha de Londrina.
Loriane Comelli/Equipe Folha

AVANÇO DA DST Epidêmica no Brasil, casos de sífilis saltam também em Londrina

Fotos Públicas/Kassio Pereira/SesaDoença sexualmente transmissível, mas com prevenção, diagnóstico e tratamento fáceis e baratos, a sífilis avançou entre os brasileiros, e também entre os londrinenses, nos últimos anos. Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, as notificações da DST adquirida, congênita ou em gestantes chegaram a 170 nos cinco primeiros meses deste ano, contra 102 no mesmo período em 2013 – um avanço de 66,7%.
A secretaria ainda informa que, dentre todas as notificações deste ano, 67,6% são de jovens adultos (entre 18 e 39 aos) e 54%, do sexo masculino. Para o ginecologista e obstetra do Hospital Evangélico de Londrina e da Santa Casa de Cambé Jad Kaue Domene, o avanço pode indicar uma epidemia no município – em âmbito nacional, já é reconhecida a epidemia, pelo menos, desde outubro passado.

Os números de Londrina seguem o que ocorre em âmbito nacional. Um boletim epidemiológico divulgado em outubro passado, no lançamento da campanha nacional de combate à DST, mostra que as notificações de sífilis adquirida (contraída no ato sexual desprotegido) cresceram 32,7% entre 2014 e 2015; a sífilis em gestantes, 20,9%; e a sífilis congênita, 19%. 

O que provoca – ou permite – o avanço de notificações é uma ralidade multifacetada. A Secretaria Municipal de Saúde atribui, "em parte, ao aprimoramento do sistema de vigilância epidemiológica, à ampliação da distribuição de testes rápidos e à maior sensibilização das equipes de saúde, na busca de casos suspeitos de sífilis, principalmente em gestantes". A pasta salienta também "as mudanças ocorridas no comportamento sexual da população em geral, com o início cada vez mais precoce das atividades sexuais, e também à prática da atividade sexual sem a proteção adequada". 

O urologista José Renato Monteiro Fabretti vê esse crescimento como resultado da "ressaca" após os novos remédios contra o HIV, além de falta de investimentos em campanhas contra DSTs nos últimos 15 anos. "A população acha que não tem nada e começa a fazer sexo sem proteção", avalia. Visão parecida tem Jad Kaue Domene, que ainda adiciona a falta de educação e o pouco acesso à saúde oferecido à maioria da população."É um contágio sexual e, se a pessoa não tem o diagnóstico, vai replicar para outros." 

A preocupação com a doença é tanta que, em março deste ano, o presidente Michel Temer sancionou a lei que cria o Dia Naconal de Combate à Sífilis e à Sífilis Congênita – a lei estipula que todo terceiro sábado do mês de outubro será destinado a ressaltar a importância do diagnóstico e tratamento adequados, especialmente na gestante durante o pré-natal. A preocupação maior é com a gravidade dos casos em gestantes, que podem passar a bactéria Treponema pallidum para os fetos, matando-os ou trazendo sequelas permanentes.
Luís Fernando Wiltemburg - Redação Bonde

terça-feira, 20 de junho de 2017

DADOS POSITIVOS Homicídios de mulheres caem 30,2% no Paraná nos últimos cinco anos

Um levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), órgão vinculado ao Ministério do Planejamento, apontou que o Paraná reduziu em 30,2% a taxa de homicídio de mulheres, de 2010 a 2015. Os dados estão no Atlas da Violência 2017.

Conforme revela o estudo, que analisa as taxas de homicídios no País de 2005 a 2015, no ano de 2010 foram registradas 338 mortes de mulheres no Estado. Cinco anos depois, esse número baixou para 244. A redução da incidência deste tipo de crime contra a população feminina também destaca o Paraná como segundo lugar no ranking nacional – o Estado fica atrás apenas de Alagoas, com diminuição de 33,7%.

"Apoiar e orientar a mulher, oferecendo meios para que ela alcance sua autonomia financeira e psicológica para sair do ciclo de violência, é fundamental para o acompanhamento das vítimas e para prevenir a violência contra elas", destaca a coordenadora de Políticas para as Mulheres da Secretaria da Família e Desenvolvimento Social, Ana Claudia Machado.



A coordenadora reforça que a ampliação e o aprimoramento da rede de atendimento à mulher são essenciais para assegurar a proteção e o apoio que elas precisam. "O Paraná têm adotado medidas importantes, não apenas para melhorar o acompanhamento das vítimas, mas também com ações preventivas, que alcançam as mulheres e suas famílias", diz a coordenadora.

Rede

A rede voltada a esse público conta com sete Centros de Referência de Atendimento à Mulher (Cram) ─ unidades que acolhem as mulheres vítimas de violência e oferecem atendimento psicológico, social e encaminhamentos jurídicos. Existe ainda a Casa da Mulher Brasileira, que concentra os principais serviços especializados de atendimento às mulheres em situação de violência, como juizado especializado, Defensoria Pública e Ministério Público.

O trabalho preventivo é feito nos 566 Centros de Referência em Assistência Social (Cras) do Estado, onde a equipe técnica trabalha para fortalecer os vínculos familiares e comunitários e encaminha para serviços públicos de saúde, educação, trabalho, assistência social.

As famílias nas quais foram identificados um ou mais membros vítimas de violência, ou que tiveram seus direitos ameaçados ou violados, são encaminhadas para um dos 179 Centros de Referência Especializados em Assistência Social (Creas), para receber apoio, orientação e acompanhamento adequado.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO UEL paralisa as atividades nesta terça com mobilização no Calçadão

A Universidade Estadual de Londrina (UEL) vai paralisar as atividades nesta terça-feira (20), com mobilização e programação no Calçadão de Londrina, em frente ao Cine Teatro Ouro Verde. O protesto é contra o Meta4, que é um sistema operacional de acompanhamento e controle do quadro de pessoal que, desde 2012, vem sendo implantado nos órgãos da administração estadual do Paraná, conforme estipula o Decreto 3.728/12.

A Comunidade Acadêmica vai sair das salas de aulas para mostrar projetos de pesquisa, extensão e ensino da UEL que atendem a população de Londrina e região. A mostra será realizada das 9h às 13h.

"A UEL é fundamental e faz parte da vida das pessoas que moram nessa região e demonstra a sua importância de diversas formas, com o Hospital Universitário, a Clínica Odontológica, o Escritório de Aplicação Jurídica e com inúmeros projetos de extensão que atendem a comunidade. A UEL contribui com o crescimento social e econômico da região ao formar mão de obra, ao produzir pesquisa e com isso ajudar a melhorar a vida das pessoas", aponta o Sindicato dos Professores do Ensino Superior Público Estadual de Londrina e Região (Sindiprol/Aduel).

Conforme o vice-presidente do Sindiprol/Aduel, Nilson Magagnin Filho, além da UEL, a Universidade Estadual de Maringá (UEM), Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) também vão paralisar atividades nesta terça. Todas essas universidades não aderiram ao Meta4 e tiveram bloqueios em suas contas. Só na UEL, R$ 6 milhões em recursos foram suspensos.

Além das apresentações de projetos da UEL, Nilson informa que será realizada panfletagem junto a toda população que estiver passando perto do Cine Teatro Ouro Verde para esclarecer a importância da universidade para a comunidade. Haverá um show de encerramento com a banda Caburé Canela.

Atividades no campus

O Centro de Letras e Ciências Humanas (CCH) da UEL concentrará atividades no campus. Serão debates e oficinas que serão realizados durante toda a terça-feira, com início às 8h30 até as 11h30 e retomada às 14h até as 17h. No período noturno, terão aulas públicas e um ato em defesa da UEL no gramado no CCH (em caso de chuva o local será alterado).

INSISTÊNCIA Tarifa Zero busca apoio de vereadores para tarifa gratuita em pedágio

Reprodução/Tarifa ZeroDepois de realizar um protesto na praça de pedágio situada na BR-369, entre Rolândia e Arapongas, o movimento Tarifa Zero deve dar os próximos passos no âmbito legislativo. A ideia é realizar pequenas manifestações nas Câmaras das duas cidades. Nesta segunda-feira (19), foi a vez de Arapongas. Na semana que vem, está marcado o mesmo ato para Rolândia, onde a sessão começa às 18h.

Ricardo Chicarelli/Grupo FolhaO trabalho de convencimento dos vereadores, pelo menos em Arapongas, parece ter dado certo. Dois requerimentos de Fernando Henrique Oliveira (PSDB) pedindo a intervenção do Ministério Público e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) foram aprovados. O objetivo é sensibilizar para que as autoridades ingressem com uma ação civil pública contra a Viapar, concessionária que administra o pedágio.

"Não somos contra a empresa. Acho que temos que trabalhar todos unidos para ver se realmente conseguimos a isenção. Não adianta a gente querer forçar uma situação que acaba não acontecendo. Esse problema (com a Viapar) poderia ter sido resolvido há muito tempo", disse o presidente da Câmara de Arapongas, Osvaldo Alves dos Santos (PSC). 

Ricardo Chicarelli/Grupo Folha

VAI OU NÃO PRESO? STF decide futuro de Aécio Neves nesta terça-feira

STF decide futuro de Aécio Neves nesta terça-feiraO Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar nesta terça-feira (20) pedido de prisão preventiva feita pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG). A sessão está prevista para as 14h.

Os cinco ministros do colegiado vão julgar um recurso da PGR contra a decisão do primeiro relator do caso, ministro Edson Fachin, que rejeitou o pedido de prisão e concordou apenas com o afastamento do parlamentar do cargo.

Aécio Neves foi investigado pela Polícia Federal (PF) na Operação Patmos, originada a partir das delações da empresa JBS, e denunciado ao Supremo pelos crimes de corrupção e obstrução da Justiça. Na denúncia, a PGR acusa Aécio Neves de solicitar R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, um dos delatores da JBS.

Na semana passada, a PGR reforçou o pedido de prisão e alegou que Aécio Neves não está cumprindo a medida cautelar de afastamento. Ao reiterar o pedido, Janot citou uma postagem do senador afastado, em sua página no facebook, no dia 30 de maio, em que ele aparece em uma foto acompanhado dos senadores Tasso Jereissati (CE), Antonio Anastasia (MG), Cássio Cunha Lima (PB) e José Serra (SP), colegas de partido. "Na pauta, votações no Congresso e a agenda política", diz a legenda da foto.

Em nota, a assessoria de Aécio Neves informou que o senador afastado tem cumprido integralmente a decisão do ministro Edson Fachin e se mantém afastado das atividades parlamentares. "Entre as cautelares determinadas não consta o impedimento de receber visitas e discutir como cidadão, e não como parlamentar, assuntos diversos", diz o texto.

A Primeira Turma do Supremo é composta pelos ministros Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux, e o presidente e relator do processo sobre Aécio, Marco Aurélio.
Agência Brasil

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Polícia investiga pelo menos oito pessoas por agressão a torcedores do Corinthians em Curitiba

Pelo menos sete torcedores ficaram feridos (Foto: Agência Estado)Polícia Civil informou neste domingo (18) que investiga pelo menos oito pessoas pelas agressões contra torcedores do Corinthians, antes do jogo do time paulista contra o Coritiba. A partida ocorreu na manhã, no Estádio Major Antônio Couto Pereira, na capital paranaense.
Antes do jogo, torcedores das duas equipes protagonizaram cenas de agressão. Imagens feitas por um morador mostram um dos corintianos levando chutes e pauladas, mesmo após estar caído no chão.
A confusão só teve fim quando um torcedor do Coritiba conseguiu impedir que outros continuassem batendo no rapaz. Logo em seguida, a Polícia Militar (PM) chegou ao local da briga e os agressores se dispersaram.
Das oito pessoas que devem ser investigadas, uma foi presa ainda durante a partida. O homem, de 24 anos, deve continuar preso à disposição da Justiça. A Polícia Civil trabalha agora para identificar os demais suspeitos.
Quanto ao torcedor espancado, ele chegou a ser levado ao Hospital do Trabalhador, também em Curitiba. Ele recebeu alta logo no começo da tarde.
Polícia diz que corintianos provocaram
De acordo com a Polícia Civil, os relatos dão conta de que três ônibus com torcedores do Corinthians não estavam no comboio acompanhado por policiais militares. Esses veículos foram até uma rua próxima ao estádio, onde uma das torcidas do Coritiba se organizava para ver o jogo.
A polícia diz que o corintiano que aparece sendo linchado pelos torcedores do Coritiba desceu do ônibus para provocar os rivais. Os paranaenses, então, revidaram a provocação e começou a briga.
O secretário de Segurança Pública do Paraná, Wagner Mesquita, afirmou que os ônibus com os torcedores que se envolveram na briga fizeram um trajeto diferente do que havia sido acordado com a Polícia Militar. Em nota, a PM também confirmou essa informação.
Mesquita disse ainda que nenhum dos veículos que recebeu escolta teve qualquer problema para chegar ou sair do Couto Pereira.

Denúncias
A Polícia Civil informou que quem sofreu alguma agressão em brigas antes, durante ou depois do jogo pode denunciar o caso. Os boletins de ocorrência podem ser registrados diretamente na Delegacia Móvel de Atendimento ao Futebol e Eventos (Demafe). O telefone da unidade especializada é o (41) 3326-3600.

Servidores de Curitiba montam mesa de café da manhã em frente a prédio onde prefeito mora

Manifestantes entraram na Câmara, na terça-feira (13), pulando as janelas (Foto: Rodrigo Fonseca)Servidores municipais de Curitiba montaram na manhã desta segunda-feira (19) uma mesa de café da manhã em frente ao prédio onde o prefeito Rafael Greca (PMN) mora, na Avenida Vicente Machado.
O ato de protesto marca a primeira semana da greve dos servidores, que paralisaram as atividades no dia 12 de junho, por tempo indeterminado. Eles são contra o pacote de ajuste fiscal proposto pela administração municipal.
Na terça (13), os servidores ocuparam a Câmara Municipal. Naquele dia, o quatro projetos de lei referentes ao "pacotaço", que tramitam em regime de urgência, seriam votados em Plenário.
A sessão do dia 13 chegou a aberta, mas como alguns vereadores foram impedidos de entrar, o presidente da Casa, Serginho do Posto (PSDB), a suspendeu.
Veja quais são as propostas que tramitam em regime de urgência:
Criação da Lei de Responsabilidade Fiscal do município
Renegociação de dívidas da prefeitura com credores
Congelamento do plano de carreira dos servidores
Mudanças no sistema previdenciário municipal
Agora, elas devem ser votadas nesta terça-feira (20).
O pacote fiscal
O pacote fiscal é formado por 12 propostas e é alvo de polêmica, uma vez que as mudanças, se aprovadas, devem afetar mais de 30 mil servidores que ainda trabalham e outros 16 mil aposentados e pensionistas.

EM DIADEMA Quadrilha ataca Fórum e leva quase 400 armas de depósito

Uma quadrilha invadiu na noite deste sábado (17) o Fórum de Diadema, região metropolitana de São Paulo, e roubou ao menos 391 armas, entre revólveres, pistolas, submetralhadoras e um fuzil, além de coletes balísticos, munição e equipamentos de comunicação. O bando rendeu os vigilantes, arrombou o depósito e fugiu com o arsenal. A polícia tenta identificar os envolvidos no caso.

De acordo com o boletim de ocorrência, o assalto começou às 19h15 de sábado, quando três vigilantes responsáveis pela segurança no fórum, na Avenida Sete de Setembro, no centro de Diadema, foram rendidos e tiveram oito armas roubadas. Os funcionários foram imobilizados com lacres plásticos nas mãos e nos pés e tiveram a cabeça cobertas por toucas. À Polícia Civil, eles disseram que não teriam condições de reconhecer os autores do crime nem sabiam a quantidade exata de ladrões, pois foram mantidos em cárcere durante o roubo.

Para chegar ao depósito, os criminosos arrombaram acessos ao cartório, quebrando três cadeados em três diferentes portas. Lá, roubaram diferentes tipos de pistolas (calibres .40, 9 mm e 380), revólveres (calibres 32 e 38), três submetralhadoras e um fuzil, segundo dados da diretora do cartório, que apresentou a lista à polícia. As armas ficam guardadas no fórum pelo tempo que a Justiça entende necessário como prova de processos criminais. Após a sentença, elas podem ser enviadas para destruição pelo Exército.

Agência Estado

REAÇÃO Após ser chamado de 'chefe da quadrilha mais perigosa do Brasil', Temer diz que processará Joesley

Em entrevista à última edição da Revista Época, o empresário Joesley Batista, um dos donos do grupo J&F, afirmou que o presidente Michel Temer é o "chefe da quadrilha mais perigosa do Brasil". A reação do chefe do Executivo foi quase imediata: por meio de nota no divulgada no sábado (17), afirmou que processará o empresário.

Temer não foi o único que rebateu a entrevista. O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco, também divulgou nota no sábado (17), afirmando que Joesley tem "desenvoltura e ousadia em mentir". Isto porque, de acordo com a entrevista, o empresário afirmou que "quem não está preso está hoje no Planalto", citando diretamente Moreira Franco e o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha.

"É surpreendente a ousadia e a desenvoltura em mentir do contraventor Joesley Batista. Estive com ele uma única vez, em um grupo de brasileiros, numa viagem de trabalho em Pequim, ocasião em que me foi apresentado. E nunca mais nos encontramos. Seu juízo a meu respeito é o de quem quer prestar serviço e para tal, aparenta um relacionamento que nunca existiu", diz a nota de Moreira Franco, na íntegra.


Joesley destacou também que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o PT "institucionalizaram a corrupção no Brasil", modelo que "foi reproduzido por outros partidos".

De acordo com o dono da JBS, "o que houve no Brasil foi a proliferação de organizações criminosas", com a criação de núcleos, divisão de tarefas entre os integrantes, em Estados, ministérios, fundos de pensão, bancos, BNDES.

O advogado do ex-presidente Lula, Cristiano Zanin Martins, afirmou que Batista "foi incapaz de apontar qualquer ilegalidade cometida, conversada ou do conhecimento do ex-presidente".

"A entrevista de Joesley Batista tem de ser entendida no contexto de um empresário que negocia o mais generoso acordo de delação premiada da história. Mesmo nesse contexto, Batista foi incapaz de apontar qualquer ilegalidade cometida, conversada ou do conhecimento do ex-presidente Lula. Considerações genéricas e sem provas de delatores não podem ser consideradas como dignas de crédito e não têm qualquer valor jurídico", afirmou.
Agência Estado

EM DIADEMA Quadrilha ataca Fórum e leva quase 400 armas de depósito

Uma quadrilha invadiu na noite deste sábado (17) o Fórum de Diadema, região metropolitana de São Paulo, e roubou ao menos 391 armas, entre revólveres, pistolas, submetralhadoras e um fuzil, além de coletes balísticos, munição e equipamentos de comunicação. O bando rendeu os vigilantes, arrombou o depósito e fugiu com o arsenal. A polícia tenta identificar os envolvidos no caso.

De acordo com o boletim de ocorrência, o assalto começou às 19h15 de sábado, quando três vigilantes responsáveis pela segurança no fórum, na Avenida Sete de Setembro, no centro de Diadema, foram rendidos e tiveram oito armas roubadas. Os funcionários foram imobilizados com lacres plásticos nas mãos e nos pés e tiveram a cabeça cobertas por toucas. À Polícia Civil, eles disseram que não teriam condições de reconhecer os autores do crime nem sabiam a quantidade exata de ladrões, pois foram mantidos em cárcere durante o roubo.

Para chegar ao depósito, os criminosos arrombaram acessos ao cartório, quebrando três cadeados em três diferentes portas. Lá, roubaram diferentes tipos de pistolas (calibres .40, 9 mm e 380), revólveres (calibres 32 e 38), três submetralhadoras e um fuzil, segundo dados da diretora do cartório, que apresentou a lista à polícia. As armas ficam guardadas no fórum pelo tempo que a Justiça entende necessário como prova de processos criminais. Após a sentença, elas podem ser enviadas para destruição pelo Exército.


Agência Estado

ATENTADO Um morre e dez ficam feridos após atropelamento em Londres

A Polícia Metropolitana de Londres confirmou nesta segunda-feira (19) a morte de uma pessoa no atropelamento de fiéis muçulmanos perto da mesquita de Finsbury Park, ao norte da capital britânica. Oito ficaram feridas e foram hospitalizadas. A informação é da Agência EFE.

Em comunicado, a polícia informou que, depois que uma caminhonete atropelou as pessoas, um homem de 48 anos foi detido no local do incidente, após ser parado pela multidão. A unidade antiterrorista da polícia participa da investigação do incidente.

O homem detido foi levado a um hospital, como medida de precaução, e, assim que tiver alta, será encaminhado a uma delegacia para ser interrogado e submetido a testes a fim de verificar seu estado mental, de acordo com o comunicado.


Segundo a polícia, uma pessoa morreu no local e os feridos foram levados a três hospitais da capital. Duas pessoas foram atendidas com ferimentos leves.

Preso

O suposto terrorista, um homem de 48 anos que está sendo interrogado pela Polícia Metropolitana (Met), atropelou fiéis que saíam da mesquita ode rezaram. As informações são da agência de notícias EFE.

No incidente, dez vítimas ficaram feridas e um homem morreu. A Scotland Yard deve ainda estabelecer se essa morte está diretamente vinculada ao atentado, pois aparentemente essa pessoa já recebia auxílio quando o veículo começou a atropelar os pedestres. Segundo declaração de um homem, o suspeito começou a gritar "vou matar todos os muçulmanos" antes de ser imobilizado.
Agência Brasil

MORADORES ALIVIADOS Operação combate sexo, drogas e rock'n'roll em praça 'problemática' de Londrina

Reprodução/Guarda Municipal de LondrinaDepois que a reportagem do jornal NOSSO DIA denunciou o caos instalado por vândalos em uma singela pracinha da Rua Humaitá, entre as vias Montese e Paranaguá, no Jardim Higienópolis, centro de Londrina, a Guarda Municipal preparou uma operação especial para identificar os "baderneiros" de plantão que tiravam o sossego dos moradores. Desde a última quinta-feira (15), os agentes abordaram diversas pessoas, encontraram resquícios de drogas e até camisinhas. Ninguém foi preso.

Segundo o diretor da Guarda Municipal, Daniel Sakama, o espaço público continuará a ser vigiado de perto. "Vamos intensificar o patrulhamento. Nesses dias em que estivemos de forma mais incisiva no local, constatamos aquilo que a reportagem mostrou, ou seja, quem mora na região realmente não tinha paz", disse.
Além do sexo ao ar livre e uso frequente de drogas, a praça não parava de ser judiada. "Os desocupados quebravam garrafas de vidro, jogavam lixo e pichavam sem pensar duas vezes", observou Sakama. Alguns adolescentes que também participavam do vandalismo foram encaminhados aos pais e responsáveis. "Geralmente a bagunça começa depois das 21h e seguia noite adentro." Com a presença mais constante da Guarda Municipal, a expectativa dos moradores é de que a rotina volte a ser tranquila. 

(colaborou o repórter Paulo Monteiro, do jornal NOSSO DIA)
Rafael Machado - Redação Bonde

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Acidente entre dois ônibus, um caminhão e dois carros deixa dois feridos em Curitiba

Duas pessoas ficaram feridas com a batida (Foto: Fernanda Fraga/RPC)Um acidente entre dois ônibus, um caminhão e dois carros deixou dois homens feridos na Avenida Victor Ferreira do Amaral, no bairro Tarumã, em Curitiba, por volta das 7h40 desta sexta-feira (16).
Um dos feridos era passageiro do ônibus laranja (Foto: Jorge Melo/RPC)Segundo um dos motoristas envolvidos no acidente, um dos ônibus biarticulado estava parado em um ponto de ônibus. Um caminhão que vinha atrás dele desviou para a pista da esqueda para não o atingir, mas bateu de frente contra outro ônibus que vinha na direção contrária.
Outros dois carros que vinham atrás não conseguiram frear e terminaram no engavetamento.
Os feridos têm 38 e 21 anos e foram levados para o Hospital Cajuru. Um deles é passageiro do biarticulado e outro, motorista do segundo ônibus envolvido na batida. Eles tiveram ferimentos leves e não correm risco de vida.

TRAGÉDIA Aumenta para 17 o número de mortes em incêndio que destruiu prédio em Londres

Aumenta para 17 o número de mortes em incêndio que destruiu prédio em LondresA Polícia Metropolitana de Londres elevou nesta quinta-feira (15) para 17 o número de mortos no incêndio ocorrido em um edifício residencial na zona oeste da capital britânica e informou que dezenas de pessoas continuam desaparecidas. As informações são da agência de notícias EFE.

Em um pronunciamento à imprensa, o comandante Stuart Cundy indicou que o número de mortos pode aumentar. A tragédia aconteceu no edifício Grenfell, um imóvel de 24 andares e 120 apartamentos, onde viviam entre 400 e 600 pessoas.

O Corpo de Bombeiros informou hoje que não espera encontrar mais ninguém com vida no interior do edifício.


Na declaração à imprensa, Cundy também indicou que a operação de busca e resgate no imóvel levará "muito tempo" e que atualmente há equipes especializadas no local.

Após confirmar que ainda não foi possível determinar a origem do fogo, Cundy contou que as equipes especializadas levaram ao edifício cães treinados para tentar encontrar os desaparecidos

Ao ser questionado pelos jornalistas, o comandante descartou que o incidente esteja relacionado com o terrorismo, ao esclarecer que "não há nada" que indique esta hipótese.

A partir de agora, o inspetor-chefe da Polícia Metropolitana de Londres, Matt Bonner, ficará à frente das investigações, informou o comandante.

Quanto aos feridos, Cundy confirmou que "37 pessoas ainda estão recebendo tratamento, das quais 17 estão em estado crítico".

"Como já dissemos ontem, a nossa prioridade absoluta é identificar e localizar as pessoas que continuam desaparecidas", afirmou o policial.

O comandante do Corpo de Bombeiros de Londres, Dany Cotton, que também estava presente na entrevista coletiva, disse que seus efetivos vão fazer uma "busca minuciosa" e acrescentou que isso "será, obviamente, um processo muito lento e doloroso".

A primeira-ministra britânica, Theresa May, que prometeu "uma investigação adequada" sobre o trágico incidente, visitou hoje o local do incêndio, onde conversou com efetivos dos serviços de emergência.

De acordo com a imprensa britânica, os especialistas acreditam que o uso de polietileno no revestimento do edifício, que foi colocado em 2015, poderia explicar a velocidade com a qual o fogo se propagou.
Agência Brasil

MERCADO DA BOLA Palmeiras vai acionar Crefisa para pagar R$ 14 milhões por Bruno Henrique

Anunciado nesta quinta-feira pela manhã como reforço do Palmeiras, o volante Bruno Henrique deve ter a contratação bancada pela patrocinadora do clube, a Crefisa. O jogador que estava no Palermo, da Itália, assinou vínculo até 2020. O Estado apurou que a diretoria vai acionar a empresa para pagar pela vinda do atleta, em uma negociação que custará cerca de R$ 14,2 milhões.

O clube italiano foi rebaixado à Série B do país ao fim da última temporada. O descenso contribuiu para o ex-corintiano Bruno Henrique ter interesse de voltar ao futebol brasileiro. As negociações se iniciaram com o desejo palmeirense de firmar o empréstimo de uma temporada, até o acordo ser fechado com a assinatura por três anos. A confirmação foi do acerto veio nesta quarta, na página dos empresários de Bruno Henrique no Instagram.

A Crefisa já bancou a vinda de outros reforços trazidos nesta temporada, como o atacante Borja, o meia Guerra, o zagueiro Luan, o lateral Fabiano, além da compra de mais 50% dos direitos econômicos do atacante Dudu. A patrocinadora master do Palmeiras vai aplicar no clube neste ano cerca de R$ 150 milhões, entre o contrato de anunciante e a vinda de reforços para o elenco.



Bruno Henrique aguarda a abertura da janela de transferências internacionais, no dia 20, para ser apresentado. Na próxima semana o jogador já deve começar os treinos na Academia de Futebol. O técnico Cuca disse nesta quarta, após a derrota para o Santos, na Vila Belmiro, que conta com o reforço para a disputa das oitavas de final da Copa Libertadores, em julho, contra o Barcelona, do Equador.
Agência Estado

CRISE Correios projetam rombo de R$ 1,3 bilhão para 2017

Os Correios devem fechar 2017 com prejuízo de R$ 1,3 bilhão, segundo projeção do presidente da estatal, Guilherme Campos, apresentada em uma reunião nesta semana, no Palácio do Planalto. Se confirmada, será o quinto ano consecutivo em que a companhia, que foi palco inaugural do mensalão há mais de dez anos, fechará no vermelho. Nos primeiros quatro meses deste ano, o prejuízo acumulado é de R$ 800 milhões.

Para tentar reverter a crise, Campos propõe alterar o plano de saúde dos funcionários. A ideia é que a empresa, que hoje custeia, em média, 93% dos planos de funcionários, estendendo o benefício a cônjuges, filhos e pais, concentre-se em pagar 100% do benefício, porém apenas para funcionários ativos e aposentados, excluindo parentes.

"A única proposta hoje na mesa é essa: assumimos 100% do custo dos funcionários na ativa e dos aposentados e 15% do resultado do lucro da empresa iria para a folha de pagamentos para que os empregados optem por contratar com desconto o plano de parentes", afirmou Campos.


Ao ser questionado sobre quando os Correios passarão a ter lucro para que a proposta seja concreta, o presidente da estatal disse que não há como calcular, mas destacou que tem "trabalhado para que o lucro venha o quanto antes".

Do déficit de R$ 800 milhões dos quatro primeiros meses do ano, R$ 600 milhões foram referentes ao custo do plano de saúde dos funcionários. Do rombo de R$ 2 bilhões registrados em 2016 - o balanço ainda não foi divulgado -,R$ 1,8 bilhão, segundo o presidente, é consequência do custo dessa cobertura estendida do plano de saúde.

Campos defende um acordo com funcionários para resolver a situação. "[Sem acordo] o plano de saúde vai representar a morte da empresa", afirmou. A explicação para o alto custo do plano de saúde era justamente a inclusão dos pais dos empregados na cobertura. A proposta da estatal representaria economia de um terço do déficit da empresa, ou cerca de R$ 600 milhões, segundo o executivo.
Agência Estado

TEM A RECEBER? Primeiro lote de restituição do IR será liberado nesta sexta

Primeiro lote de restituição do IR será liberado nesta sextaO crédito bancário do primeiro lote de restituição de Imposto de Renda (IR) deste ano será liberado nesta sexta-feira (16). Segundo a Receita Federal, a restituição será para 1.636.218 contribuintes, totalizando mais de R$ 3 bilhões. O lote contempla também restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2016.

Neste primeiro lote estão contribuintes com prioridade: mais de 1,527 milhão de idosos e 108.513 pessoas com alguma deficiência física, mental ou moléstia grave.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na internet, ou ligar para o Receitafone, no número 146. Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nessa hipótese, o contribuinte pode fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.


A Receita disponibiliza ainda aplicativo para tablets e smartphones, que facilita a consulta às declarações do IR e à situação cadastral no CPF. Com ele, será possível consultar diretamente, nas bases da Receita Federal, informações sobre a liberação das restituições e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá fazer requerimento, pela internet, utilizando o Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contactar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento, nos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (exclusivo para pessoas com deficiência auditiva), para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.
Kelly Oliveira - Agência Brasil

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Em Cornélio Procópio, motociclista sofre queda na Avenida Dom Pedro I

Por volta das 16h de quarta-feira (14), a equipe do SAMU de Cornélio Procópio foi acionada para atender um motociclista que sofreu uma queda no início da Avenida Dom Pedro I, na junção com a Rua Bento Ferraz de Campos, próximo à linha férrea.

Ao chegarem ao local, os socorristas encontraram o motociclista caído, ainda com o capacete, o que é extremamente recomendável, estando o mesmo consciente e orientado, sendo amparado por populares.

Segundo s socorristas, a vítima sofreu escoriações em perna e braço direito, sem gravidade.

Conforme relato do motociclista, no momento do acidente ele trafegava no sentido centro e a sua frente teria outra moto, que freou bruscamente e para evitar uma colisão, ele também freou o seu veículo, que derrapou, vindo sofrer a queda.

Após receber os primeiros socorros, o motociclista foi devidamente imobilizado e conduzido a Santa Casa para tratamento de seus ferimentos, informou a equipe do SAMU.

Tentativa frustrada de fuga deixa a PM e agentes carcerários em alerta na cadeia pública de Cornélio Procópio

De acordo com informações, na tarde de quarta-feira (14), presos da cadeia pública tentavam cortar a grade de proteção em uma tentativa de fuga. Simultaneamente um indivíduo tentava abrir um buraco no muro do presídio para facilitar a saída dos detentos.

Ação acabou sendo frustrada, pois os agentes carcerários e a equipe da Polícia Militar que faz a segurança do local perceberam a movimentação dos presos, além de serem avisados do indivíduo que tentava abrir o buraco no muro, o qual rapidamente deixou o local e não foi mais visto, apesar dos policiais realizarem uma varredura na região na tentativa de encontra-lo.

Santo Antônio da Platina volta à luta pelo curso de Medicina

A estadualização do Hospital Regional do Norte Pioneiro, confirmada pelo secretário estadual de Saúde Michele Caputo Neto no dia 30 de maio, reascendeu a discussão pela tão sonhada faculdade de Medicina na região.

Autor da proposta que defendeu a instalação do Campus da Universidade Federal do Paraná (UFPR) em Santo Antônio da Platina (91 Km de Cornélio Procópio), ao longo dos últimos três anos, o professor e ex-vereador Aguinaldo Roberto do Carmo disse que sempre acreditou no projeto e, como avalia, agora está mais próximo de se tornar realidade.

Tudo começou em 2013 com uma grande mobilização que envolveu políticos, empresários, associações e lideranças comunitárias no objetivo de fazer com que Santo Antônio da Platina se tornasse sede para a faculdade de Medicina anunciada pela Universidade Federal do Paraná (UFPR).

O movimento ganhou repercussão regional e fez com que mais duas cidades da região, Bandeirantes e Cornélio Procópio entrassem no páreo. No entanto, em 2014 o sonho começou a ficar mais distante após o governo federal anunciar a instalação da unidade em Toledo, no Oeste do Estado. O movimento perdeu força e a população se frustrou, Carmo, porém, não desanimou e disse que a decisão seria apenas a primeira etapa a superar na batalha pela conquista da universidade.

Para o professor, a estadualização do HRNP reabre as portas para a criação do curso de Medicina e, consequentemente, para o desenvolvimento socioeconômico no Norte Pioneiro. "Quando discutimos a criação da faculdade na região a visão é muito mais ampla, o foco é a qualidade de vida dos moradores. Temos um dos piores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do Estado, e uma faculdade de Medicina em Santo Antônio da Platina pode transformar radicalmente essa realidade, seja essa instituição de ensino superior da esfera federal, estadual ou até mesmo uma instituição privada", pondera.

Aguinaldo do Carmo avalia que o momento é de unir forças novamente na luta pelo curso, entretanto, entende que a decisão é estritamente política. "Quando surgiu a confirmação da possibilidade real de Santo Antônio da Platina ganhar uma faculdade de medicina, a região toda se mobilizou e demonstrou a sua força. Uma comissão da UFPR visitou a cidade, e o parecer ao projeto foi favorável. No entanto, o que prevaleceu foi a decisão política e acabamos ficando fora da disputa. Por isso é que devemos cobrar dos nossos representantes: prefeito, vereadores, deputados estadual e federal e até mesmo do governador Beto Richa, pois mais uma vez será deles (a classe política) a decisão", adverte.

O presidente da Associação dos Municípios do Norte Pioneiro (Amunorpi) Mario Augusto Pereira, prefeito de Ribeirão Claro, disse que a entidade sempre apoiou a iniciativa do professor Aguinaldo Roberto do Carmo, e que a discussão por uma faculdade de Medicina no Norte Pioneiro com a estadualização do Hospital Regional não deve se resumir tão somente aos interesses da UFPR (Universidade Federal do Paraná). "O professor Aguinaldo sempre terá o apoio da Amunorpi. Uma faculdade de Medicina na região é sinônimo de transformação na vida dos moradores e, com a estadualização do HRNP, Santo Antônio da Platina passa a ter todos os requisitos para pleitear uma universidade. Se a proposta com a UFPR não prosperou, devemos correr atrás de outros parceiros", defende Pereira.

O Hospital Regional do Norte Pioneiro possui uma Unidade de Terapia Neonatal, um Centro de Hemodinâmica e concluiu recentemente as obras de uma UTI adulta que deve entrar em funcionamento nos próximos meses. Além do HRNP, o município conta ainda com a estrutura do Hospital Nossa Senhora da Saúde, uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) recém-construída pelo governo federal e oito Unidade Básicas de Saúde (UBS).

Com a estadualização do Hospital Regional do Norte Pioneiro, os municípios que integram a 19ª Regional de Saúde deixarão de desembolsar algo em torno de R$ 110 mil mensais para a manutenção da casa de saúde, recursos que poderão ser revertidos na Política Nacional de Atenção Básica (PNAB) aos moradores, por exemplo.

A unidade administrada pelo Cisnorpi (Consórcio Intermunicipal de Saúde do Norte Pioneiro) passa a ser gerida pela Funeas (Fundação Estatal de Atenção em Saúde do Estado do Paraná) e receberá mais investimentos. O processo de transição já foi iniciado e a previsão para a conclusão é de 270 dias, segundo o secretário estadual de Saúde Michele Caputo Neto.

O Hospital Regional do Norte Pioneiro é o único administrado por um Consórcio Intermunicipal de Saúde em todo o Estado. A unidade possui 73 leitos, sendo 10 de UTI neonatal, 38 leitos obstétricos, 17 clínico-cirúrgicos e oito de pediatria para atendimento aos recém-nascidos.

Conforme o Cisnorpi, as negociações para o governo estadual assumir a gestão do HRNP tiveram início há cinco anos. No entanto, o acordo só foi possível em razão do equilíbrio nas finanças da entidade e o aumento na taxa de ocupação da estrutura em mais de 80%.

Em 2015, médicos, enfermeiros e servidores do HRNP cruzaram os braços em protesto pelo atraso no recebimento de salários, e, os prefeitos da Amunorpi (Associação dos Municípios do Norte Pioneiro) cogitaram a possibilidade real de o Hospital Regional fechar definitivamente suas portas. Além do atraso nos salários dos funcionários, havia dívidas com fornecedores e o rombo nas contas da entidade girava em torno de R$ 2 milhões.

Entretanto, nos últimos dois anos, o Cisnorpi conseguiu colocar as finanças em dia. A manutenção mensal é de aproximadamente R$ 1 milhão, sendo 90% do montante custeado pelo Estado.

'Estamos abertos a ouvir e dialogar sobre as demandas', diz diretor da UFPR.

Procurado, o professor Helton José Alves, diretor de Apoio aos Campi Avançado da UFPR (Universidade Federal do Paraná), disse que no final do ano passado a universidade passou por uma consulta pública junto à comunidade da instituição para a definição da nova reitoria, que tomou posse em dezembro de 2016. Nesse processo, a nova administração não possui o histórico das demandas ocorridas nos anos anteriores, e destacou que a UFPR está aberta a ouvir os interesses das comunidades, solicitando que se manifestem para a instituição.

Ele ressaltou que não integrava o grupo administrativo anterior, mas lembrou que em 2015 a UFPR instalou curso de Medicina em Toledo, no oeste do Estado, a partir de discussões que foram realizadas entre 2013 e 2014. Alves citou ainda que em quatro dos cinco campi que a instituição possui fora de Curitiba foram implantados novos cursos e, devido à falta de repasses por parte do MEC (Ministério da Educação), não estão conseguindo atender às demandas para a contratação de professores, servidores e de recursos. Essas necessidades estão sendo levadas ao governo federal, mas não estão sendo atendidas. "No atual momento ainda não se fala em novas expansões da universidade. Precisamos garantir os compromissos que já foram assumidos", destacou.

Alves também disse ter conhecimento sobre a demanda do campi no Norte Pioneiro, porém, "eu não participava da gestão e não sei os motivos da discussão não ter ido adiante. Apesar do atual momento não ser propício, estamos abertos a ouvir essas demandas e dialogar sobre elas", reforçou.

Em reportagem publicada pela Folha Norte Pioneiro em 2014 (19/03/2014), os prefeitos das três, cidades que disputavam o novo campi da UFPR - Cornélio Procópio, Bandeirantes e Santo Antônio da Platina - cobravam respostas por parte do governo federal. Na época, a direção da Universidade Federal do Paraná (UFPR) disse, por meio de nota enviada por sua assessoria de imprensa, que o relatório sobre o projeto tinha sido encaminhado ao Ministério da Educação, a quem caberia a palavra final sobre o assunto. "Não há nada definido porque tudo depende de uma resposta do MEC, uma vez que envolve recursos desse ministério", dizia a nota. (Célia Guerra/Reportagem Local - Luiz Guilherme Bannwart / Especial para a FOLHA DE LONDRINA)

STJ abre inquéritos para investigar Beto Richa e Mário Negromonte

Foto: (Reprodução/RPC TV)Superior Tribunal de Justiça (STJ) autorizou nesta quarta-feira (14) a abertura de dois inquéritos para investigar o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), e o conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia Mário Negromonte (ex-ministro das Cidades e ex-deputado federal).
As duas investigações foram pedidas pelo vice-procurador-geral da República, José Bonifácio Andrada, com base nas delações premiadas de ex-executivos da contrutora Odebrecht. Como os inquéritos são sob sigilo, não há detalhes sobre o que será apurado.
O G1 procurou as assessorias de Beto Richa e de Mário Negromonte e aguardava resposta até a última atualização desta reportagem.
O ministro Og Fernandes é o relator da investigação sobre o governador Beto Richa e autorizou a coleta das provas pedidas pela Procuradoria-Geral da República.
No caso de Mário Negromonte, o relator é o minsitro Napoleão Nunes Maia, que também autorizou a coleta de provas.
Governador de Goiás
Mais cedo, nesta quarta, o vice-procurador-geral da República, José Bonifácio Andrada, pediu ao STJ a abertura de inquérito para investigar o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), também com base nas delações da Odebrecht.
Em nota, a defesa de Perillo disse que o pedido, baseado em delação, causa "perplexidade". Afirmou, ainda, que o governador não tem "nenhuma preocupação" com o que foi dito por delatores.

CASOS DE CONTAMINAÇÃO UE ameaça novas restrições à carne brasileira

Reprodução/PixabayUma auditoria da União Europa descobriu mais de cem casos de contaminação da carne brasileira e Bruxelas ameaça impor novas restrições aos produtos. O resultado da auditoria foi apresentado na segunda-feira para os ministros de Agricultura da Europa que, numa reunião em Luxemburgo, deixaram claro que estão preocupados com a situação sanitária das exportações do Brasil. O levantamento, realizado em maio em fazendas e frigoríficos brasileiros, concluiu que o controle é "insatisfatório" e que, mesmo depois da Operação Carne Fraca, o governo não implementou o prometido.

Na segunda-feira, o Estado revelou com exclusividade que a Comissão Europeia enviou uma carta ao ministro da Agricultura, Blairo Maggi, deixando claro sua preocupação após a auditoria. A missão foi enviada depois da eclosão da Operação Carne Fraca, em março, revelando corrupção envolvendo fiscais. "Como o resultado da auditoria não foi considerado satisfatório, a comissão indicou que novas ações eram necessárias por parte das autoridades brasileiras", indicou a UE.

Na carta a Blairo, obtida pelo Estado, os europeus insistem que o governo não tomou as medidas que havia prometido, ainda em março. Num tom direto e duro, os europeus alertam que a "credibilidade" dos controles no País foi colocada em dúvida e que, mesmo depois do escândalo, as ações não foram implementadas.


Diante da situação, a Europa quer agora que o Brasil interrompa toda a exportação de carne de cavalo para o mercado europeu. Bruxelas também exige que nenhuma nova empresa solicite entrar na lista de exportadores de frango ou carne bovina. Das empresas que ainda têm o direito de vender, a Europa vai exigir testes microbiais em 100% das exportações. Todos os contêineres terão de ser acompanhados por certificados de saúde antes mesmo de deixar o Brasil.

Durante a reunião, delegações expressaram preocupação com a fraude. Alguns, porém, pediram uma atitude ainda mais dura por parte da Comissão Europeia em relação às autoridades brasileiras. Em resposta, a comissão indicou que vai "monitorar de perto a situação". Num relato publicado sobre o encontro, Bruxelas também indicou que "se o Brasil fracassar em cumprir os pedidos da Europa, ações mais decisivas poderiam ser consideradas".

Durante a auditoria, feita no começo de maio, mais de cem casos de Salmonella e E. Coli foram registrados nas carnes brasileiras.

Procurado, o Ministério da Agricultura não se pronunciou. Blairo estava na China. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

3º ENBUS LONDRINA Museu de Arte sedia exposição de ônibus antigos e novos

DivulgaçãoO Museu de Arte de Londrina irá sediar, no próximo sábado (17), a partir das 9 horas, o Encontro Nacional dos Busólogos - 3º Enbus Londrina 2017 – O Nosso Olhar. O evento não tem fins lucrativos, possui entrada gratuita e é destinado aos admiradores de ônibus (busólogos), empresas participantes e visitantes. O objetivo é aproximar as pessoas ao tema Busologia e também contribuir com a preservação da memória coletiva do espaço da antiga rodoviária.

O público poderá visitar uma exposição de ônibus antigos e novos no espaço do Museu de Arte e ao redor da Praça Rocha Pombo, que forma um conjunto integrado ao evento. O encontro contará com a participação de 300 busólogos e estima-se que cerca de 2 mil pessoas circulem no Museu de Arte durante o evento.

Segundo a diretora de Ação Cultural, da Secretaria Municipal de Cultura, Maria Luisa Alves Fontenelle, sediar encontros como este é importante para lembrar e ressaltar a importância do prédio que hoje abriga o Museu de Arte de Londrina, mas que foi a segunda rodoviária da cidade, entre as décadas de 50 e 80. "O encontro recebe participantes do Brasil inteiro, reúne empresas de ônibus de todo o país, que além de exporem os ônibus antigos, apresentam a tecnologia dos novos ônibus", ressaltou. Maria Luisa disse ainda que os visitantes terão a oportunidade de conhecer e fotografar os veículos, além de conversar com os representantes das empresas de ônibus.
Este ano, 18 empresas já confirmaram participação no evento: Grupo Garcia Brasil Sul, Mercedes-Benz, Guerino Seiscento, Expresso Royal, Rodo Service, StarSolar, Transportes Coletivos Grande Londrina, RodeRotas, Transline, Livebus, Cantelle, Destak Miniaturas, Paraná Auto Escola, Style Bus, Expresso Itamarati, Rádio Ônibus, JeanBuss e Artes Mil Cursos & Artesanatos. 

Os participantes são de 11 estados: Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Distrito Federal, Santa Catarina, Bahia, Pernambuco, Rio de Janeiro, Minas Gerais, e de mais de 50 cidades. Além da exposição, estão programadas palestras com o fotógrafo e designer, Wilson Grandi, com o historiador e pós-graduado em Patrimônio e História pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), Cristiano Aparecido do Nascimento, e com o especialista na área de Transportes Rodoviários, Arceni Novais de Souza, que comentará sobre Aplicativos de Transporte X Transportes de Passageiros. 

Durante o evento também serão realizadas apresentações culturais, distribuição de brindes e sorteios. O evento é realizado desde 2015 e já recebeu busólogos de várias regiões, como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pernambuco, Espírito Santo, Rondônia, Paraná, Goiás, Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Distrito Federal e Rio Grande do Sul.

RELIGIÃO Papa Francisco nomeia novo Arcebispo de Londrina

Reprodução/FacebookLondrina já tem um nome para ser o novo Arcebispo de sua Arquidiocese. O Papa Francisco nomeou nesta quarta-feira (14) Dom Geremias Steinmetz, que deverá ser transferido da Diocese de Paranavaí.

A sede de Arcebispo de Londrina estava desocupada desde novembro do ano passado, quando Dom Orlando Brandes foi nomeado Arcebispo de Aparecida.

O novo Arcebispo já tem compromisso marcado em Londrina. Dom Geremias deverá acompanhar a preparação ao 14º Intereclesial das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) e dar continuidade às Santas Missões Populares promovidas pela Arquidiocese.

(Com informações da Arquidiocese de Londrina)

SE BEBER, NÃO DIRIJA' Vereadores querem obrigar bares a ostentar avisos contra mistura de álcool e direção

Divulgação/CMLBares, casas de show e estabelecimentos do segmento instalados em Londrina poderão ser obrigados a expor, em locais visíveis, orientações sobre o risco da combinação entre álcool e direção. A conscientização seria resumida na frase: "Se for beber, não dirija. Se for dirigir, não beba". O projeto foi protocolado na Câmara Municipal pelos vereadores Mario Takahashi (PV) e Felipe Prochet (PSD).

Ainda segundo a proposta, quem descumprir a determinação estará sujeito às seguintes sanções: correção por escrito para sanar a irregularidade em até 10 dias úteis, multa de R$ 100, que pode ser dobrada em casos de reincidência, e aumento para R$ 400 até que o aviso seja colocado. Segundo Takahashi, o projeto é uma oportunidade para fomentar a criatividade. "Não há uma regra para estampar a advertência. Pode ser em telões ou até mesmo pelo sistema de áudio, mas sempre perto de onde as bebidas são consumidas."

Para o presidente da Câmara, a intenção é "estabelecer uma parceria para diminuir, ou pelo menos tentar, o número de acidentes". Takahashi adiantou que, junto com Prochet, teve a cautela "para não exigir nenhum gasto exorbitante para o proprietário". "O único objetivo é incentivá-lo a abraçar a causa."

Para o presidente da Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar) do Paraná, Fábio Aguayo, a iniciativa é "desnecessária" e o debate precisa ser ampliado. "A combinação de álcool e direção, infelizmente, não está restrita apenas aos estabelecimentos comerciais. Muitas festas que ocorrem em residências ou chácaras não serão atingidas pela lei. Somos a favor de qualquer medida para combater esse mal, mas, caso seja aprovada, a lei vai onerar o empresário e provocar poluição visual", avaliou.

Conforme Aguayo, "só a instalação de placas não adianta". Ele defende a intensificação da fiscalização por meio mais blitze. "O que resolve efetivamente é a fiscalização", concluiu.
Rafael Machado - Redação Bonde

terça-feira, 13 de junho de 2017

PROCESSO DE 2013 Eike Batista volta a ser julgado nesta terça

José Cruz/Agência BrasilO julgamento do empresário Eike Batista por uso de informação privilegiada na negociação de ações da empresa de construção naval OSX será retomado nesta terça-feira (13). O resultado foi suspenso por um pedido de vista na sessão de 25 de abril. O relator do caso, Henrique Machado, votou pela condenação de Eike ao pagamento de multa de R$ 21 milhões e inabilitação por cinco anos.

O processo aberto em 2013 pela CVM deu origem a uma ação penal ainda em curso contra o empresário por crime contra o mercado de capitais. Eike foi preso em janeiro, mas pagou fiança de R$ 52 milhões e agora está em prisão domiciliar. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

FIQUE ATENTO! Prazo para renovação de contratos do Fies termina sexta-feira

O prazo para renovação dos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) acaba na próxima sexta-feira (16). Inicialmente, a renovação terminaria no dia 31 de maio, mas foi prorrogada para garantir que os alunos concluíssem o processo. Naquela ocasião, cerca de 82% dos estudantes havia renovado os contratos de financiamento.

Os contratos do Fies devem ser renovados a cada semestre e o pedido de aditamento é feito inicialmente pelas faculdades. Em seguida, os estudantes devem validar as informações inseridas pelas instituições no Sistema Informatizado do Fies (SisFies).

No caso de aditamento não simplificado, quando há alteração nas cláusulas do contrato – como mudança de fiador, por exemplo –, o estudante precisa levar a documentação comprobatória ao banco para finalizar a renovação. Já nos aditamentos simplificados, a renovação é formalizada a partir da validação do estudante no sistema.



Além de renovar os contratos vigentes, também será possível, até essa data, fazer a transferência integral de curso ou de instituição de ensino, bem como solicitar a dilatação do prazo de utilização do financiamento.
Agência Brasil

OPORTUNIDADE Secretaria do Idoso promove curso para uso de celular e aplicativos

Reprodução/PixabayAs pessoas acima de 60 anos que desejarem obter mais conhecimentos sobre o uso de celulares e seus aplicativos podem se inscrever no curso "Idoso Conectado", que a Secretaria Municipal do Idoso está oferecendo.

As inscrições estão abertas e ainda há vagas disponíveis. Os idosos podem se inscrever na sede do CCI Oeste ou pelo telefone (43) 3375-0334. As linhas de ônibus 308 ou 314 passam pelo local. Inicialmente, a turma será formada com 15 pessoas.

As aulas acontecerão no dia 21 de junho, às 14 horas, na sede do Centro de Convivência da Pessoa Idosa da Região Oeste (CCI Oeste), que fica na Rua Serra Pedra Selada, 111, no Jardim Bandeirantes. Ao todo, serão quatro encontros com 1h30 de duração.
De acordo com o gerente de Atenção à Pessoa Idosa e professor do curso, Cleir Brandão, mesmo que todas as vagas sejam preenchidas, os organizadores estão formando uma lista de espera, pois a intenção é que o curso seja realizado mais vezes e nos dois Centros de Convivência do Idoso. "Este é um curso para que idosos tenham mais conhecimento sobre os aparelhos celulares e os aplicativos disponíveis no mercado. É uma forma de mantê-los incluídos digital e socialmente, além de dar mais autonomia e acesso à informação", explicou.

Nas aulas, os participantes poderão trazer suas demandas e dúvidas. Assim, o ministrante poderá ajudá-los direcionando o conhecimento, para que eles encontrem as informações úteis às tarefas do dia a dia como, por exemplo, formas de obter mais detalhes sobre seus direitos, serviços disponíveis na rede pública municipal e atividades de lazer.

A intenção é mostrar a possibilidade de aplicativos como o Estatuto do Idoso, a cartilha antiquedas, jogos que previnem doenças degenerativas e problemas de memória, serviços municipais que estão disponíveis pela internet e outras ferramentas. "É uma nova forma de comunicação que pode dar mais protagonismo e independência a eles", finalizou o professor do curso.

Segundo a secretária municipal do Idoso, Nádia Oliveira de Moura, a iniciativa faz parte da ideia de fomentar atividades sociais que envolvam o idoso e os mantenham ativos, gerando assim mais qualidade de vida no envelhecer. "A gestão do prefeito Marcelo, em relação ao idoso, tem como objetivo fomentar ações que auxiliem na prevenção de doenças e que estimulem as pessoas idosas a estarem em um convívio ativo e saudável, por isso aqueles que procurarem os Centros de Convivência encontrarão diversas atividades, desde dança, oficinas para a memória, cursos como esse para o uso de celulares e tantas outras atividades que estimulam o aprendizado e a convivência saudável. Assim garantimos aos idosos, aprendizado, divertimento e um processo de envelhecimento com saúde", disse.
N.Com

90% DA POPULAÇÃO-ALVO Paraná bate meta de vacinação contra a gripe

O Paraná bateu a meta de vacinar 90% da população-alvo da campanha de vacinação contra a gripe. Até a manhã desta segunda-feira (12), o Estado já tinha vacinado 2,7 milhões de pessoas. Na última semana, a campanha foi ampliada e passa a contemplar também cobradores e motoristas de ônibus de transporte público, cuidadores de pessoas vulneráveis (como idosos e acamados) e população em situação de rua. Em Londrina, o balanço da cobertura vacinal será divulgado nesta terça-feira (13).

"Além do Paraná, apenas outros três estados do Brasil atingiram a nova meta de vacinação estabelecida pelo Ministério da Saúde para a campanha 2017. Mas o trabalho não acabou. Quem ainda não procurou a unidade de saúde, deve ser vacinar o quanto antes", enfatiza o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto.

Os piores índices ainda estão entre as gestantes e as crianças. Apenas 73% das mulheres grávidas e 75% das crianças entre seis meses e quatro anos de idade foram vacinadas. A superintendente de Vigilância em Saúde, Júlia Cordellini, explica que esses públicos são as maiores preocupações no momento. "Os sintomas da gripe podem evoluir mais rápido em crianças ou durante a gravidez e levar a quadros graves da doença", afirma.



Prevenção – Júlia Cordellini também ressalta que mesmo com a vacinação os cuidados para prevenir a gripe devem continuar – principalmente com a queda nas temperaturas e a aproximação do inverno. "É necessário lavar as mãos frequentemente com água e sabão. Outra orientação é cobrir a boca e o nariz com um lenço descartável quando for tossir ou espirrar", destaca.

As superfícies e objetos que entram em contato frequente com as mãos, como mesas, teclados, maçanetas e corrimãos, devem ser limpos com álcool. Objetos de uso pessoal, como copos, talheres e alimentos não devem ser compartilhados. Também é necessário evitar ambientes fechados e com aglomeração de pessoas.

Casos – Do início do ano até o dia 2 de junho, já foram contabilizados 105 casos de gripe no Estado. Desses, 92 correspondem ao vírus Influenza A (H3) Sazonal. No mesmo período, foram confirmados 10 óbitos pela doença: Curitiba (1), Imbituva (1), Foz do Iguaçu (1), Paranavaí (1), Maringá (2) e Londrina (4).
Redação Bonde com AEN