quarta-feira, 26 de julho de 2017

OITO MESES DE INVESTIGAÇÕES Polícia Civil prende oito pessoas com mais de 700 kg de maconha no Paraná

Reprodução/Denarc LondrinaInvestigadores da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), da Força Especial de Repressão Antitóxico (Fera) Londrina e da Polícia Civil de Umuarama prenderam seis pessoas na manhã desta terça-feira (25) suspeitas de participarem de uma quadrilha que mexia com o tráfico de drogas em várias cidades do Paraná. Em Matinhos, no Litoral do Estado, dois integrantes do esquema criminoso foram detidos em flagrantes com 730 kg de maconha. Cerca de 35 kg foram localizados em uma geladeira.
Reprodução/Denarc LondrinaSegundo as investigações, que perduraram por oito meses, a droga saía de Umuarama, no Noroeste, e era transportada até Matinhos. De lá, o entorpecente abastecia o tráfico em Curitiba e Londrina, onde um vendedor foi preso em um bar da Avenida Jamil Scaff, zona leste da cidade. No total, oito pessoas foram encaminhadas para a cadeia, sendo três mulheres e cinco homens.

Além de maconha, os policiais apreenderam R$ 36 mil. A Denarc também cumpriu mandados de prisão preventiva contra dois detentos da Penitenciária Estadual de Londrina (PEL) 2 e um que atualmente está na cadeia pública de Ivaiporã. Eles também faziam parte da organização.

GOVERNO QUER MANTER AGU recorre contra liminar que suspende aumento de impostos sobre combustíveis

A Advocacia-Geral da União (AGU) recorreu ao Tribunal Regional Federal (TRF-1), sediado em Brasília, para anular a decisão que suspendeu nesta terça-feira (25) o aumento das alíquotas do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) sobre a gasolina, o diesel e o etanol, anunciado pelo governo na quinta-feira (20).
A suspensão foi determinada na manhã desta terça pelo juiz Renato Borelli, da 20ª Vara Federal no Distrito Federal, a partir da motivação de uma ação popular protocolada por um cidadão.

Para o magistrado, o reajuste deveria ter entrado em vigor em 90 dias e não poderia ter sido aprovado por meio de um decreto presidencial, mas por lei ordinária.



A previsão do governo é arrecadar mais R$ 10,4 bilhões com o aumento do PIS/Cofins sobre os combustíveis, de modo a conseguir cumprir a meta fiscal de déficit primário de R$ 139 bilhões para este ano.
André Richter - Agência Brasil

Política 26/07/2017 Juiz anula venda de ações da Sercomtel para Banestado e condena Belinati

Arquivo FOLHA - Venda de 2,4 milhões de ações preferenciais da Sercomtel por Antonio Belinati, em 1998, resultou em prejuízo ao erário de mais de R$ 30 milhõesVenda de 2,4 milhões de ações preferenciais da Sercomtel por Antonio Belinati, em 1998, resultou em prejuízo ao erário de mais de R$ 30 milhões


Em sentença proferida nesta terça-feira (25), o juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Londrina, Marcos José Vieira, anulou a venda de 2,4 milhões de ações preferenciais da Sercomtel para a Banestado Corretora, ocorrida em 1998, que resultou em prejuízo ao erário de mais de R$ 30 milhões – em valores atualizados – e condenou por improbidade administrativa o ex-prefeito Antonio Belinati (1997-2000), responsável pela transação.

A decisão se deu em ação popular protocolada em 2003 por quatro eleitores de Londrina – os mesmos que em 2000 fizeram à Câmara o requerimento de cassação do mandato de Belinati – e em ação por improbidade administrativa ajuizada em 2004 pelo Ministério Público de Londrina. Os processos foram reunidos porque tratavam do mesmo assunto: irregularidades no contrato de compra e venda das ações.

Por cautela, o juiz determinou à Sercomtel que torne indisponíveis "as 2.400.000 ações preferenciais titularizadas pela Banestado Corretora, obstando-se a sua transferência a terceiros até final julgamento da ação". Ele também define que "a recuperação dos R$ 12.024.000,00 pagos ao Município de Londrina deverá ser buscada em ação própria".

O magistrado entendeu que o contrato, na verdade, dissimulava um empréstimo feito pela Banestado Corretora ao município e à Sercomtel e que "a ilegalidade e a lesividade desse negócio jurídico são evidentes", já que além burlar a Lei de Licitações também afrontou um série de normas financeiras que proíbem corretoras de títulos e valores mobiliários de efetuar empréstimos.

As ações repassadas à Banestado Corretora serviram de caução ao empréstimo. A Sercomtel emitiu 2,4 milhões de ações preferenciais ao preço de R$ 5,00 cada uma. A corretora pagou por elas R$ 12 milhões em 27 de maio de 1998. Pelos termos do contrato, a prefeitura poderia resgatar as ações até 23 de novembro do mesmo ano, por R$ 5,73 cada um, o que não ocorreu. Mais tarde, a Banestado Corretora, então, pagou mais R$ 0,01 por cada ação, e as arrematou.

Tal situação causou prejuízo à Sercomtel de R$ 9.240.000,00, já que o preço mínimo de cada ação era de R$ 8,86, conforme cálculo previsto na Lei Municipal 6.666/1996. Atualizado, este valor chega a R$ 30 milhões, conforme anotou o juiz em sua decisão. "Negócio jurídico esse que mascarou não só uma compra e venda de valores mobiliários realizada à margem do procedimento licitatório, senão também uma operação de empréstimo de dinheiro ao Município de Londrina absolutamente irregular!"

Ao interpor a ação, o MP sustentou que sequer havia motivo para um empréstimo, uma vez que poucos dias antes, em 14 de maio, a Sercomtel havia vendido 45% de suas ações para a Copel por R$ 186 milhões – aliás, dinheiro que desapareceu dos cofres da prefeitura em pouco tempo e, segundo investigação do MP, teria sido desviado em licitações fraudulentas para campanhas eleitorais de políticos ligados a Belinati.

Em sua decisão, o magistrado citou trecho de sentença do juiz Sérgio Moro, que em 2005, condenou diretores da corretora por gestão fraudulenta ao firmar o contrato com a Prefeitura de Londrina. Citou trechos daquela sentença, como a parte em que Moro afirma haver "prova nos autos de que a contratação foi motivada mais para resolver um problema de caixa do Município de Londrina do que propriamente para a transferência da propriedade de ações da Sercomtel".

O juiz ainda concluiu que a "participação dolosa do réu Antonio Casemiro Belinati, então prefeito municipal, na celebração do contrato ora invalidado restou suficientemente provada". "...o réu, mesmo ciente da ilegalidade da alienação das ações preferenciais por preço bem inferior ao seu valor nominal, assinou o ilícito instrumento. Mais que isso, ignorando a existência de plena disponibilidade de caixa da prefeitura deixou o requerido escoar o prazo limite (23.11.1998) para resgate das ações, solicitando pessoalmente fossem elas transferidas para a titularidade da Banestado Corretora", escreveu o magistrado. "Não há como fugir à constatação de que a conduta do requerido Antonio Casemiro Belinati foi extremamente nociva ao interesse público."

Belinati foi condenado às penas da Lei de Improbidade Administrativa: perda de eventual cargo público; suspensão dos direitos políticos por sete anos; pagamento de multa civil correspondente a 20% do valor do dano, ou seja, mais de R$ 1,8 milhão, valor que deve ser corrigido desde maio de 1998 (e se aproximar dos R$ 6 milhões).

PELO MENOS R$ 30 MIL Colégio Aplicação da UEL apura supostos desvios em doações de pais de alunos

O Colégio de Aplicação Pedagógica, da Universidade Estadual de Londrina (UEL), apura um possível desvio de recursos das doações de pais de alunos, estimado em R$ 30 mil. A servidora, que não teve o nome divulgado, teria feito um cartão bancário para a movimentação desses valores.
Uma reunião foi feita com pais de alunos em 12 de julho para explicar o caso. O desfalque teria ocorrido na conta bancária em que são depositadas as doações feitas no momento da rematrícula dos estudantes, que ocorre entre outubro e novembro de cada ano. O teto da contribuição não ultrapassa 10% do salário mínimo, mas o valor é definido por cada pai. "A última [em 2016] tinha um valor máximo de R$ 70. Tem gente que doa o teto, tem gente que doa R$ 10, R$ 30", explica o primeiro tesoureiro da Associação de Pais, Mestres e Funcionários (APMF) , Jorge Luiz Rivail de Oliveira.

Segundo ele, os recursos são utilizados para manutenção da escola, a exemplo de reparos de emergência e da compra de suprimentos para merenda ou higiene. "Já compramos ventilador, já trocamos o piso de uma sala toda com isso", afirma. "São coisas para uso da escola em benefício do aluno."



Oliveira diz que a associação aguarda o levantamento dos possíveis desfalques. A servidora, acrescenta, tinha total confiança da direção e da APMF e apresentava regularmente os saldos da conta, mas não o extrato detalhado. "No dia 4 [de julho], pegamos os extratos e constatamos saques indevidos." Ainda segundo o tesoureiro, havia sempre negativa de entregar o detalhamento da movimentação bancária e houve até mesmo cheque devolvido que não chegou ao conhecimento da direção.

A APMF registrou boletim de ocorrência, que corre no 1º Distrito Policial, para apurar possível estelionato. O delegado Edgar Soriani afirma que a advogada que representa os denunciantes ainda não encaminhou petição com mais informações sobre o caso. "Até o momento, foi noticiado o fato de que teria havido desvio de dinheiro, mas ainda não houve o registro do que ocorreu." Oliveira afirma que a entidade aguarda o fim da investigação interna para, em seguida, encaminhá-la para a delegacia e para o Ministério Público (MP).

O diretor do Colégio Aplicação, Edmilson Lenardão, diz que as suspeitas começaram há cerca de três meses. De acordo com ele, como os recursos são provenientes de doações e não de repasses governamentais, não havia acesso direto à movimentação da conta, dificultando a fiscalização. "Em fundos públicos, como há controle mais rigoroso, não foram encontradas suspeitas de irregularidades."

Lenardão acrescenta ainda que a auditoria interna da UEL vai fazer a verificação das contas. O relatório, se confirmar as irregularidades, será levado para a Polícia Civil e para o Ministério Público. Em âmbito administrativo, se confirmadas as evidências, deve ser aberta uma sindicância, seguida de um processo administrativo disciplinar.

A diretora do Núcleo Regional de Educação (NRE), Lúcia Cortez, explica que o Colégio Aplicação, embora seja estadual e que também tenha servidores da Secretaria Estadual da Educação, é gerido pela UEL e tem servidores de lá. Ela diz que o NRE ainda não foi notificado da ocorrência e que a funcionária suspeita é vinculada à UEL.

A funcionária, que trabalhava no colégio desde 2013, estava afastada por força de licença especial e, em seguida, entrou em férias. O retorno ao trabalho ocorrerá nesta sexta-feira (28), mas ela não deve voltar para o Aplicação devido às suspeitas levantadas – como é funcionária da UEL, deve ser remanejada para outro setor.

O diretor lamenta o episódio ocorrido com o fundo de doações, já que os recursos são usados para melhorias em relação a alunos e a funcionários.

terça-feira, 25 de julho de 2017

GARUPA DA MOTOCICLETA Adolescente morre em acidente na avenida Leste-Oeste

Um adolescente de 17 anos morreu em um acidente na avenida Leste-Oeste, esquina com a rua Pernambuco, no centro de Londrina, na noite de sábado. A vítima, identificada pelo Instituto Médico Legal (IML) como Vinícius Guilherme dos Santos, estaria sendo transportada na garupa de uma motocicleta que seguia em direção ao Terminal Urbano.
Santos foi arremessado contra um poste de concreto, que sustenta o alambrado às margens da via. Ele foi socorrido pelo Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) e pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu aos ferimentos. O condutor sofreu escoriações pelo corpo e, inicialmente, não corria riscos de morrer.

Atendente de uma farmácia localizada em frente ao local da colisão, Érica Aparecida Sebastião explicou que a motocicleta era conduzida em alta velocidade. "A colisão foi muito forte. Chocante. Eles estavam correndo, o condutor perdeu o controle na esquina com a rua Pernambuco e o garupa saiu rolando pelo asfalto até bater contra a cerca." Devido ao impacto, o poste que sustenta o alambrado ficou destruído. Havia também muitos sinais do impacto da motocicleta com o solo. Ela se arrastou por mais de 10 metros.

Segundo outra testemunha, que não quis ter o nome divulgado, havia um outro motociclista em alta velocidade trafegando pela via no momento do acidente. Ele estaria participando de um racha. Porém as forças de segurança não confirmaram a informação até domingo (23).

Jovem perde a vida em acidente de carro na região de Santa Mariana

No final da tarde de segunda-feira (24), um grave acidente foi registrado na rodovia que liga a cidade de Santa Mariana (12 Km de Cornélio Procópio), ao Distrito do Panema, onde um veículo VW/Gol com dois ocupantes capotou, parando no meio de um matagal de difícil acesso.

As vítimas foram socorridas pela equipe do SIATE de Bandeirantes, um deles foi encaminhado para o Hospital Santa Alice em Santa Mariana e o outro, mais grave, precisou ser trazido para a Santa Casa de Cornélio Procópio, mas apesar do esforço da equipe médica, a vítima, identificada como Moisés Felipe Costa (foto), de 19 anos, não resistiu e veio a falecer.

Não há informações de como teria ocorrido o acidente, ficando a cargo da Polícia Militar Rodoviária Estadual investigar.

OPERAÇÃO GLASNOST PF lança operação para combater pedofilia em 14 estados

A Polícia Federal (PF) está cumprindo nesta terça-feira (25) mandados judiciais dentro da segunda fase da Operação Glasnost, que combate a exploração sexual de crianças e o compartilhamento de pornografia infantil na internet. De acordo com a PF, 350 policiais cumprem nesta terça-feira 72 mandados de busca e apreensão, três de prisão preventiva e dois de condução coercitiva. As ações ocorrem em 51 municípios do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Ceará, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Piauí, Pará e Sergipe.

A ação é continuação da operação deflagrada em novembro de 2013, quando foram cumpridos 80 mandados judiciais, entre eles, 30 prisões em flagrante por posse de pornografia infantil. Foram ainda identificados e presos diversos abusadores sexuais, bem como resgatadas vítimas, com idades entre 5 e 9 anos.

A PF informa ainda que a investigação teve como base o monitoramento de um site russo. Ele era usado como "ponto de encontro" de pedófilos de vários países. As investigações identificaram centenas de usuários, brasileiros e estrangeiros, que compartilhavam pornografia infantil na internet, bem como diversos abusadores sexuais e produtores de pornografia infantil.



"Os investigados produziam e armazenavam fotos e vídeos de crianças, adolescentes e até mesmo de bebês com poucos meses de vida, muitos deles sendo abusados sexualmente por adultos, e as enviavam para contatos no Brasil e no exterior", diz a nota da PF.

O nome da operação, Glasnost, faz referência ao termo russo que significa transparência. A palavra foi escolhida porque a maior parte dos investigados utilizava servidores russos para a divulgação de imagens de menores na internet e para contatos com outros pedófilos ao redor do mundo.
Agência Brasil

Fui estuprada todos os dias por 6 meses': O inferno de jovem que virou escrava sexual do Estado Islâmico

A jovem Ekhlas em entrevista à BBC: Ekhlas tinha 14 anos quando foi sequestrada pelo Estado IslâmicoEkhlas, uma jovem iraquiana da minoria yazidi, vive hoje em um hospital psiquiátrico na Alemanha. Não é o ideal, mas pelo menos mais seguro do que seu último destino, no norte do Iraque.

"Minha vida era bonita, mas duas horas a mudaram completamente", contou ela a Fiona Lamdin, do programa Victoria Derbyshire, da BBC.

"Eles vieram com sua bandeira negra. Mataram os homens e estupraram as meninas."

Contra superbactérias, hospitais tentam conter abuso na prescrição de antibióticos
'Empoderamento feminino' é clichê constrangedor, diz Washington Olivetto
Em agosto de 2014, a aldeia de Ekhlas foi atacada por militantes do grupo que se autodenomina Estado Islâmico. Muitos homens foram mortos. Mulheres e crianças, capturadas.

Ela, então com 14 anos, e sua família tentaram escapar pelas montanhas, mas não chegaram muito longe.

"Mataram meu pai diante dos meus olhos. Vi o sangue dele em suas mãos."

Sequestro e estupro
Quando capturaram sua família, os militantes do Estado Islâmico separaram Ekhlas da mãe e a colocaram em uma prisão.

Tudo o que escutava eram gritos, choro. Todos estávamos com fome, eles não alimentavam ninguém", disse ela.

"Vi um homem de mais ou menos 40 anos sobre uma menina de 10. A menina gritava."

A 'blasfêmia' que contrariou a Bíblia sobre a verdadeira idade da Terra
"Nunca me esqueci desses gritos. Ela dizia 'mamãe, mamãe...', mas não conseguimos fazer nada."

A jovem foi escolhida por um militante entre um grupo com 150 adolescentes.

"Era tão feio, como um monstro, com cabelos compridos. Cheirava tão mal... tinha tanto medo que não conseguia olhá-lo."

"Me estuprou todos os dias, durante seis meses. Tentei me matar", relatou a adolescente ao programa da BBC.

"Como consigo contar tudo isso sem chorar? Fiquei sem lágrimas", concluiu.

Na Alemanha
Um dia, aproveitando que seu sequestrador estava no campo de batalha, Ekhlas conseguiu escapar. Foi levada a um campo de refugiados e lá conheceu Jaqueline Isaac, uma advogada americana encarregada de realocar jovens em países da União Europeia.
"Quando a conheci, não fazia contato visual", relata a advogada.

Atualmente, entre 2 mil e 4 mil jovens yazidis estão em poder do EI.

Quase três anos após ser sequestrada, Ekhlas está hoje em um centro de apoio psiquiátrico. Frequenta a escola e participa de terapia em grupo para crianças e adolescentes refugiados.

Focamos em certas emoções, como amor, paz e felicidade, para lidar com o medo, a ansiedade e outras emoções negativas", diz um dos terapeutas que faz parte da equipe multicultural e disciplinar que atende os jovens.

Uma das meninas que frequenta a instituição, de 13 anos, também foi sequestrada pelo Estado Islâmico. Hoje só se comunica por meio de desenhos e sinais e não sabe se seus pais estão vivos.

Outro tinha apenas sete anos quando seus pais foram sequestrados. Desde então já se passaram três anos.

Sua mãe foi vista há alguns meses em um campo no Iraque, depois de escapar do cativeiro.

Durante sua última sessão de meditação, ele imaginou que todos os seus familiares estavam livres e que comemorava com a mãe o fato de estarem todos novamente reunidos.

Ekhlas, por sua vez, voltou a olhar as pessoas nos olhos, canta e quer ser advogada.

"Você pode pensar que sou forte como uma pedra, mas quero que saiba que estou ferida por dentro. Minha dor é como a de cem mortes."

segunda-feira, 24 de julho de 2017

NA VILA NOVA Taxista é assassinado na região central de Londrina; suspeitos são detidos

Um taxista foi assassinado a tiros na rua Taquari, na Vila Nova, região central de Londrina, na noite de sábado (23). A vítima estava dentro de seu veículo quando foi alvejada por pelo menos três disparos na cabeça.

Conforme o Instituto Médico-Legal (IML) de Londrina, a vítima foi identificada como Sergio Alves de Souza.

Segundo o perito do Instituto de Criminalística de Londrina Fábio Mira, pelo menos três tiros acertaram a região posterior da cabeça da vítima. Os tiros teriam sido disparados a uma curta distância, por uma pessoa que se encontrava no banco traseiro do taxista. Dois transfixaram e um projétil atingiu o painel do carro.



Mira salientou ainda que armas e drogas não foram localizadas no interior do veículo. "Havia sim um grande volume de dinheiro, notas e também moedas. Porém nada disso foi levado pelo autor do homicídio".

De acordo com o delegado-chefe da 10ª Subdivisão Policial (10º SDP), Osmir Ferreira Neves Junior, os suspeitos foram detidos por equipes da Polícia Civil durante a madrugada.

Os supostos autores do crime serão apresentados nesta segunda-feira (24), às 9h, no 10º SDP. A motivação do crime seria por ponto de tráfico de drogas. "Inicialmente, os suspeitos responderão por homicídio", afirma o delegado.

(Com informações do repórter Paulo Monteiro do jornal NossoDia)
Redação Bonde

EM TRÂMITE NA CÂMARA Novo Código de Processo Penal pode rever delação e prisão preventiva

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilNo debate sobre o novo Código de Processo Penal (CPP) na Câmara, deputados discutem mudanças nas regras de delação premiada, prisão preventiva e condução coercitiva, além da revogação do entendimento de que as penas podem começar a ser cumpridas após a condenação em segunda instância. As medidas, que em parte se tornaram pilares da Operação Lava Jato, costumam ser alvo de críticas dos parlamentares.

O Ministério Público Federal atribui à colaboração premiada importância significativa para o sucesso da operação e considera que ações para rever os acordos têm por objetivo enfraquecer as investigações. Atualmente, o instrumento é regulado pela lei que trata de organizações criminosas, de 2013. Dos artigos que constam no atual código, a prisão preventiva não tem duração determinada e a condução coercitiva não prevê punição em caso de uso considerado abusivo.

Pelo cronograma estabelecido pela comissão especial que discute o tema, o relator João Campos (PRB-GO) deve entregar o seu parecer ainda em agosto. Com isso, o projeto pode ser votado até outubro no plenário da Câmara. O texto final será resultado de outros cinco relatórios parciais já apresentados.

A reforma no CPP, que é de 1941, teve início no Senado e foi aprovada em 2010. Na Câmara, ficou esquecida até o ano passado e foi desengavetada durante a presidência do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), alvo da Lava Jato. O peemedebista teve a prisão preventiva decretada em outubro de 2016 e está atualmente em Curitiba.

Presidente da comissão que discute o CPP na Casa, o deputado Danilo Forte (PSB-CE) tem defendido alterações nos acordos de delações premiadas e na aplicação da condução coercitiva. Esses pontos estão em discussão, mas ainda não foram sistematizados em um relatório.

Forte discorda do fato de uma pessoa presa poder fechar acordos de delação premiada e defende que hoje há um poder excessivo concentrado nas mãos dos procuradores. Para ele, o juiz deveria acompanhar toda a negociação entre o Ministério Público e o delator, e não apenas ter acesso ao acordo no final do processo. Aliado de Temer, ele faz críticas ao acordo fechado com os irmãos Joesley e Wesley Batista e diz que o perdão da pena concedido a eles pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, foi excessivo.

Forte também considera que é preciso prever punições para quem desrespeitar as regras da condução coercitiva, que deve ser colocada em prática somente se uma pessoa se negar a prestar depoimento.

Prisões

Um dos relatórios parciais já apresentados trata sobre a questão das prisões preventivas. Elaborado pelo deputado Paulo Teixeira (PT-SP) com a ajuda de advogados, juristas e professores de Direito, o texto propõe que haja um prazo de duração. Apesar de alguns integrantes da comissão defenderem um tempo menor, o deputado manteve a proposta inicialmente aprovada pelos senadores em 2010, que estabelece que esse tipo de prisão pode durar no máximo 180 dias.

Menina morre afogada após ter cabelos sugados por ralo de piscina em hotel de Balneário Camboriú

Uma menina de 7 anos morreu afogada após ter os cabelos sugados pelo ralo de uma piscina em um hotel do Balneário Camboriú, litoral catarinense, no último domingo, 16. A família da vítima,  Rachel Rodrigues Novaes, pretende processar o estabelecimento que, consideram, foi negligente ao não instalar um sistema antissucção no ralo da piscina e também por não manter um monitor no local em que se encontravam várias crianças. “Foi uma irresponsabilidade do hotel e eles terão de responder por isso. Já pegamos um advogado para cuidar do processo”, disse a avó da menina, Silvia Leite Rodrigues.

A família, que mora em Guarujá, litoral de São Paulo, ainda não se conforma com a morte. Segundo a avó, mãe e filha tinham viajado no fim de semana com uma excursão direcionada a um parque de diversões de Camboriú e se hospedou no Sanfelice Hotel. Quando se preparavam para retornar, elas decidiram aproveitar a estrutura de lazer do estabelecimento. Rachel brincava na piscina infantil, que é coberta e aquecida, quando mergulhou e ficou com o cabelo preso no ralo. A piscina tinha 60 centímetros de profundidade e outras mães que estavam no local perceberam que a menina se debatia.

Quando conseguiram soltá-la, ela já estava desfalecida. A garota chegou a ser socorrida, mas não resistiu. Sílvia conta que, naquele momento, sua filha tinha subido para o apartamento pegar uma toalha para a neta. Quando retornou, a filha ainda estava presa no ralo da piscina. “Ela ainda tentou uma faca para cortar o cabelo da Rachel, mas não deu tempo. Não é culpa dela, as outras mães estavam olhando, mas não tinha um monitor, não tinha ninguém do hotel cuidando das crianças.”

O corpo de Rachel foi sepultado na segunda-feira, 17, no Guarujá. A Polícia Civil de Camboriú abriu inquérito para apurar o caso. O dono do estabelecimento será indiciado por homicídio doloso, sem intenção de matar.

O Corpo de Bombeiros de Camboriú informou em nota que uma lei estadual de 2016 exige que as piscinas de uso público ou comum sejam dotadas de dispositivos antissucção, mas a medida atinge apenas as piscinas construídas a partir da data da lei. A aplicação em piscinas já construídas, como a do hotel, datada de 2008, depende de regulamentação ainda não procedida. Por essa razão, na data do ocorrido a piscina do hotel estava com o alvará em dia.

A prefeitura da cidade catarinense informou, em nota, ter interditado a piscina do hotel Sanfelice após o afogamento da menina para evitar eventual repetição do acidente. A medida foi tomada com base na lei municipal 3.908/2016, que determina a obrigação de clubes, hotéis e academias instalar dispositivos que interrompam o processo de sucção em piscinas de uso coletivo. A piscina do hotel não possuía tal dispositivo, segundo a nota.

 O advogado do hotel Sanfelice, Luiz Eduardo Cleto Righetto, disse que a Instrução Normativa 33 do Corpo de Bombeiros local não exige a presença de salva vidas ou monitor em piscinas como a do hotel, mas apenas a presença de adultos, sejam os pais ou outras pessoas. “No caso, como é sabido, a mãe da criança e a avó estavam no local, além de outras mães”, disse. Com relação à sucção, ele disse que o Corpo de Bombeiros deu alvará para o hotel por entender que o estabelecimento não estava sujeito à regulamentação posterior. “Embora haja agora uma legislação, não foi solicitado ao hotel que instalasse o sistema.”

O advogado disse que a direção do hotel se solidariza com a dor da família, mas não pode ser responsabilizado por uma fatalidade. “Só após o ocorrido, diante da repercussão do caso, a prefeitura notificou o hotel para instalar o sistema antissucção, dando ainda um prazo de 30 dias. Isso será feito no prazo. Tudo o que aconteceu é muito ruim para o hotel, pior ainda para a família, mas não houve responsabilidade jurídica do hotel. Foi uma fatalidade.”FONTE MSN

Seu Jorge sofre ataque em vídeo ao vivo na web: 'Destilaram o venenoso racismo'

Slide 1 de 8: Seu Jorge sofre ataque em vídeo ao vivo na web: 'Destilaram o venenoso racismo'Seu Jorge se tornou mais uma vítima dos haters da internet. Depois de famosos como Tais Araújo , Preta Gil e até mesmo a pequena Títi, filha de Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank , agora o cantor, há um ano separado de Mariana Jorge, também virou alvo dos ataques racistas na web durante uma transmissão ao vivo no Instagram. Em seu perfil na rede social, o músico denunciou os comentários maldosos de um internauta que o xingou e declarou que "o mundo está infestado de pretos". Alvo mais recente de racismo foi o participante Leonardo do "MasterChef Brasil", no Facebook.

'Me ofendendo de graça', desabafou Seu Jorge após ataques
Revoltado com descriminação, o artista, sempre voltado a ajudas as causas sociais, capturou os momentos e desabafou em um print, " Esse cara na minha transmissão ao vivo pra destilar o seu venenoso racismo contra minha pessoa me ofendendo de graça sem eu nunca tê-lo visto em toda minha vida! O que vocês acham que eu devo fazer a respeito desse assunto? Alguma sugestão? Só não vale o famoso deixa pra lá!", escreveu ele, que continuou a ser atacado pelo jovem. "Mais uma do mocinho pra não dizer depois que nós, os negros, somos paranóicos e cheios de "mimimi". Esta aí pra todo mundo ver, e olha que ele conseguiu fazer isso a mais de 10.000 km de distância... imagina como deve ser na vizinhança dele, na escola, com os empregados dele no futuro?", ironizou o músico.

Internautas apoiam cantor e pedem Justiça: 'Denuncie'
Nos comentários da publicação, diversos admiradores do famoso, morando nos Estados Unidos desde 2013, deixaram mensagens de apoio a ele. "Já diz o ditado: 'Quem tem luz própria incomoda quem vive no escuro'", disse um. "Denuncie porque você tem poder e condições pra pegar esse covarde rápido porque esse é o maior medo desses haters covardões: ser denunciado e mostrar a cara deles na TV. Se deixar por isso de nada adianta o poder e influência que tu tens nas mãos", aconselhou outro. "Como assim? Toda vez isso e ninguém faz nada? Em pleno século 21 tem esse tipo de gente? Mais amor por favor", escreveu mais uma. "E quando não se escondem atrás de um perfil falso? Inveja dói. Não chamo nem de palhaço, porque palhaço é quem se leva alegria... Isso aí é marginal", criticou uma seguidora.

Luiza Possi gera climão com Fernanda Lima ao vivo e web detona: 'Péssima jurada'

Slide 1 de 8: Luiza Possi gera climão com Fernanda Lima ao vivo e web detona: 'Péssima jurada'O "Pop Star" voltou a ser assunto e movimentar as redes sociais na tarde deste domingo (23). Depois de Mariana Rios ser destaque na estreia do reality musical e Paula Toller ganhar fama de rígida, agora os internautas reprovaram a postura de Luiza Possi com Fernanda Lima. É que a mulher de Rodrigo Hilbert, com quem dribla a rotina para namorar, questionou o motivo da loira não ter aprovado o número do ator Claudio Lins e acabou recebendo uma resposta atravessada da cantora, que foi criticada na web.

Luiza Possi gera climão com Fernanda Lima em programa
"Luiza, você, filha de Zizi Possi, também carrega no nome uma responsabilidade. Você votou não para o Claudinho por que?", perguntou Fernanda Lima. "Eu não votei 'não'. Eu só não dei 'sim'. É uma coisa bem diferente", rebateu ela, que se mostrou incomodada com a pergunta da comunicadora ao vivo. A artista se mostrou surpresa com a resposta e ironizou a situação: "Estamos sensíveis aqui com esse placar".

Cantora tenta amenizar situação: 'Achei superbom'
Luiza Possi, que está namorando há dois meses o diretor da Globo Cris Gomes, tentou se explicar e contornar a situação embaraçosa. "É uma responsa (ser filho de alguém famoso) e realmente é para os fortes porque é o que a gente escuta uma vida inteira... eu tô nessa há vinte anos. O que eu escuto... para o Claudio eu imagino como deve ser. E às vezes eu me pergunto se foi técnico ou se me emocionou. E hoje achei supertécnico, superbom, mas não consegui me emocionar", disse.

Preta Gil defende apresentadora ao vivc
Preta Gil, também como jurada do programa, resolveu tomar partido de Fernanda Lima e discordar da opinião de Possi. "Essa coisa de ser filho é um papo que a gente está cansado. Mas o Claudinho tá propondo uma coisa de desconstruir canções sagradas. A gente nem pensaria em fazer um arranjo desses. Ele tem coragem, a banda, a coragem, o suíngue, eu amo e você arrasou", afirmou. FONTE MSN

Mega-Sena, concurso 1.951: ninguém acerta e prêmio acumula em R$ 90 milhões

Ninguém acertou as 6 dezenas do concurso 1.951 da Mega-Sena realizado neste sábado em em Atibaia (SP). O próximo sorteio da loteria acontece na quarta-feira (26) e terá prêmio acumulado em R$ 90 milhões.
As dezenas sorteadas foram: 14 - 16 - 19 - 21 - 33 - 55.
A quina teve 209 apostas ganhadoras, que levaram R$ 26.220,25 cada uma. Outros 13551 bilhetes acertaram a quadra e levaram R$ 577,71 cada.
Probabilidades
A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.
Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Casal de Palmital morre em acidente de caminhão na Raposo Tavares

O casal de Palmital, Glaucia Elaine Hirasawa, de 36 anos, e Giovane Lopes de Anduja, 23, mais conhecido como Andujinha Lopes, 23, faleceu neste domingo, dia 23, em Itapetininga, na Rodovia Raposo Tavares (SP -270), km 183. Eles estavam em um caminhão que caiu em um barranco do lado oposto da pista.

De acordo com a Polícia Militar Rodoviária, Giovane perdeu o controle da direção, na descida. Quando o resgate chegou, Glaucia já estava morta. O motorista chegou a falar com os socorristas, mas também não resistiu aos ferimentos.

O trecho onde aconteceu o acidente é apontado como um dos piores da Rodovia Raposo Tavares. A falta de acostamento dificultou o trabalho do Corpo de Bombeiros, tanto que o resgate às vítimas levou mais de três horas.

Os bombeiros precisaram serrar a cabine do caminhão para conseguir retirar o motorista e a passageira. A Polícia Rodoviária reforçou a sinalização durante o trabalho de resgate, já que precisaram desviar o tráfego.

A morte do casal causou grande comoção nas redes sociais, muitas postagens de amigos e familiares foram postadas no Facebook, veja uma delas:

"Não acredito na notícia que acabei de receber do falecimento dos amigos Glaucia Hirasawa e Andujinha Lopes.. Não dá para acreditar . Vcs se foram tão cedo e deixando por aqui duas riquezas ..
Que Deus possa confortar o coração de toda família..
Descanse em paz..."

A reportagem do AssisCity procurou à Funerária Aliança, responsável pelo velório, e foi informada que os corpos dos palmitalenses estão no Instituto Médico Legal (IML) de Itapetininga, se não houver nenhuma intercorrência, a previsão é que o velório tenha início às 5h, em Palmital.

sexta-feira, 21 de julho de 2017

ZONA LESTE Corpo de jovem é encontrado carbonizado no Marco Zero

Um corpo de homem foi encontrado na tarde desta quinta-feira (20), no Marco Zero, localizado na Avenida Theodoro Victorelli, zona leste de Londrina. Conforme a Polícia Militar (PM), o corpo tem lesões causadas por facadas e pedradas, além de estar carbonizado.

De acordo com o perito do Instituto de Criminalística de Londrina Rafael Greve, o corpo contém mais ferimentos na parte superior.

Conforme Greve, o crime deve ter ocorrido no local, pois havia muito sangue ao redor do pé de seringueira sob o qual o corpo foi encontrado. Nenhum objeto que pode ter sido utilizado no homicídio foi localizado.

Apesar da carbonização, o perito disse acreditar que a morte deve ter ocorrido há pelo menos 24 horas. O local é considerado de difícil acesso e fica aos fundos do Marco Zero, no Jardim Fraternidade.

Segundo moradores próximos, o lugar é frequentado por usuários de drogas. No entanto, o rapaz não foi reconhecido por nenhum morador. Além disso, nenhum documento foi encontrado.

De acordo com o delegado de homicídios, Ricardo Jorge Rocha Pereira Filho, o rapaz não tinha tatuagens ou cicatrizes que possam facilitar o reconhecimento. Apenas a arcada dentária poderá ajudar na identificação.

O rapaz era magro, de baixa estatura e aparentava ter por volta dos 20 anos. Ricardo Jorge vai investigar o caso.

REGIME SEMIABERTO Deputado preso trabalha no recesso da Câmara dos Deputados

Gustavo Lima/Câmara dos DeputadosEnquanto a maioria dos parlamentares aproveita o recesso para ficar longe de Brasília, o deputado Celso Jacob (PMDB-RJ) quer trabalhar normalmente nas férias. Preso no regime semiaberto no Complexo Penitenciário da Papuda, o peemedebista ganhou na Justiça o direito de voltar a exercer o mandato na Câmara e ontem, após nova autorização da Justiça, pode continuar frequentando o Congresso no período de folga.

Jacob foi indicado pelo PMDB para fazer parte da comissão representativa do Congresso durante o recesso. O grupo, de 17 deputados, é responsável por resolver questões de caráter urgente que possam vir a surgir no Parlamento. "Como ele já iria estar mesmo em Brasília, a bancada decidiu indicá-lo", disse o advogado do deputado preso, Thiago Machado.Desde terça-feira, primeiro dia do recesso, Jacob aguardava na Papuda a autorização para poder passar os dias do recesso na Câmara e não no presídio.

O juiz responsável autorizou o benefício ao peemedebista e nesta sexta-feira (21), ele já poderá frequentar a Câmara entre 9 e 19 horas.

Na véspera do recesso, só 16 dos 513 deputados estiveram na Casa. Jacob foi um deles e chegou a ocupar uma das cadeiras da Mesa Diretora, ao lado de JHC (PSB-AL) e Mariana Carvalho (PSDB-RO).

O deputado foi preso em 6 de junho, após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele foi condenado a 7 anos e 2 meses em regime semiaberto por falsificação de documento público e dispensa de licitação para a construção de uma creche quando era prefeito de Três Rios, no Rio.

Em 27 de junho, o juiz Valter André Bueno Araújo, da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, autorizou o deputado a deixar o presídio durante o dia e voltar a exercer o mandato na Câmara. Desde o dia 30, Jacob frequenta normalmente o Congresso, participa de votações no plenário e das reuniões das comissões temáticas da Casa.

Para evitar polêmicas, o deputado dispensou o uso do carro oficial e faz o trajeto de 17 km que separa a Papuda do Congresso de Uber. O contrato foi fechado com um único motorista e pago com dinheiro próprio. Jacob continua recebendo o salário de quase R$ 34 mil.

Em seu gabinete, no Anexo III da Câmara, mantém uma agenda quase rotineira de parlamentar, recebendo prefeitos, vereadores e autoridades estaduais. Já recebeu a visita de seu filho em horário de expediente." A Câmara é a casa do povo, qualquer pessoa pode ter acesso", minimizou o advogado.

Solidariedade

Deputados costumam prestar solidariedade a ele. Em 5 de julho, logo depois de ter recebido a permissão para voltar à atividade legislativa, ocupou por um período a presidência da Comissão de Educação.

Antes de passar o comando do colegiado, o titular, Caio Nárcio (PSDB-MG), manifestou apoio ao colega. Jacob foi aplaudido pelos parlamentares. "Na verdade acho que estão usando Vossa Excelência como bode expiatório pra achincalhar esta Casa", disse Sóstenes Cavalcanti (DEM-RJ), deputado ligado ao pastor Silas Malafaia. "A única Justiça que não falha é a de Deus."
Isadora Peron - Agência Estado

Economia 21/07/2017 Com alta de impostos, gasolina ficará até R$ 0,41 mais cara

Brasília – O presidente Michel Temer e os ministros da área econômica do governo já assinaram o decreto que autoriza o aumento de impostos sobre combustíveis. O anúncio oficial deverá ocorrer nesta sexta (21). O governo pretende arrecadar cerca de R$ 11 bilhões neste ano com o aumento do PIS/Cofins dos combustíveis, que recairá sobre a gasolina, diesel e etanol.

A previsão inicial era que o governo anunciasse a elevação do PIS/Cofins nesta quinta (20), antes da viagem do presidente Michel Temer e do ministro Henrique Meirelles (Fazenda) à Argentina. Mas o cronograma acabou sendo atrasado porque a equipe técnica teve que refazer cálculos, para incorporar alíquota superior ao que previam inicialmente.

Os ministros Meirelles e Dyogo Oliveira (Planejamento) selaram o aumento em almoço com Temer nesta quinta no Palácio do Planalto. Nas contas que ainda estavam sendo feitas nesta quinta (20), o governo via a necessidade de aumentar a gasolina em R$ 0,10 a R$ 0,12 por litro.

Além do aumento do imposto, será necessário bloquear mais R$ 5 bilhões do Orçamento. As medidas são necessárias, segundo fontes governamentais, para tapar o rombo nas contas do governo, cujas receitas estão abaixo do esperado devido à lenta recuperação da economia e às frustrações de votações importantes no Congresso Nacional, como a do Refis e a da reoneração da folha de pagamentos.
Além disso, também estão atrasadas privatizações de algumas estatais, como o IRB e a Lotex, e o TCU (Tribunal de Contas da União) já recomendou retirar da conta do Orçamento a previsão de entrada de recursos com as vendas dessas empresas. A meta oficial é chegar ao fim do ano com deficit de R$ 139 bilhões.

Bombas
Com o aumento do PIS/Cofins assinado em decreto nesta quinta-feira (20), o litro da gasolina poderá ficar até R$ 0,41 mais caro nas bombas. O governo anunciou que vai dobrar a alíquota do imposto que incide por litro do combustível, de R$ 0,38 para R$ 0,79. O PIS/Cofins pago pelo distribuidor de etanol, hoje zerado, vai a R$ 0,19. O litro do diesel poderá ficar R$ 0,22 mais caro, já que alíquota subirá de R$ 0,24 para R$ 0,46. O governo informou que espera arrecadar R$ 10,4 bilhões neste ano com o aumento de imposto. Além disso, o Ministério da Fazenda informou que vai bloquear mais R$ 5,9 bilhões em despesas do Orçamento.

Meirelles
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, confirmou nesta quinta-feira (20) que haverá aumento no PIS/Cofins dos combustíveis, que recairá sobre a gasolina, diesel e etanol.

Pouco antes de viajar para Mendoza, na Argentina, onde acompanhará o presidente Michel Temer, Meirelles declarou que a medida será necessária pela queda da arrecadação.

"Houve queda da arrecadação, pelo resultado das empresas e também do setor financeiro, que refletiram os prejuízos acumulados nos últimos dois anos que estão sendo amortizados neste ano", disse. "Existem medidas de ajuste, fazendo com que o mais importante seja preservado".
Ele afirmou que o relatório bimestral de receitas e despesas, onde o governo detalha sua programação orçamentária, sairá nesta sexta (21). Meirelles declarou ainda que o Brasil crescerá no segundo semestre. "O Brasil de fato vai recuperar seu crescimento. Nossa expectativa é que haja crescimento no segundo semestre".

Para Fiep, medida prejudica retomada da economia
O presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo, criticou a alta de impostos sobre os combustíveis, definida pelo governo federal para cobrir o rombo em suas contas. Para ele, a medida deve comprometer a retomada do crescimento econômico. "Representa mais um aumento no já pesado Custo Brasil, impactando diretamente no setor produtivo e dificultando ainda mais a superação da crise", afirmou, em nota enviada pela assessoria da entidade. "As empresas estão com suas planilhas de custos no limite e não têm condições de absorver mais esta alta de impostos, que terá que ser repassada ao preço final dos produtos, prejudicando também o consumidor e toda a economia", acrescentou.
Na opinião de Campagnolo, o governo busca o meio mais fácil para tentar alcançar a meta fiscal deste ano, sem adotar medidas que efetivamente controlem o gasto público. "Diante de dificuldades para equilibrar suas finanças, continua sendo mais cômodo para os governos dividir a conta com o consumidor e com o setor produtivo", disse. "Essa é uma prática recorrente ao longo do tempo, independente de quem ocupa o governo. Escolhe-se o caminho mais fácil para cobrir o rombo, ao invés de se adotarem medidas concretas que aumentem a eficiência da gestão pública e fechem a torneira do gasto desenfreado", completou o presidente da Fiep. (Reportagem Local)
Folhapress

COMBUSTÍVEIS MAIS CAROS População vai compreender aumento de imposto, diz Temer

População vai entender aumento de imposto, diz TemerO presidente Michel Temer disse ao chegar em Mendoza, na Argentina, na noite desta quinta-feira (20), que a decisão anunciada pelo governo de anunciar aumento de PIS/Cofins para gasolina, diesel e etanol está em linha com a responsabilidade fiscal e será bem compreendida pela população.

"Vocês lembram que nós abandonamos logo no começo do governo a CPMF, algo que estava no horizonte de todos quando assumimos. (...) Mas agora levamos a efeito um pequeno aumento que diz respeito apenas ao combustível e não diz respeito ao serviço", afirmou.

"A população vai compreender porque esse é um governo que não mente", completou Temer, ressaltando que é preciso dizer "exatamente o que está acontecendo". Segundo o presidente, a medida não atrapalhará a retomada da economia. "Pelo contrário, isso (aumento de impostos) é o fenômeno da responsabilidade fiscal. Essa responsabilidade fiscal é que implicou neste pequeno aumento do PIS/Cofins", destacou.

suficiente, no momento'
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que, "no momento", a elevação do PIS/Cofins anunciada pelo governo é suficiente e que, "em última análise", todas as medidas econômicas são "para beneficiar bolso do cidadão". "Certamente (o aumento pesa no bolso do consumidor), mas, por outro lado, pesa no bolso do cidadão quando o juro é mais caro, quando em função do déficit publico a inflação é maior", disse o ministro ao desembarcar em Mendoza, na Argentina, onde ocorre reunião de cúpula do Mercosul.

Meirelles destacou que, além da alta do tributo, o governo anunciou um corte adicional de gastos. "Não é só aumentar impostos. Os gastos públicos estavam muito comprimidos e se cortou ainda mais." Ao ser questionado se haverá novos aumentos de impostos, respondeu: "No momento, é suficiente".

Segundo o ministro, o momento para aumentar o tributo era o ideal porque "a inflação está reagindo muito bem, caindo bastante", e a medida não deve prejudicar a retomada da economia.
Agência Estado

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Passamos a vida procurando', diz filha de casal desaparecido há 75 anos encontrado no gelo

Roupas e objetos do casal, que a polícia diz serem do período da Segunda Guerra, foram encontrados primeiroO derretimento de uma geleira na Suíça revelou dois corpos congelados que seriam de um casal desaparecido há 75 anos, de acordo com a mídia local.

Marcelin e Francine Dumoulin desapareceram em agosto de 1942, enquanto pastoreavam suas vacas nos Alpes suíços. Eles estavam a 2,6 mil metros de altura.

Seus sete filhos nunca perderam a esperança de encontrá-los. A filha mais nova, Marceline Udry-Dumoulin, de 79 anos, disse que pretende dar aos pais o funeral que eles mereciam.

'Achavam que ele não passaria de 6 semanas': o mal raro que ameaça vida de jovem durante o sono
Mistério sobre morte de australiana pela polícia que ela mesma havia chamado causa comoção nos EUA
"Passamos nossas vidas procurando por eles", disse Udry-Dumoulin ao jornal Le Matin, da cidade de Lausanne.

"Depois de 75 anos de espera, essa notícia me traz uma paz profunda."

Roupas de época
De acordo com a polícia, um teste de DNA deve ser feito nos próximos dias. Os corpos foram descobertos na semana passada na geleira de Tsanfleuron, pelo funcionário de uma empresa de teleféricos de esqui.

O diretor da empresa, Bernhard Tschannen, disse que o funcionário encontrou primeiro o que seriam os pertences do casal - mochilas, tigelas de alumínio, uma garrafa de vidro e sapatos. Em seguida, viu parte de um corpo sob o gelo.

A polícia do cantão de Valais afirmou, em um comunicado, que um livro, uma mochila e um relógio foram levados a Lausanne para a análise forense.

Tschannen disse que o casal provavelmente caiu em uma fissura na geleira e que a maneira como estavam vestidos indica que poderiam estar lá há 70 ou 80 anos.

"Os corpos estavam lado a lado. Eram um homem e uma mulher usando roupas da época da Segunda Guerra Mundial", ele disse ao Le Matin.

Imagem de satélite mostra movimento de iceberg gigante que se desprendeu da Antártida

Liedson sofre acidente de carro em município da Bahia

O ex-atacante Liedson sofreu um grave acidente de carro na manhã desta terça-feira na rodovia BA-887, que liga o município de Valença ao distrito de Guaibim, na Bahia. O ex-jogador conseguiu sair de sua BMW sem grandes danos, assim como sua esposa, porém, a condutora do Ford Ka, outro veículo envolvido na colisão, acabou falecendo.

O nome da vítima, que era uma mulher, não foi revelado pela Polícia Rodoviária Estadual da Bahia. Ela dirigia o Ford Ka quando acabou batendo de frente com a BMW de Liedson. Levada para um hospital próximo à região, acabou não resistindo aos ferimentos.

Já Liedson e sua esposa saíram com ferimentos leves do carro. Um passageiro que estava no Ford Ka também conseguiu sobreviver.

Liedson se aposentou em 2013. O ex-atacante naturalizado português acumula passagens por Coritiba, Corinthians, Flamengo, Sporting, onde permaneceu por mais de sete temporadas, e Porto.

2017 Número de mortes no trânsito cai 14% no 1º semestre

No primeiro semestre deste ano, 42 mortes foram registradas no trânsito de Londrina. Deste total, 28 ocorreram na área urbana e 14 na área rural. O número é 14% menor na comparação com o mesmo período de 2016, quando 49 pessoas morreram. Os dados são do Placar do Trânsito, divulgado pela Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU).

Na mesma comparação, entre 2017 e 2016, houve queda de 27% em relação às mortes de motociclistas. Além disso, houve uma ligeira diminuição dos óbitos de condutores de automóveis: de 15 para 13. As mortes por atropelamento vão na contramão: aumentaram de 12 para 13, e em oito delas as vítimas tinham mais de 60 anos.

Embora tenham sido realizadas intervenções no trânsito nos últimos anos, como a implantação de semáforos, travessias elevadas e radares, houve aumento de acidentes entre 2017 e 2016: foram 1.834 neste ano, contra 1.724 no ano passado.



Segundo o diretor de Trânsito da CMTU, Hemerson Pacheco, houve também uma dispersão das ocorrências, antes concentradas em pontos específicos. "Observamos que, após uma série de medidas voltadas à segurança viária, como o monitoramento eletrônico, a implantação de travessias elevadas, faixas bicolores e botoeiras para pedestres, os acidentes passaram a acontecer em locais mais diversificados."

Apesar desse aumento na quantidade de acidentes, Pacheco comemora a redução do número de mortes, no cenário geral. "Preservar a vida e tentar reduzir ao máximo a quantidade de vítimas fatais é o nosso principal objetivo."

Perfil

Em relação às mortes, 15 vítimas tinham entre 31 e 59 anos; 14 entre 18 e 30 anos; e 12 mais de 60 anos. Somente uma tinha 17 anos. Além disso, o número de mortes de homens é maior do que o de mulheres. Foram 34 óbitos contra oito.

A Avenida Saul Elkind foi a via que mais somou acidentes com mortes no primeiro semestre deste ano - seis casos.

Infrações

De janeiro a junho, 95.719 autuações foram emitidas por agentes da CMTU e da Polícia Militar (PM) e por aparelhos de monitoramento eletrônico.

Ultrapassar o limite de velocidade em até 20% foi a infração líder em autuações, com 31.588 registros. Em seguida está o avanço de sinal vermelho (8.685), o não uso do cinto de segurança (7.022) e a utilização de telefone celular enquanto se dirige (4.763).
Fernanda Circhia - Redação Bonde

terça-feira, 18 de julho de 2017

Após neve em Palmas, temperaturas despencam no PR e Curitiba tem a manhã mais fria do ano

Curitiba teve chuva congelada em alguns bairros  (Foto: Ana Cláudia Freire/RPC)Nesta terça-feira (18) amanheceu gelada no Paraná com registros de geada em algumas regiões e temperaturas negativas em várias cidades. Curitiba teve a manhã mais gelada do ano, segundo a Somar Meteorologia, com 1ºC.
VEJA A GALERIA DE FOTOS
Por volta das 7h, o Sistema Meteorológico Simepar recebeu vários registros de chuva congelada na capital. A máxima não deve passar de 10ºC, conforme os meteorologistas. Desde então, a menor temperatura em Curitiba tinha sido registrada em junho, com 3ºC.
Em Londrina, moradores tiveram que reforçar os casacos logo cedo  (Foto: Alberto D'angele)Em Palmas, no sul do estado, houve neve na noite de segunda-feira (17), ainda de acordo com a Somar.
Ainda de acordo com a Somar, a menor temperatura do estado até as 7h14 desta terça tinha sido registrada em Inácio Martins, na região central, onde os termômetros marcaram -3,9ºC.
Em General Carneiro, na região sul, os termômetros registravam -3ºC por volta das 6h24 com sensação térmica de -9ºC. Os moradores de Guarapuava, na região central, também enfrentam muito frio nesta manhã de terça-feira. A cidade também amanheceu com -3ºC.
Em Clevelândia, no sudoeste do Paraná, o dia começou com 0ºC. A máxima na cidade deve ficar na casa dos 11ºC.
Marechal Cândido Rondon, no oeste do estado, amanheceu com geada em vários pontos.
Quem mora na região norte e noroeste do estado, como Maringá, por exemplo, enfrentam um frio mais ameno em relação às outras cidades com mínimas acima de 4ºC.
Segundo os meteorologistas da Somar, as temperaturas devem cair ainda mais nesta quarta-feira (19)

Polícia faz operação contra o jogo Baleia Azul em nove estados

Policiais civis fazem nesta terça-feira (18) uma operação para cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão contra suspeitos de envolvimento com o jogo Baleia Azul. Os mandados expedidos pela Justiça estão sendo cumpridos em 20 municípios de nove estados brasileiros, entre eles o Rio de Janeiro.

A operação, chamada Aquarius, está sendo coordenada pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática da Polícia Civil fluminense.

O jogo Baleia Azul é praticado em comunidades fechadas de redes sociais como Facebook e Whatsapp e instiga os participantes, em maioria adolescentes, a cumprirem 50 tarefas, sendo que a última delas é o suicídio.

Neto de Getúlio Vargas é encontrado morto em Porto Alegre

ctv-xxj-neto: O pecuarista Getúlio Dornelles Vargas Neto, neto do ex-presidente Getúlio VargasPORTO ALEGRE - O neto do ex-presidente Getúlio Vargas, Getúlio Dornelles Vargas Neto, de 61 anos, foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira, 17, em Porto Alegre. Segundo a polícia, o pecuarista, que vivia na capital gaúcha, onde cuidava dos negócios da família, apresentava um ferimento de arma de fogo na cabeça. Vargas Neto foi achado por uma empregada, em seu apartamento, no bairro de Moinhos de Vento.

Conforme a delegada Roberta Bertoldo, ao lado do corpo foi encontrada uma carta de despedida endereçada à família. Para os investigadores, não há dúvidas de que trata-se de suicídio. Porém, a conclusão oficial será divulgada apenas no final do inquérito, instaurado na tarde desta segunda-feira.

Vargas Neto era filho de Manuel Antônio Sarmanho Vargas, morto aos 79 anos. Um dos cinco filhos de Getúlio - que se suicidou em 1954, aos 72 - Maneco, como era conhecido, tirou a própria vida em 1997, no interior do Rio Grande do Sul.

O neto de Getúlio morava com uma filha, que está viajando. Ele deixa quatro filhos.

GOLPE Falso sequestro acorda moradores de condomínio na zona sul de Londrina

Na última semana, vários moradores de um condomínio localizado na zona sul de Londrina foram despertados por "sequestradores" de plantão. O velho e conhecido golpe do falso sequestro voltou a deixar muita gente de "cabelo em pé". Telefonemas acabaram com o sossego da madrugada. Do outro lado da linha, a voz desesperada gritava: "mãe (ou pai), me ajuda. Fui sequestrado (a). Não chame a polícia, por favor...".

Normalmente, o "modus operandi" do golpista se baseia em ligações feitas aleatoriamente. Como os bandidos conseguem os telefones? Os números podem ser obtidos por meio de listas telefônicas e agendas de aparelhos celulares roubados.

Apesar de "manjado" na praça, o golpista se aproveita do nervosismo para convencer a vítima. Além das ameaças, inclusive de morte, do outro lado da linha o falso sequestrador simula até uma tortura. A suposta iminência de perder o ente faz com que a vítima atenda à exigência. Na maior parte dos casos, os telefonemas são feitos do interior dos presídios.


Caso o autor seja identificado, ele pode responder por extorsão, ato de obrigar alguém a tomar um determinado comportamento, por meio de ameaça ou violência, com a intenção de obter vantagem, recompensa ou lucro. A pena é de quatro a 10 anos de reclusão e multa.

A reportagem tentou ouvir também a administração do condomínio, mas não conseguiu uma resposta até o fechamento da matéria.

‘Apesar de antigo, muita gente ainda cai’

De acordo com o delegado Edgard Soriani, responsável pelo 1° Distrito Policial e pela Delegacia de Estelionato, o golpe não é mais aplicado com tanta frequência. "A incidência vem diminuindo nos últimos anos, mas ainda é aplicado. Por semana, pelo menos um boletim de ocorrência é registrado em nossa delegacia", comenta.

A pessoa não desconfia que é vítima de um golpe e passa a obedecer aos comandos do bandido até realizar os depósitos bancários. Mesmo após o prejuízo, algumas vítimas não procuram a polícia.

"Normalmente, a pessoa fica envergonhada e acaba não tendo coragem de ir até a delegacia formalizar a denúncia. Assim como o golpe do bilhete premiado, antigo e conhecido, ainda tem muita gente que cai no falso sequestro".

Com a intenção de evitar que mais pessoas sejam afetadas, a Polícia Civil se reúne com grupos de moradores e alerta sobre os delitos. A recomendação é que a vítima mantenha a calma caso receba este tipo de ligação. O 1° Distrito Policial está localizado na rua Tupi, 363, centro de Londrina. O telefone é 3325-7570.
Paulo Monteiro - Grupo Folha

FRIO INTENSO Massa de ar polar derruba as temperaturas no Paraná

Massa de ar polar derruba as temperaturas no ParanáA baixa temperatura marcada nos termômetros do Paraná na manhã desta terça-feira (18) fez com que os paranaenses reforçassem o agasalho. Uma grande massa de ar polar que se estabeleceu sobre a região sul do país foi a responsável pela chegada dessa intensa onda de frio. A chuva, que não chegou em todas as regiões do Paraná, está garantida na manhã desta terça para as áreas mais ao Norte e Leste, mas Londrina está fora da rota das precipitações.

No Sudoeste do Estado e nos Campos Gerais, as temperaturas ficaram negativas. Pato Branco e Guarapuava registraram -2ºC. Curitiba, famosa por ser a mais fria de todas as capitais, teve mínima de 2ºC. Maringá e Umuarama tiveram mínima em 4ºC.

Em Londrina, há previsão de geada fraca para esta quarta (19) e quinta-feira (20), segundo a agrometeorologista do Instituto Ambiental do Paraná (Iapar) em Londrina, Heverly Morais. Depois dos 7°C de hoje, a mínima para os próximos dois dias será de 5°C e a máxima, de 18 °C. "A geada é generalizada em todo o Paraná, mas pega mais forte nas regiões Sul e Oeste, onde já ocorre desde ontem", diz. Ela explica que a intensidade é maior nestes locais devido à localização e ao relevo – quanto mais alto, mais frio.


Ainda de acordo com ela, o prejuízo para a agricultura é menor porque os produtores se previnem e cuidam para reduzir os danos. No caso da região de Londrina, podem sofrer mais as hortaliças e o café. "Os produtores cobrem as folhas e aquecem as estufas. E, se houver perdas, em sessenta dias, as hortaliças voltam", diz.

No caso do café, a orientação é enterrar as mudas de até seis meses e, para os pés com seis meses a dois anos, o ideal é cobrir com terra até o tronco, para evitar a perda da muda. O Iapar tem um sistema que avisa os cafeicultores automaticamente sobre a chegada de geadas, para que tomem as providências antecipadamente.

(Atualizado às 8:54)
Redação Bonde com Simepar

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Ladrões armados explodem caixas eletrônicos de agência no Bairro Orleans, em Curitiba

Ladrões armados arrombaram e explodiram caixas eletrônicos de uma agência bancária no bairro Orleans, em Curitiba, durante a madrugada desta sexta-feira (14). Conforme a polícia, vizinhos ouviram as explosões e acionaram a corporação, mas quando a equipe chegou no local, os assaltantes já tinham fugido.
O carro utilizado pelos criminosos durante o assalto tinha placas de Santa Catarina e foi abandonado horas depois do roubo.
Até as 8h30, ninguém tinha sido preso.

MINISTRO DA SAÚDE Ricardo Barros diz que 'médico tem de parar de fingir que trabalha'

O Ministério da Saúde vai usar a biometria para controlar a jornada de trabalho dos médicos que atuam na rede pública. A ideia é adotar o sistema em todas as unidades básicas de saúde para acompanhar horas trabalhadas e, simultaneamente, criar um controle de produtividade, com metas de atendimento. "Vamos parar de fingir que a gente paga médicos, e o médico parar de fingir que trabalha. Isso não está ajudando a saúde do Brasil", disse o ministro Ricardo Barros no lançamento do programa, em que estava o presidente Michel Temer.

As metas de produtividade ainda estão discussão. O plano inicial é estabelecer critérios de acordo com a atividade. Consultas, por exemplo, deverão obedecer ao padrão recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e ter, no mínimo, 15 minutos de duração. Os critérios adotados de forma conjunta têm como objetivo evitar que o profissional apresse o atendimento para ir embora mais cedo, informou Barros. "Um médico que tem quatro horas de jornada, por exemplo. Ele pode dedicar cinco minutos para cada paciente e ir embora. Temos de ter uma média de desempenho." Aqueles que não cumprirem a jornada de trabalho estarão sujeitos a processo administrativo.

A biometria integra uma das políticas ditas por Barros como prioritárias de sua gestão: a informatização do Sistema Único de Saúde (SUS). Para tentar acelerar esse processo, a pasta deverá arcar com 50% dos gastos de prefeituras com a contratação de empresas de informática. A meta é de que todas as unidades básicas estejam informatizadas até o fim do ano.

Agência Estado

NA ZONA LESTE Homem é morto com pelo menos 7 tiros após suposto desentendimento

Um crime na noite da última quinta-feira (13) chocou moradores do Jardim Interlagos, na zona leste de Londrina.
Um rapaz de 29 anos foi baleado em frente à sua casa, na Rua da Pereira, após um suposto desentendimento.

Conforme a Polícia Militar, o homem estava em frente à sua casa conversando com outras três pessoas quando todos se desentenderam. Por conta disso, um deles sacou uma arma e desferiu pelo menos sete tiros contra o jovem. Até às 9h30, não havia informações sobre o motivo do desentendimento ou sobre a relação dos quatro homens, ou seja, se eram amigos ou parentes.


O suspeito, que tem antecedentes, fugiu em um Chevette logo após o crime e segue foragido. A Polícia Civil investigará o caso.
Ludmila Pelissari Hernandes - Redação Bonde

CONJUNTO CAFEZAL Justiça restringe porte de arma para policial envolvido em morte de adolescente na zona sul

Reprodução/FacebookA juíza da 1ª Vara Criminal de Londrina, Elisabeth Kather, restringiu o porte de arma do policial militar Bruno Carnelos Zangirolami, envolvido na morte de um adolescente de 17 anos na zona sul da cidade. O crime aconteceu no dia 15 de junho em frente ao Colégio Estadual Maria Balzanelo Aguilera, no Conjunto Cafezal. Na mesma decisão, a magistrada ordenou que o comando da PM recolha todas as armas que estavam sob posse do denunciado.

Além disso, o soldado da 4ª Companhia Independente está proibido de se aproximar e de manter contato com qualquer testemunha já arrolada na denúncia formulada pelo Ministério Público (MP). Ele ainda só poderá exercer atividades administrativas em destacamentos militares.

No dia do crime, o soldado, que morava em uma dependência nos fundos da instituição de ensino, avistou o adolescente e mais dois amigos encostados no muro do colégio. Segundo a Polícia Civil, os três estavam fumando maconha e ouvindo música. O PM decidiu abordá-los, sacou a arma e atirou. O projétil, conforme levantamento da perícia, ricocheteou no chão antes de atingir o tórax da vítima.

Preso em flagrante, Zangirolami ficou em silêncio ao ser interrogado na delegacia. Atualmente, ele responde o processo em liberdade. A morte do adolescente motivou um protesto simbólico em frente ao colégio onde ele morreu. Familiares, amigos e professores estenderam faixas e acenderam velas.

O advogado do PM, Eduardo Mileo, informou que vai se pronunciar no final da manhã desta sexta-feira (14).
Rafael Machado - Redação Bonde

quinta-feira, 13 de julho de 2017

CONDENADO A 9 ANOS Defesa de Lula vê 'perseguição política' de Sérgio Moro

Advogados e aliados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmaram na quarta-feira (12) que o juiz Sérgio Moro usou o processo do tríplex de Guarujá (SP) para fazer "perseguição política" ao petista e que a sentença que o condenou a 9 anos e 6 meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro é "meramente especulativa" e "despreza as provas de inocência" apresentadas pela defesa.

[local="20170713-1380"]


Para o advogado Cristiano Zanin Martins, que defende Lula nos processos da Lava Jato, a decisão de Moro de não decretar a prisão imediata do petista é o "reconhecimento da própria fragilidade da fundamentação da sentença". Segundo ele, as justificativas usadas pelo juiz, como "prudência" e evitar "certos traumas", por se tratar de um ex-presidente da República, demonstram o teor político da condenação.

"Esperamos que essa sentença, que joga uma página negra na Justiça brasileira, seja revertida nas instâncias superiores a fim de resgatar a presunção de inocência prevista na Constituição", afirmou Martins, durante coletiva de imprensa na quarta-feira (12), em uma hotel na zona sul de São Paulo.

Segundo o advogado, Moro condenou Lula com base apenas no depoimento prestado pelo ex-presidente da OAS José Adelmário Pinheiro Filho, o Léo Pinheiro, no qual ele afirmou que o triplex foi reformado pela empreiteira para Lula, fato que a defesa nega e acusa o magistrado de não ter apresentado provas.

"É uma sentença meramente especulativa, que despreza as provas de inocência e dá valor a um depoimento prestado pelo senhor Léo Pinheiro na condição de delator informal, sem compromisso de dizer a verdade, e com manifesta intenção de destravar seu processo judicial", disse Martins, que soube da condenação à tarde durante uma audiência com Moro sobre a ação envolvendo o prédio do Instituto Lula.
Agência Estado

TRÊS FORAM PRESOS Polícia Civil apreende 300 quilos de maconha durante operação

Divulgação/DenarcA Polícia Civil de Londrina apreendeu 300 quilos de maconha em uma operação que durou cerca de 12 horas, entre a noite de quarta-feira (12) e a manhã desta quinta-feira (13). Parte da droga estava enterrada em barris em uma mata próxima à estrada da Cegonha, na zona sul. Três pessoas foram presas.
Segundo a Divisão Estadual de Narcóticos da Polícia Civil do Estado do Paraná (Denarc), a investigação que desencadeou a operação já estava em curso. Na noite de quarta (12), os agentes encontraram um veículo Gol, no bairro Vivi Xavier, que carregava 50 quilos de maconha. Outros quatro quilos foram apreendidos dentro da casa onde o veículo estava estacionado. No local, foram presos um pai e uma filha, além do motorista do carro. 

Divulgação/DenarcEm seguida, os policiais seguiram para a casa do proprietário do Gol, na Gleba Palhano, mas, durante revista à casa dele, encontraram apenas pequenas porções de cocaína e maconha. De lá, seguiram para a mata, na zona sul, onde desenterraram oito barris – três deles estavam recheados de maconha. 
As três pessoas presas vão responder por tráfico de drogas, com penalidade prevista de 5 a 15 anos de prisão. A mulher, de 19 anos, foi encaminhada para o 3º Distrito Policial e os dois homens, para o 4º DP.
Redação Bonde

Quais competências são necessárias em momentos de crise?

Durante toda a sua vida profissional, a paranaense Waléria Cristiane Gonçalves trabalhou na indústria. Já são 25 anos como colaboradora, divididos em duas empresas do setor de confecção. “Todas as minhas conquistas pessoais foram fruto do meu trabalho”, conta ela orgulhosa de tudo que construiu ao lado do marido e de ter também se desenvolvido profissionalmente, tornando-se supervisora.

Na Be Little, indústria de confecção infantil com sede em Curitiba, onde Waléria trabalha há 15 anos, ela passou de cortadora à supervisora da fábrica. “Eu cheguei na empresa quando ela tinha apenas 4 meses de existência, era muito pequena. Ela foi crescendo, contratando e eu crescendo junto com ela”, relata.

Waléria viveu os altos juros da década de 90 e a estabilidade do real, para ela, independente de crise ou de crescimento econômico, o profissional que se saí bem é aquele que sabe colaborar e trabalhar em equipe. “Um precisa ajudar o outro para que a gente entregue o nosso produto ao cliente, ele seja bem aceito e gere renda e emprego para todos”, afirma a supervisora.

Diante do desaquecimento do mercado de trabalho, não basta apenas um perfil técnico. “Algumas competências podem fazer diferença tanto para o profissional se manter no atual emprego, como para o profissional que busca uma nova oportunidade”, afirma a coordenadora técnica de negócios do IEL Paraná, Marília Wanderley Guimarães.

A crise obrigou as indústrias a reduzirem diversas atividades para garantir a sobrevivência.  Por isso, Marília afirma que as empresas estão cada vez mais enxutas e o momento demanda por profissionais comprometidos e proativos, capazes de atuarem em múltiplas frentes e com responsabilidade pelas decisões. “A capacidade de adaptação também é necessária, o contexto muda rapidamente. Ler cenários, perceber mudanças, adaptar-se a elas faz grande diferença”, completa a coordenadora técnica.

Preparando o terreno

Além das competências comportamentais necessárias, é preciso olhar para onde estão as oportunidades profissionais. A indústria no Paraná é responsável por 6,3% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil e movimenta a economia no Estado não só em valores, mas também na geração de vagas. Em abril, o segmento paranaense contratou 81.322 colaboradores nas diferentes atividades. Os setores que mais contrataram foram as indústrias de alimentos, de confecção de artigos do vestuário e acessórios, de produtos de madeira e móveis.

A previsão é que até 2020, o Paraná terá de capacitar 920 mil trabalhadores em ocupações industriais nos níveis técnico, superior e de qualificação. O dado é do levantamento “Mapa do Trabalho Industrial 2017-2020” do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI).

A tendência é que as cinco áreas que mais demandarão profissionais, de acordo com o estudo, são: construção (223.413), meio ambiente e produção (209.596), alimentos (120.152), metalmecânica (110.821) e vestuário e calçados (70.617).

A capacitação e a inserção do profissional na indústria podem abrir outras oportunidades de desenvolvimento e crescimento na carreira. Foi o que aconteceu com a coordenadora de Sistema Integrado de Gestão da Tequaly, Daniele Bergamasco Scharnoveber. Em 2007, ela ingressou no curso de aprendizagem industrial eletrônica no Senai no Paraná. Graças ao curso, aos 18 anos estagiou durante um ano e meio em uma multinacional do setor de máquinas e equipamentos. Das aulas no Senai ela lembra de um professor que era sistemático e cobrava disciplina e foi preparando para o mercado de trabalho e de tudo o que veio a seguir.

Durante a aprendizagem ela teve contato com a área de meio ambiente e de qualidade de processos. Terminou o curso no Senai e começou a faculdade de Administração, sendo convidada pela multinacional a fazer um estágio na área de qualidade. De lá, ingressou em outra indústria enquanto aprendiz. Já formada, em 2011, foi contratada como assistente de qualidade. “Graças ao contato com áreas que formam o sistema integrado de gestão, que eu tive durante os estágios de aprendiz, foi possível ingressar no meu primeiro trabalho”, conta. Hoje, ela é coordenadora do sistema integrado de gestão.

FINANÇAS Reajuste de servidor já custou R$ 8 bilhões a mais ao governo até maio

Em meio à falta de verba dos ministérios para garantir a prestação de serviços à população, o governo já gastou, de janeiro a maio deste ano, R$ 8 bilhões a mais do que no mesmo período do ano passado para bancar aumentos reais de salário para os servidores. O valor é dez vezes maior do que o necessário para bancar o reajuste do programa Bolsa Família, medida anunciada e depois suspensa pelo governo com a justificativa de falta de dinheiro.

Em 2018, a estimativa é de que o governo precise de mais R$ 22 bilhões para pagar a fatura de gastos com pessoal, quase um orçamento inteiro do programa de transferência de renda, segundo cálculos do economista-chefe da corretora Tullett Prebon, Fernando Monteiro. Desde o ano passado, quando o governo Temer decidiu manter os reajustes negociados por Dilma Rousseff, Monteiro tem acompanhado com lupa a evolução dos gastos de pessoal num quadro de penúria de receitas e despesas em todas as esferas públicas e destaca a alta em curso do funcionalismo federal.

Segundo Monteiro, até maio, os gastos de pessoal tiveram um crescimento real de 7,8%, numa velocidade muito maior do que as despesas com a Previdência (5,1%) e o pagamento de benefícios da lei de assistência social, a Loas (+5,3%). As taxas excluem precatórios e sentenças. Ele destaca que o gasto maior com o funcionalismo seria suficiente para pagar as despesas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) dos cinco primeiros meses deste ano.


Apesar da pressão dos gastos do funcionalismo, que comprime espaço de outras despesas, não há planos agora no governo para rever os reajustes já concedidos, segundo um integrante da equipe econômica.

A fatura dos reajustes futuros ficou tão pesada que, para evitar novas antecipações de benesses em 2018 (que é ano eleitoral), o relator do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do ano que vem, deputado Marcus Pestana (PSDB-MG), decidiu proibir o presidente da República de conceder aumentos salariais para além de seu mandato. Mesmo assim, já há reajustes contratados até 2019.

A maior parte dos reajustes foi aprovada pelo Congresso no ano passado com o aval do presidente Temer.
Agência Estado

REFORMA TRABALHISTA Veja ponto a ponto como ficou a lei aprovada pelo Congresso

Aprovado depois de conturbada sessão no Senado na noite desta terça-feira (11), o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 38/2017, que trata da reforma trabalhista, altera mais de 100 pontos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), permitindo mudanças como a prevalência do acordado entre patrões e empregados sobre o legislado nas negociações trabalhistas.

Enviado pelo governo ao Congresso Nacional e aprovado no Senado sem alterações em relação ao texto que passou pela Câmara dos Deputados, o projeto de lei agora aguarda sanção do presidente Michel Temer.

Durante a tramitação, o governo negociou com os parlamentares a votação rápida das mudanças em troca da garantia de seis vetos e da revisão de alguns pontos polêmicos por meio de medida provisória ou novos projetos de lei do Executivo.


Um das questões polêmicas da reforma aprovada pelo Congresso é a possibilidade de que mulheres grávidas ou lactantes trabalhem em locais insalubres. O projeto de lei estabelece que o afastamento, antes garantido nessas condições, só será autorizado mediante pedido médico nos casos consideradas insalubres em graus médio ou mínimo.

Outro ponto que gerou controvérsia entre o governo e parlamentares é a regulamentação do trabalho intermitente, que permite alternar períodos de prestação de serviços e de inatividade, determinados em horas, dias ou meses, independentemente do tipo de atividade do empregado e do empregador. A expectativa é que o governo edite uma medida provisória restringindo os setores que podem adotar essa modalidade de jornada.

O texto aprovado altera a lei atual em vários aspectos, como férias, trabalho em casa, plano de carreira e jornada de trabalho. Veja as principais mudanças:

Horas In Itinere

O tempo que o trabalhador passa em trânsito entre sua residência e o trabalho, na ida e na volta da jornada, com transporte fornecido pela empresa, deixa de ser obrigatoriamente pago ao funcionário. O benefício é garantido atualmente pelo Artigo 58, parágrafo 2º da CLT, nos casos em que o local de trabalho é de difícil acesso ou não servido por transporte público.

Tempo na empresa

Pelo texto, deixam de ser consideradas como integrantes da jornada atividades como descanso, estudo, alimentação, higiene pessoal e troca do uniforme. A CLT considera o período em que o funcionário está à disposição do empregador como serviço efetivo.

Descanso

Atualmente, o trabalhador tem direito a um intervalo para descanso ou alimentação de uma a duas horas para a jornada padrão de oito horas diárias. Pela nova regra, o intervalo deve ter, no mínimo, meia hora, mas pode ser negociado entre empregado e empresa. Se esse intervalo mínimo não for concedido, ou for concedido parcialmente, o funcionário terá direito a indenização no valor de 50% da hora normal de trabalho sobre o tempo não concedido.

Rescisão

A rescisão do contrato de trabalho de mais de um ano só é considerada válida, segundo a CLT, se homologada pelo sindicato ou autoridade do Ministério do Trabalho. A nova regra revoga essa condição.

Rescisão por acordo

Passa a ser permitida a rescisão de contrato de trabalho quando há "comum acordo" entre a empresa e o funcionário. Nesse caso, o trabalhador tem direito a receber metade do valor do aviso prévio, de acordo com o montante do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), até o máximo de 80%, mas não recebe o seguro-desemprego.

Comissão de fábrica

Toda empresa com mais de 200 empregados deverá ter uma comissão de representantes para negociar com o empregador. A escolha será feita por eleição, da qual poderão participar inclusive os não-sindicalizados. Não poderão votar os trabalhadores temporários, com contrato suspenso ou em aviso prévio.

Danos morais

A indenização a ser paga em caso de acidente, por exemplo, passa a ser calculada de acordo com o valor do salário do funcionário. Aquele com salário maior terá direito a uma indenização maior, por exemplo. Em caso de reincidência (quando o mesmo funcionário sofre novamente o dano), a indenização passa ser cobrada em dobro da empresa.

Quitação anual

O novo texto cria um termo anual, a ser assinado pelo trabalhador na presença de um representante do sindicato, que declara o recebimento de todas as parcelas das obrigações trabalhistas, com as horas extras e adicionais devidas.

Justa causa

A cassação de registros profissionais ou de requisitos para exercer a profissão passa a configurar como possibilidade de demissão por justa causa.

Salários

Benefícios como auxílios, prêmios e abonos deixam de integrar a remuneração. Dessa forma, não são contabilizados na cobrança dos encargos trabalhistas e previdenciários. Isso reduz o valor pago ao Instituto Nacional do Seguo Social (INSS), e, consequentemente, o benefício a ser recebido.

Salários altos

Quem tem nível superior e recebe valor acima do dobro do teto dos benefícios do Regime Geral da Previdência Social (cerca de R$ 11 mil) perde o direito de ser representado pelo sindicato e passa a ter as relações contratuais negociadas individualmente.
Agência Brasil

comunicado importante da Usiban

quarta-feira, 12 de julho de 2017

PM PRENDE MULHER POR TRÁFICO DE DROGAS E CORRUPÇÃO DE MENOR EM SIQUEIRA CAMPOS

No Jardim Novo Horizonte

Nesta terça-feira, dia 11, a ROTAM(Rondas Ostensivas Tático Móvel)obteve informações que um marginal,sobre o qual há mandado de prisão pelo crime de homicídio, estava escondido e também usando como ponto de tráfico a casa de sua amásia,em Siqueira Campos(Rua Equador,Jardim Novo Horizonte).Rapidamente a equipe foi ao local, onde em conversa com a mulher negou os fatos, relatando estar sozinha.
Foi pedido autorização para que a equipe entrasse na residência,porém, ela não permitiu.Só que os PMs, através da janela,viram uma movimentação e um menor(17 anos) acabou saindo da casa e se apresentou.
O adolescente estava com as mãos sujas e um odor forte de maconha. Nesse momento,o foragido pulou a janela correndo para os fundos, com uma mochila nas costas, sendo seguido pelos policiais.Subiu no telhado de várias residências, correndo para uma mata localizada próxima ao local e conseguiu escapar.

Trata-se de Claudemir de Carvalho Rocha, principal suspeito de ter assassinado o próprio irmão baleado na cabeça no dia 17 de janeiro deste ano, na frente da residência da família na Vila Operária, em Siqueira Campos.

Na sequência,foi encontrada a mochila(encima da garagem de uma das casas)com 513 gramas da erva divididas em três pedaços grandes e 91 buchas embaladas prontas para venda, faca utilizada para cortar a droga e uma balança de precisão.
A mulher foi presa por corrupção de menor e tráfico de drogas.

CAMBARÁ: FUTSAL, TÊNIS DE MESA E CORRIDA ESTÃO NA FINAL DOS JEPS

A cidade de Arapoti, sediou a Fase Macrorregional dos 64º Jogos Escolares do Paraná – JEP’S,que terminou no último domingo. Foram mais de 1.500 atletas de quatro Núcleos Regionais da Educação, participando da fase.Wenceslau Braz, Ibaiti, Jacarezinho e Cornélio Procópio, além do município sede classificado automaticamente.
Da fase Macrorregional, constaram disputas nas modalidades de Futsal, Voleibol, Basquetebol, Xadrez, Tênis de Mesa, Handebol, Atletismo e Voleibol de Praia.
Cambará foi representada por atletas do Colégio Nossa Senhora das Graças, na modalidade Voleibol de Praia; Tênis de Mesa, pelo Colégio Estadual Professor Silvio Tavares, que são alunos também do Projeto Esporte Cidadão, mantido pela Prefeitura de Cambará; Xadrez, também do Projeto Esporte Cidadão; Atletismo Regular, Colégio Professor Sílvio Tavares; Futsal, Colégio Estadual Angelina Ricci, que são também do Projeto Esporte Cidadão; Atletismo Especial, pela Escola de Educação Básica na Modalidade Especial Mensageiros de Luz.
Na modalidade Futsal, a equipe do Colégio Angelina Ricci Vezozzo/Projeto Esporte Cidadão, garantiu vaga para a fase final do JEP’S, ao somar três vitórias e uma derrota na Fase Macrorregional, garantindo a segunda colocação na competição. Os atletas são treinados pelos professores de Educação Física Ben-Hur Lima e Diego Melchior.
Na categoria especial, a atleta Ana Paula de Oliveira, da Escola de Educação Básica na Categoria Especial Mensageiros de Luz – APAE de Cambará, chegou em primeiro lugar na prova dos 100 metros rasos, também garantindo vaga para a Fase Final do JEP’S em sua modalidade. A atleta Sthefany Jardim também participou da competição. As atletas são treinadas pela professora de Educação Física, Thais Elena Negrão Betini, e foram acompanhadas na viagem pelas professoras de Educação Física Joyce Rafagnin de Pinho e Renata dos Santos Venturino.
Na modalidade Tênis de Mesa, os atletas Kauã e João, disputaram na categoria B e conquistaram a segunda colocação, garantindo vaga para a Fase Final do JEP’S. Na categoria A, a dupla Leonardo e Jonathan, garantiram a terceira colocação. O atleta Kauã, conquistou a quarta colocação na categoria individual. A atleta Maria Vitória, do Colégio O Caminho, ficou com o título de campeã individual na categoria B. Os atletas são participantes do Projeto Esporte Cidadão, e treinados pelo professor de Educação Física Carlos Camussi.
Na modalidade Xadrez, alunos do Colégio Estadual Dr. Generoso Marques/Projeto Esporte Cidadão, representaram Cambará. Os atletas são treinados pelo técnico desportivo da Secretaria dos Esportes e Lazer de Cambará, Vinicius Romano de Paula. Também foram acompanhados pela professora de Educação Física do Generoso Marques, Angelita S. Santos.
Na modalidade Atletismo, o município foi representado por alunos do Colégio Estadual Professor Silvio Tavares, treinados pelos professores de Educação Física Luciano Nunes (Testa) e Elias Panichi (Cafu). Em Arapoti, também foram acompanhados pela professora de Educação Física, Silvanice Lino Nunes.
A Prefeitura de Cambará, através da Secretaria Municipal dos Esportes e Lazer, deu total apoio a participação dos atletas cambaraenses na Fase Macrorregional na cidade de Arapoti.
No dia 02 de junho, o secretário municipal dos Esportes e Lazer, Mauro Carvalho, participou na cidade de Cornélio Procópio, de reunião preparatória para os jogos da Juventude, que ocorrerão nos próximos 14 a 21 de julho naquele município. Cambará estará sendo representada pelas equipes de Futebol de Campo, e Voleibol masculino e feminino, integrantes do Projeto Esporte Cidadão.
Nos dias 18 e 19 de junho, a equipe de Voleibol masculino do município participou na cidade de Sertaneja, dos Jogos Abertos do Paraná.

Fabrizio erra em bolo de aniversário e é eliminado do MasterChef

No episódio desta terça-feira, 11, do MasterChef Brasil, os cozinheiros foram desafiados a preparar um menu inspirado nas culinárias congolesa, haitiana e síria. Divididos em dois times (o azul liderado por Mirian, e o vermelho por Michele) eles tiveram 1h40 para preparar um prato principal e uma sobremesa a serem julgados por refugiados, chefs convidados e pelos próprios jurados. "Vocês devem sentir que eles estão sendo homenageados", disse Paola.

Na contagem final dos votos, a equipe azul venceu. Derrotados, Leonardo, Valter, Fabrizio e Michele seguiram para a prova de eliminação. Aproveitando a comemoração do 100º episódio do MasterChef no Brasil, a prova consistiu em preparar um bolo de aniversário com pelo menos um recheio.

Valter, que preparou bolo de morango com crème patissière coberto por merengue, surpreendeu e foi escolhido como o melhor. Na hora da eliminação, quem não escapou foi o Fabrizio. "O seu bolo é o mais bonito, mas o que conta no final é o paladar", anunciou Fogaça.

Prefeito Amin pré-anuncia inauguração do Conjunto Martha Dequech para dia 10 de agosto em Cornélio Procópio

“O Ministro das Cidades anunciou que estará no Paraná, na cidade de Cascavel, dia 10 de Agosto, e ele gostaria de fazer a inauguração do Conjunto Martha Dequêch, na mesma data, então estamos aguardando a vistoria da Caixa Econômica para definirmos esta data. Caso o Ministro realmente venha, será um prazer recebê-lo, caso ele não possa vir, iremos antecipar a inauguração”.

Foi esta a declaração do Prefeito de Cornélio Procópio, Amin José Hannouche, em coletiva de imprensa ao ser abordado sobre a inauguração do Conjunto Habitacional Martha Dequech, que ficou pronto para ser entregue aos mutuários e aguarda apenas autorização da Caixa Econômica Federal para ser habitado pelos mutuários.

Ainda segundo Amin, a intenção é antecipar a entrega das casas:

“Queremos entregar as casas assim que a Caixa nos autorizar; será no dia 10 somente se o Ministro realmente vier para a festa de inauguração, senão será antes”, reafirmou.

Há cinco anos o bairro foi conquistado pelo prefeito Amin e iniciada sua construção em 2012.

Cinco anos se passaram e na terceira gestão de Amin como Prefeito, o bairro será inaugurado. As 397 unidades habitacionais foram construídas pelo Governo do Estado, através da Cohapar (Companhia de Habitação do Paraná), com contrapartida do município que doou o terreno para a construção e fez o asfalto do bairro.

Há cerca de seis dias o bairro teve suas obras asfálticas encerradas em um trabalho que movimentou por quase seis meses toda a Secretaria de Infraestrutura Urbana do Município.

Além do asfalto, a Prefeitura fez toda a arborização do novo bairro que além de árvores também recebeu palmeiras e gramado.

Após a entrega das 397 unidades já prontas aos moradores, a Prefeitura e Cohapar deverão abrir inscrições para selecionar novos mutuários para a continuidade do empreendimento habitacional.

A expectativa da inauguração é contar com a presença das autoridades que colaboraram para concretização do bairro, dos mutuários e suas respectivas famílias e de toda a comunidade. (Comunicação / Prefeitura)

FINANCIAMENTO Paraná terá até R$ 13,6 bilhões do Banco do Brasil para a safra 2017-2018

O Paraná terá até R$ 13,6 bilhões do Banco do Brasil para financiar grandes e médios produtores rurais do Estado na safra 2017-2018. O montante representa 13,2% do total de R$ 103 bilhões que o Banco, que é o principal financiador do setor, destinará para operações de custeio, comercialização e investimentos, em todo o País. Somando todas as instituições financeiras, o volume total do plano safra chega a R$ 220 bilhões, dos quais, historicamente, o Paraná contrata 20%.

O lançamento, no Paraná, do Plano Agrícola e Pecuário 2017-2018, foi feito nesta terça-feira (11), no Palácio Iguaçu, em Curitiba, em solenidade com o governador Beto Richa (PSDB). O superintendente estadual do Banco do Brasil, Neirim Goulart Duarte, apresentou os números e as condições da participação da instituição no financiamento da safra.

O governador ressaltou o montante, de R$ 220 milhões, e a importância dos recursos para o desenvolvimento da agricultura. "É o maior volume da história do País para custeio, comercialização e investimento na agropecuária. Isso é importante, pois o setor contribui para a balança comercial brasileira e a economia do Paraná", afirmou.

O superintendente do Banco do Brasil no Estado destacou que, neste ano, as taxas de juros caíram um ponto percentual para as linhas de custeio e de investimento e em dois pontos percentuais ao ano para os programas de armazenagem e inovação tecnológica na agricultura. "Temos recursos abundantes para atender todos os produtores paranaenses", disse o superintende Neirim Goulart Duarte. Do total para o Paraná, R$ 2,3 bilhões serão direcionados à agricultura familiar.

Richa ressaltou que a agricultura tem sido essencial no enfrentamento da crise nacional. "A agropecuária dá respostas como a supersafra, que minimiza os efeitos da crise, gera muitos empregos e riquezas ao País e coloca alimentos na mesa dos brasileiros", acrescentou.